No. 432 'Leaside' Squadron (RCAF): Segunda Guerra Mundial

No. 432 'Leaside' Squadron (RCAF): Segunda Guerra Mundial

No. 432 Squadron (RCAF) durante a Segunda Guerra Mundial

Aeronave - Locais - Grupo e dever - Livros

No.432 "Leaside" Squadron era um esquadrão de bombardeiros RCAF, formado em 1 de maio de 1943 em torno de um núcleo de dezoito tripulações fornecido pelo esquadrão No.427. Como resultado, ele conseguiu realizar sua primeira operação em 23 de maio, apenas três semanas depois.

Em 22 de outubro de 1943, o nº 432 se tornou o último dos grupos nº 6 a usar o Wellington em uma invasão, antes de se converter no Lancaster. Ele foi convertido para o Halifax III no início de 1944, voando sua primeira operação com a nova aeronave em 28 de fevereiro de 1944. A aeronave permaneceu parte da principal força de bombardeiros até o final da guerra na Europa.

Aeronave
Maio de 1943 a outubro de 1943: Vickers Wellington X
Outubro de 1943 a fevereiro de 1944: Avro Lancaster II
Fevereiro-julho de 1944: Handley Page Halifax B.Mk III
Junho de 1944 a maio de 1945: Handley Page Halifax B.Mk VII

Localização
1 de maio a 18 de setembro de 1943: Skipton-on-Swale
18 de setembro de 1943 a 15 de maio de 1945: East Moor

Códigos de esquadrão: QO

Dever
1943-1945: Comando de Bombardeiro

Livros

Favoritar esta página: Delicioso Facebook StumbleUpon


Desenvolvimento do tanque Merkava I

Até hoje, o tanque Merkava é classificado como um dos projetos mais secretos de Israel. Por décadas, ele foi mantido sob um véu de segredo, de modo que no "dia do juízo final" ele possa ser jogado como um monstro de ferro no campo de batalha e derrotar os inimigos de Israel.

Muitos estiveram envolvidos no desenvolvimento e produção do Merkava, mas um oficial das FDI se destacou: o Major General Israel “Talik” Tal, o pai do tanque Merkava.

Nascido em Israel em 1924, Talik aprendeu desde cedo o que o perigo significava na Terra de Israel. Era 1929 e os árabes estavam revoltados por todo o país. Mais de 100 judeus seriam mortos. Um dia, as portas da casa de Talik na cidade de Safed, no norte do país, foram fechadas por uma turba e a casa foi incendiada. Parecia o fim, até que o tio de Talik correu rua acima com um grupo de policiais britânicos, que dispersaram a multidão. O tio correu para dentro de casa e resgatou seu sobrinho de cinco anos. Essa experiência de quase morte ajudou a moldar a vida de Talik.

Ele se ofereceu para o Exército Britânico aos 17 anos e lutou como um artilheiro de tanque na Segunda Guerra Mundial. Após a guerra, ele se juntou à resistência israelense e ajudou a comprar armas para o futuro Estado. Na Guerra da Independência, ele serviu como comandante de uma unidade de metralhadora e rapidamente subiu nas fileiras das IDF - servindo como comandante do Corpo Blindado, chefe da Diretoria de Operações e do Comando Sul e, eventualmente, um conselheiro especial para a defesa ministro. Talik faleceu em 2010. Uma placa com seu nome está pendurada em uma parede do Museu de Cavalaria e Armadura de Patton em Kentucky, celebrando-o como um dos cinco maiores comandantes de armadura da história moderna.

A busca de Israel por um tanque começou com o estabelecimento do estado. Durante a Guerra da Independência, por exemplo, soldados da Sétima Brigada das FDI partiram em um calor insuportável para conquistar Latrun, um antigo forte da polícia britânica assumido pela Legião Jordaniana. Apesar das inúmeras tentativas, as IDF falharam repetidamente em conquistar o local-chave, que ficava na rodovia Jerusalém-Tel Aviv. Simplesmente não tinha meios de penetrar nas fortificações jordanianas.

Altos funcionários da defesa israelense, políticos e lobistas tentaram conversar com países ocidentais sobre a compra de tanques para as FDI. Acordos foram fechados, mas ameaças de embargos sempre estiveram no ar. Então veio a Guerra dos Seis Dias em 1967, durante a qual Israel quase dobrou de tamanho, conquistando a Península do Sinai do Egito, a Cisjordânia da Jordânia e as Colinas de Golã da Síria. Israel sabia que era apenas uma questão de tempo até que seus vizinhos tentassem reivindicar seu território perdido. Se fosse vencer novamente, precisaria de um Corpo de Blindados mais forte.

Após a guerra, o IDF recebeu seu primeiro lote de tanques franceses e depois americanos. No final dos anos 1960, Israel comprou o Centurion, na época a espinha dorsal do exército britânico. Israel fez algumas modificações no tanque, instalando um canhão impressionante de 105 milímetros e transformando sua torre, dando-lhe o nome de “Tiro”, em hebraico para “chicote”.

Como parte do acordo, Israel também recebeu dois Chieftains - o tanque ultrassecreto da Grã-Bretanha, ainda em desenvolvimento e equipado com um canhão de 120 milímetros. Após uma série de julgamentos, Israel estava pronto para fazer um acordo por mais, mas então os britânicos recuaram, citando considerações políticas.

A decisão britânica assustou Israel. A União Soviética continuava a armar o Egito e a Síria. Israel precisava de novos tanques, mas não tinha onde comprá-los.

O cancelamento do negócio deixou uma forte impressão em Talik. Ele entendeu que Israel não tinha ninguém em quem confiar e teve uma ideia revolucionária: Israel construiria seu próprio tanque. A maioria das pessoas achava que Talik era louco. Até então, Israel não havia construído nenhuma de suas plataformas militares primárias - aeronaves, navios da marinha ou veículos blindados. Mas Talik insistiu que era possível. O estudo do Chieftain criou alguma experiência em Israel, e Talik sentiu que havia uma base forte o suficiente para construir. Ele encontrou alguns parceiros e começou a criar o esboço de um tanque. Em 1969, a ideia parecia viável. A questão era se isso fazia sentido financeiro e se Israel realmente tinha a tecnologia necessária para desenvolver um tanque que pudesse competir com os tanques soviéticos fornecidos à Síria e ao Egito.

No verão de 1970, o Ministro da Defesa Moshe Dayan, o herói da guerra israelense, e o Ministro das Finanças Pinhas Sapir se reuniram para decidir sobre a ideia do tanque de Talik. A reunião aconteceu depois que uma equipe de especialistas em segurança e economia analisou a proposta. Todos os aspectos do projeto foram estudados: O tanque que Talik sugeriu era mesmo possível? e Seu desenvolvimento faria sentido econômico para o estado incipiente? Para Sapir, o projeto Merkava tinha o potencial de servir como um motor econômico extremamente necessário. O benefício de segurança era secundário.

“Eu sou a favor,” Sapir disse a Dayan. "Você quer ou não?"

Dayan estava preocupado com a possibilidade de o investimento financeiro ofuscar outros projetos militares e limitar os planos de aquisições. Mas no final, ele concordou e deu sinal verde para a primeira etapa: o desenvolvimento.

O toque estridente do telefone assustou o tenente-coronel Avigdor Kahalani. Era primavera de 1971, e ao telefone estava uma mulher que se identificou como a "secretária de Talik". Um motorista, ela disse, viria pela manhã para pegar Kahalani para uma reunião. Ele deve estar pronto no início em uniforme de gala.

No dia seguinte, um Plymouth Valiant verde-escuro - o carro do exército na época para oficiais superiores - parou na calçada em frente à casa de Kahalani. O motorista fez sinal para que ele se sentasse no banco de trás. Kahalani não tinha ideia do que seria a reunião, mas realmente não importava. Talik era uma lenda em Israel. Se ele ligar, você vem. O carro parou na entrada de um grande armazém na Base do Exército de Tzrifin, ao sul de Tel Aviv. Kahalani saiu do carro assim que Talik apareceu abrindo o grande portão de ferro, assustando um bando de pombos que descansava em um prédio próximo. Ele gesticulou para que Kahalani o seguisse para dentro enquanto ele puxava uma rede de camuflagem que cobria algo no centro do grande salão.

No início, Kahalani não tinha certeza do que estava olhando, mas depois de alguns segundos começou a ficar claro. Era um tanque, mas não normal. Este era feito de madeira. A forma também era estranha. “O tanque não tem bunda”, disse Kahalani. “Onde está o motor?”

Talik explicou a lógica por trás do novo tanque enquanto caminhava em círculos ao redor de sua criação de madeira. “É um novo design. Motor e transmissão na frente e uma escotilha de saída na parte traseira ”, disse ele. Isso foi revolucionário. Até então, todos os tanques tinham seus motores na parte traseira, e a entrada e saída do tanque eram no topo da torre, não na parte traseira.

Talik pediu a Kahalani para ver o tanque para que ele pudesse obter o apoio do jovem oficial. Kahalani era um dos comandantes blindados promissores das FDI. Ele lutou bravamente em seu tanque Centurion durante a Guerra dos Seis Dias e recebeu a Medalha de Serviço Distinto. Em 1973, durante a Guerra do Yom Kippur, Kahalani faria história como comandante do 77º Batalhão, quando conseguiu repelir o ataque sírio às Colinas de Golã.

Quando a Guerra do Yom Kippur estourou, Kahalani já estava no Golan. Ele conseguiu reunir cerca de 150 tanques de várias unidades e liderou-os na batalha contra uma força síria quase cinco vezes maior que a sua. Depois de vários dias de combates intensos, Kahalani conseguiu parar o ataque sírio, destruindo centenas de tanques inimigos e reocupando as posições dominantes que Israel havia inicialmente perdido no Golã. Por suas ações, Kahalani recebeu a Medalha de Valor, a mais alta condecoração militar de Israel. A reunião de 1971 tinha o objetivo de assegurar a Talik que o tanque que ele estava construindo seria algo em que os jovens petroleiros - como Kahalani - gostariam de lutar.

Mesmo antes de o primeiro quilo de aço ser derramado, Talik imaginou o tanque no campo de parada militar pronto para a ação. Ele não deixou os pessimistas - principalmente os funcionários do Tesouro, que estavam preocupados que seu dinheiro fosse desperdiçado - chegarem a ele. Passo a passo, ele obteve o financiamento, o conhecimento e as conexões necessárias para estabelecer uma linha de produção que pudesse moldar a carroceria do tanque, fabricar o canhão e desenvolver sistemas óticos e de controle de fogo e controle.

No final de 1979, os primeiros tanques Merkava estavam prontos. Desentendimentos sobre a atualização do tanque e a correção de algumas falhas restantes ameaçaram atrasar o projeto, mas a determinação e o carisma de Talik varreu os obstáculos de lado. Três anos depois, o tanque demonstrou suas capacidades operacionais na frente norte de Israel durante a Primeira Guerra do Líbano e, dois anos depois, a segunda versão - o Merkava Mark II - já estava saindo da linha de produção. O tanque israelense havia nascido.

“Temos o genoma judeu”, Talik costumava dizer a seus soldados no Diretório de Tanques Merkava. “É isso que nos diferencia do resto do mundo. No entanto, isso não nos isenta de aprender. Só os tolos se recusam a aprender. ”

Talik gostava de se cercar de engenheiros brilhantes como Yaron Livnat, um membro da "elite de armadura" de Israel, cujo pai havia servido como chefe da unidade de manutenção de tanques do IDF. Livnat se alistou no IDF como acadêmico e estudou engenharia eletrônica no Technion. Seu sonho era inventar novos mísseis inovadores. Mas os sonhos só vão até certo ponto, e depois de completar o treinamento de oficial, Livnat foi designado para a Diretoria de Tanques. Ele pensou que não poderia ficar pior, mas então Livnat foi enviado para se juntar a uma unidade de armadura real, no campo.

Talik acreditava que os técnicos precisavam estar conectados diretamente com o campo de batalha para que pudessem entender os desafios que os soldados enfrentavam e, então, apresentar soluções que abordassem problemas reais e não teóricos. Distância - seja cultural ou física - não poderia ser permitida. Livnat foi designado para a Sétima Brigada por dois meses. Ele correu sobre colinas enquanto estava sob fogo, rastejou na areia, carregou cartuchos de tanques e ouviu as histórias de batalha de seus comandantes e colegas soldados. Em sua cabeça, ele estava fazendo uma lista de possíveis melhorias que poderiam ser implementadas posteriormente no tanque.

“Ninguém entendeu o que eu estava fazendo lá. Eles pensaram que havia algo de errado comigo. Eles me disseram que era uma idiotice deixar meu escritório e ir para as Colinas de Golan ”, lembra Livnat. “Eu entendi perfeitamente o que tinha que ver e sentir no campo. Sem falar nos laços operacionais que estabeleci com os soldados e oficiais que mais tarde se tornaram comandantes de batalhão e brigada. ”

Talik gostou de Livnat desde que viu que o jovem engenheiro tinha ousadia, que ele nem sempre seguia os limites, que para ele, as regras geralmente eram apenas recomendações. Talik viu um pouco de si mesmo em Livnat. Um dia, Talik convidou o jovem engenheiro para uma palestra e pediu-lhe para servir como seu chefe de gabinete.

Apesar do elogio, Livnat recusou educadamente, mas fez questão de explicar: “Sou um jovem engenheiro. O lado tecnológico me fascina. Devo ficar neste mundo. ”

Talik não estava acostumado a ser rejeitado, mas apreciava a franqueza de Livnat.

“Pessoas como você, que me dizem 'não', geralmente é o fim da carreira. No seu caso, você se tornará meu protegido ”, disse a Livnat.

O comportamento duro e suave de Talik permitiu que ele capturasse o melhor e o mais brilhante do IDF. Ele também era um homem de palavra e, daquele dia em diante, Livnat recebeu apoio para desenvolver sistemas inovadores. Talik o nutriu, e Livnat foi nomeado chefe do Projeto de Controle de Fogo da Merkava Mk-3, um trabalho que acabaria ganhando o prestigioso Prêmio de Defesa de Israel.

Compartilhar isso:

Assim:


Outros negócios

Exceto se ordenado de outra forma pelo Senado, qualquer item de Outros Negócios no Documento de Pedidos e qualquer moção ou inquérito no Documento de Notificação que não tenha sido processado durante 15 dias úteis deve ser retirado do Papel do pedido e papel de aviso.

Consequentemente, o número que aparece entre parênteses indica o número de sessões desde a última vez em que o item foi tratado.

Projetos de lei - mensagens da Câmara dos Comuns

Projetos de lei do Senado - terceira leitura

15 de junho de 2021 - Terceira leitura do Projeto de Lei S-211, Uma Lei para estabelecer o Dia Internacional da Língua Materna .- (Ilustre Senador Jaffer)

9 de junho de 2021 - Terceira leitura do Projeto de Lei S-222, uma Lei para alterar a Lei do Imposto de Renda (uso de recursos) .- (Ilustre Senador Omidvar)

Commons Public Bills - Terceira leitura

10 de junho de 2021 — Terceira leitura do Projeto de Lei C-208, uma Lei para alterar a Lei do Imposto de Renda (transferência de pequena empresa ou fazenda familiar ou empresa de pesca) .- (Ilustre Senador Griffin)

8 de junho de 2021 — Terceira leitura do Projeto de Lei C-218, Uma Lei para alterar o Código Penal (apostas esportivas) .- (Ilustre Senador Wells)

15 de junho de 2021 - Terceira leitura do Projeto de Lei C-220, Uma Lei para alterar o Código do Trabalho do Canadá (licença por luto) .- (Ilustre Senador Seidman)

15 de junho de 2021 - Terceira leitura do Projeto de Lei C-228, Uma Lei para estabelecer uma estrutura federal para reduzir a reincidência .- (Ilustre Senador Martin)

15 de junho de 2021 — Terceira leitura do Projeto de Lei C-237, Uma Lei para estabelecer uma estrutura nacional para diabetes .- (Ilustre Senadora Mégie)

Contas privadas - terceira leitura

Projetos de Lei do Senado - Relatórios das Comissões

15 de junho de 2021 - Análise do sétimo relatório da Comissão Permanente de Assuntos Jurídicos e Constitucionais do Senado (Bill S-203, uma lei para restringir o acesso online de jovens a material sexualmente explícito, com emendas), apresentado no Senado em 15 de junho de 2021 .— (Ilustre Senador Jaffer)

Commons Public Bills - Relatórios de Comitês

Contas Privadas - Relatórios de Comitês

Projetos de lei do Senado - segunda leitura

30 de setembro de 2020 - Segunda leitura do Projeto de Lei S-201, uma Lei para alterar a Lei da Constituição de 1867 e a Lei do Parlamento do Canadá (Presidente do Senado) .- (Ilustre Senador Mercer)

6 de maio de 2021 — Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Moncion, apoiado pelo Honorável Senador Woo, para a segunda leitura do Projeto de Lei S-202, Uma Lei para Emendar a Lei de Reprodução Humana Assistida .— (Ilustre Senador Martin)

6 de maio de 2021 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Dalphond, apoiado pelo Honorável Senador Boehm, para a segunda leitura do Projeto de Lei S-206, Um Ato para Mudar o Nome do Distrito Eleitoral de Châteauguay — Lacolle. - (Ilustre Senador Dalphond)

5 de novembro de 2020 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador McPhedran, apoiado pelo Honorável Senador Loffreda, para a segunda leitura do Projeto de Lei S-209, uma Lei para alterar a Lei Eleitoral do Canadá e o Regulamento Adaptando a Lei Eleitoral do Canadá para os objetivos de um referendo (idade para votar).

27 de outubro de 2020 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Moodie, apoiado pelo Honorável Senador Mégie, para a segunda leitura do Projeto de Lei S-210, Uma Lei para Estabelecer o Gabinete do Comissário para Crianças e Jovens no Canadá.- (Ilustre Senador Duncan)

3 de novembro de 2020 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador McCallum, apoiado pelo Honorável Senador McPhedran, para a segunda leitura do Bill S-213, uma Lei para alterar a Lei do Departamento para Mulheres e Igualdade de Gênero .- (Ilustre Senador Martin)

29 de outubro de 2020 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Patterson, apoiado pelo Honorável Senador Batters, para a segunda leitura do Projeto de Lei S-214, Uma Lei para alterar a Lei de Constituição de 1867 (qualificações de propriedade dos Senadores) .- (Ilustre Senador Duncan)

4 de maio de 2021 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Dalphond, apoiado pelo Honorável Senador Munson, para a segunda leitura do Projeto de Lei S-217, uma Lei para alterar o Código do Trabalho do Canadá (contratos sucessivos de serviços) .- (Ilustre Senador Martin)

19 de novembro de 2020 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Sinclair, apoiado pelo Honorável Senador Pate, para a segunda leitura do Projeto de Lei S-218, uma Lei para alterar o Código Penal e a Proteção e Regulamentação de Animais Selvagens e Plantas Lei de Comércio Internacional e Interprovincial (grandes macacos, elefantes e alguns outros animais) .- (Ilustre Senador Martin)

3 de dezembro de 2020 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Boisvenu, apoiado pelo Honorável Senador Seidman, para a segunda leitura do Projeto de Lei S-219, uma Lei para alterar a Lei de Liberação Condicional e Correções (divulgação de informações às vítimas) .— (Ilustre Senador Pate)

8 de dezembro de 2020 - Segunda leitura do projeto de lei S-221, uma lei para alterar o Código Penal (dano relacionado a memoriais para os primeiros respondentes) .- (Ilustre Senador Housakos)

16 de março de 2021 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Boisvenu, apoiado pelo Honorável Senador Martin, para a segunda leitura do Projeto de Lei S-224, Uma Lei para alterar o Código Penal (aumentando a inelegibilidade da liberdade condicional) .- (Ilustre Senador Pate)

15 de março de 2021 - Segunda leitura do Projeto de Lei S-226, uma lei que respeita a reaproveitamento de certos bens apreendidos, congelados ou sequestrados .- (Ilustre Senador Omidvar)

30 de março de 2021 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador McCallum, apoiado pelo Honorável Senador Galvez, para a segunda leitura do Projeto de Lei S-227, Uma Lei a respeito de um Dia Nacional de Saia de Fita .- (Ilustre Senador Forest-Niesing)

16 de março de 2021 - Segunda leitura do Projeto de Lei S-228, Uma Lei para alterar o Código Penal (tráfico de pessoas) .- (Ilustre Senador Ataullahjan)

25 de maio de 2021 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Bonifácio, apoiado pelo Honorável Senador Woo, para a segunda leitura do Projeto de Lei S-229, uma Lei que respeita o desenvolvimento de uma estratégia nacional para a descriminalização de substâncias ilegais, para alterar a Lei de Drogas e Substâncias Controladas e fazer emendas consequentes a outras Leis .- (Ilustre Senador Martin)

4 de maio de 2021 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Boisvenu, apoiado pelo Honorável Senador Seidman, para a segunda leitura do Projeto de Lei S-231, um Ato para alterar o Código Penal e fazer emendas consequentes a outro Ato (provisório ordens de liberação e reconhecimento de violência doméstica) .- (Ilustre Senador Duncan)

1 de junho de 2021 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Carignan, PC, apoiado pelo Honorável Senador Martin, para a segunda leitura do Projeto de Lei S-232, uma Lei para alterar a Lei do Governador Geral (anuidade de aposentadoria e outros benefícios) .— (Ilustre Senador Duncan)

4 de maio de 2021 — Segunda leitura do Projeto de Lei S-233, Uma Lei para alterar o Código Penal (taxa de juros criminal) .- (Ilustre Senador Ringuette)

26 de maio de 2021 - Segunda leitura do Projeto de Lei S-234, uma Lei para alterar a Lei de Investimento do Canadá (revisão de segurança nacional obrigatória de investimentos por empresas estatais estrangeiras) .- (Ilustre Senador Ngo)

9 de junho de 2021 - Segunda leitura do Projeto de Lei S-235, uma Lei para alterar a Declaração de Direitos das Vítimas Canadenses (publicação de informações sobre a vítima) .- (Ilustre Senador Boisvenu)

15 de junho de 2021 - Segunda leitura do Projeto de Lei S-236, uma Lei para alterar o Código Penal, a Lei de Registros Criminais, a Lei de Defesa Nacional e a Lei de Identificação de DNA .- (Ilustre Senador Carignan, P.C.)

15 de junho de 2021 - Segunda leitura do Projeto de Lei S-237, Uma Lei respeitando as medidas em relação à estabilidade financeira das instituições pós-secundárias .- (Ilustre Senador Moncion)

Commons Public Bills - Segunda Leitura

8 de junho de 2021 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Frum, apoiado pelo Honorável Senador Martin, para a segunda leitura do Projeto de Lei C-204, Uma Lei para alterar a Lei de Proteção Ambiental Canadense de 1999 (disposição final de resíduos plásticos ) .— (Ilustre Senador Galvez)

Contas privadas - segunda leitura

Relatórios de Comitês - Outros

3 de junho de 2021 - Consideração do terceiro relatório (provisório) da Comissão Permanente de Direitos Humanos do Senado, intitulada Esterilização forçada e coagida de pessoas no Canadá, apresentado no Senado em 3 de junho de 2021 .- (Ilustre Senador Ataullahjan)

16 de junho de 2021 - Consideração do quarto relatório (provisório) do Comitê Permanente de Direitos Humanos do Senado, intitulado Direitos humanos de pessoas condenadas pelo governo federal, apresentado ao Senado em 16 de junho de 2021.- (Ilustre Senador Ataullahjan)

Movimentos

5 de novembro de 2020 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Housakos, apoiado pelo Honorável Senador Martin:

Que a Comissão Permanente de Transporte e Comunicações do Senado seja autorizada a examinar e relatar as causas do declínio do número de telespectadores para o serviço de televisão inglês da CBC, apesar do aumento do financiamento com dólares dos contribuintes, incluindo, mas não se limitando a uma revisão do nível de adesão ao requisito de fornecer conteúdo exclusivamente canadense, e o uso pelo CBC de fundos públicos para competir injustamente com outros meios de comunicação com seu serviço digital, quando e se o comitê for formado e

Que o comitê apresente seu relatório final até 28 de fevereiro de 2021.- (Ilustre Senador Housakos)

5 de novembro de 2020 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Housakos, apoiado pelo Honorável Senador Martin:

Que a Comissão Permanente de Relações Exteriores e Comércio Internacional do Senado seja autorizada a examinar e relatar a situação em Hong Kong, quando e se a comissão for formada e

Que o comitê apresente seu relatório final até 28 de fevereiro de 2021.- (Ilustre Senador Dasko)

5 de novembro de 2020 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Housakos, apoiado pelo Honorável Senador Martin:

Que o Comitê Permanente do Senado sobre Segurança e Defesa Nacional seja autorizado a examinar e relatar sobre a perspectiva de permitir que a Huawei Technologies Co., Ltd. faça parte da rede 5G do Canadá, quando e se o comitê for formado e

Que o comitê apresente seu relatório final até 28 de fevereiro de 2021.- (Ilustre Senador Dasko)

29 de outubro de 2020 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Housakos, apoiado pelo Honorável Senador Oh:

Que o Senado do Canadá exorta o Governo do Canadá a impor sanções, de acordo com o Lei de Justiça para Vítimas de Corrupção de Funcionários Estrangeiros (Lei de Sergei Magnitsky), contra funcionários chineses e de Hong Kong pela violação dos direitos humanos, das liberdades civis e dos princípios fundamentais da justiça e do Estado de direito em relação ao movimento pró-democracia em curso em Hong Kong .- (Ilustre Senador Jaffer)

5 de novembro de 2020 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Housakos, apoiado pelo Honorável Senador Martin:

Que o Senado do Canadá exorta o Governo do Canadá a conduzir e publicar uma análise, o mais tardar em 30 de março de 2021, sobre o terrorismo patrocinado pelo Irã, incitação ao ódio e violações dos direitos humanos, proveniente do Irã e para identificar e impor sanções , de acordo com o Lei de Justiça para Vítimas de Corrupção de Funcionários Estrangeiros (Lei de Sergei Magnitsky), contra funcionários iranianos responsáveis ​​por essas atividades .- (Ilustre Senador Dasko)

5 de novembro de 2020 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Housakos, apoiado pelo Honorável Senador Martin:

Que o Senado convoque o Governo do Canadá, de acordo com o Marco Federal da Lei de Transtorno de Estresse Pós-Traumático, que exige que uma estrutura federal sobre transtorno de estresse pós-traumático seja apresentada ao Parlamento até 21 de dezembro de 2019, para fornecer ao Senado um relatório sobre a implementação de tal estrutura .- (Ilustre Senador Housakos)

5 de novembro de 2020 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Housakos, apoiado pelo Honorável Senador Martin:

Que, não obstante qualquer disposição das Regras ou prática usual:

1. durante a presente sessão, no início das Ordens do Dia em cada terceira terça-feira em que o Senado se reúne após a adoção desta ordem, o Senado se transforma em uma Comissão do Todo a fim de receber um ministro de a Coroa para responder às questões relativas às suas responsabilidades ministeriais, com o ministro a ser designado pelo Líder da Oposição no Senado após consulta aos líderes e facilitadores dos outros partidos e grupos parlamentares reconhecidos

2. o relatório da comissão ao Senado o mais tardar 125 minutos após o início da sessão

3. o ministro recebe cinco minutos no início do Comitê do Todo para qualquer declaração e

4. se o ministro designado não puder comparecer em uma terça-feira específica:

(a) o Líder ou Vice-Líder do Governo no Senado avisa o Senado deste fato o mais rápido possível, fazendo uma breve declaração nesse sentido a qualquer momento durante a sessão e

(b) o comparecimento do ministro designado seja então adiado para a próxima terça-feira em que o Senado se reunir, sujeito às mesmas condições .- (Ilustre Senador Housakos)

5 de novembro de 2020 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Housakos, apoiado pelo Honorável Senador Martin:

Que a Comissão Permanente de Relações Exteriores e Comércio Internacional do Senado seja autorizada a examinar e relatar sobre o aumento da agressão e atos contra o direito internacional da Turquia, incluindo, mas não se limitando à Zona Econômica Exclusiva da Grécia e outras nações do Mediterrâneo, de acordo com as disposições do Convenção da ONU sobre o Direito do Mar, quando e se o comitê for formado e

Que o comitê apresente seu relatório final até 28 de março de 2021.- (Ilustre Senador Dasko)

5 de novembro de 2020 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Housakos, apoiado pelo Honorável Senador Martin:

Que o Senado exorta o Governo do Canadá a condenar as ações unilaterais do Presidente Recep Tayyip Erdogan relativas ao status da Hagia Sophia e a exortar a Turquia a aderir aos seus compromissos e obrigações legais de acordo com a inclusão de Hagia Sophia na Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO. - (Ilustre Senador Dasko)

3 de novembro de 2020 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Housakos, apoiado pelo Honorável Senador Martin:

Que o Comitê Permanente de Direitos Humanos do Senado seja autorizado a examinar e relatar sobre a perseguição e detenção ilegal de muçulmanos uigur na China continental, quando e se o comitê for formado e

Que o comitê apresente seu relatório final até 28 de fevereiro de 2021.- (Ilustre Senador Omidvar)

5 de novembro de 2020 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Housakos, apoiado pelo Honorável Senador Martin:

Que o Comitê Permanente do Senado em Línguas Oficiais seja autorizado a examinar e relatar a decisão do Governo do Canadá de conceder um contrato para um programa de bolsa estudantil à WE Charity, um terceiro sem capacidade para fazê-lo em ambas as línguas oficiais, em aparente contravenção do canadá Lei das Línguas Oficiais, quando e se o comitê for formado e

Que o comitê apresente seu relatório final até 28 de fevereiro de 2021.- (Ilustre Senador Dupuis)

27 de outubro de 2020 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador McCallum, apoiado pelo Honorável Senador Loffreda:

Que a Comissão Permanente de Energia, Meio Ambiente e Recursos Naturais do Senado seja autorizada a examinar e relatar os impactos cumulativos da extração e desenvolvimento de recursos, e seus efeitos nas considerações ambientais, econômicas e sociais, quando e se a comissão for formada e

Que o comitê apresente seu relatório final até 31 de dezembro de 2021.

E sobre a moção de emenda do Ilustre Senador Tannas, apoiada pelo Ilustre Senador Seidman:

Que a moção não seja agora adotada, mas que seja emendada adicionando, antes da palavra "impactos", as palavras "positivo e negativo" .- (Ilustre Senador Martin)

19 de novembro de 2020 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Bellemare, apoiado pelo Honorável Senador Harder, P.C .:

Que a Comissão Permanente de Bancos, Comércio e Comércio do Senado, quando e se for formada, seja autorizada a examinar e informar sobre a necessidade de revisar o Lei do Banco do Canadá em ordem de:

(a) especificar que o mandato do Banco do Canadá abrange não apenas a estabilidade de preços, mas também a busca do emprego máximo ou pleno e produtivo, como é o caso nos Estados Unidos, Austrália e, recentemente, Nova Zelândia

(b) prever medidas de transparência em relação ao procedimento e escolha de indicadores para a definição da taxa de juros de política básica, bem como análises de como a condução da política monetária afeta a taxa de inflação, emprego e distribuição de renda, e relatar ao Parlamento e

(c) propor ao Ministro das Finanças itens a serem incluídos no acordo de cinco anos entre o Banco do Canadá e o Governo que será assinado em 2021 e

Que o comitê apresente seu relatório final ao Senado o mais tardar em 31 de março de 2021.- (Ilustre Senador Martin)

8 de junho de 2021 - Retomando o debate sobre a moção do Honorável Senador Tannas, apoiado pelo Honorável Senador Downe:

Que, não obstante qualquer disposição das Regras, ordem anterior ou prática usual:

1. exceto conforme disposto nesta ordem, a questão não será submetida à moção para terceira leitura de um projeto de lei do governo, a menos que as ordens para retomar o debate em segunda e terceira leituras tenham, em conjunto, sido convocadas pelo menos três vezes, além do sessões nas quais as moções para a segunda e terceira leituras foram movidas

2. quando um projeto de lei do governo tiver sido lido pela primeira vez, e antes de uma moção para marcar a data para segunda leitura, o Líder do Governo no Senado ou o Vice-Líder do Governo no Senado pode, sem aviso prévio, propor que o projeto de lei seja considerado um assunto urgente, e que as disposições do parágrafo 1 deste despacho não se apliquem aos procedimentos sobre o projeto de lei

3. when a motion has been moved pursuant to paragraph 2 of this order, the following provisions apply:

(a) the debate shall only deal with whether the bill should be deemed an urgent matter or not

(b) the debate shall not be adjourned

(c) the debate shall last a maximum of 20 minutes

(d) no senator shall speak for more than 5 minutes

(e) no senators shall speak more than once

(f) the debate shall not be interrupted for any purpose, except for the reading of a message from the Crown or an event announced in such a message

(g) the debate may continue beyond the ordinary time of adjournment, if necessary, until the conclusion of the debate and consequential business

(h) the time taken in debate and for any vote shall not count as part of Routine Proceedings

(i) no amendment or other motion shall be received, except a motion that a certain senator be now heard or do now speak

(j) when debate concludes or the time for debate expires, the Speaker shall put the question and

(k) any standing vote requested shall not be deferred, and the bells shall ring for only 15 minutes.—(Honourable Senator Tannas)

October 28, 2020—Resuming debate on the motion of the Honourable Senator Pate, seconded by the Honourable Senator Boehm:

That the Standing Senate Committee on Human Rights be authorized to examine and report on issues relating to the human rights of federally sentenced persons in the correctional system, with reference to both national and international law and standards, as well as to examine the situation of marginalized or disadvantaged groups in federal prisons, including Black and Indigenous Peoples, racialized persons, women and those with mental health concerns, when and if the committee is formed

That the papers and evidence received and taken and work accomplished by the committee on this subject during the First Session of the Forty-second Parliament be referred to the committee and

That the committee submit its final report no later than June 30, 2021.—(Honourable Senator Martin)

December 1, 2020—Resuming debate on the motion of the Honourable Senator Brazeau, seconded by the Honourable Senator Harder, P.C.:

That the Standing Senate Committee on Social Affairs, Science and Technology be authorized to examine and report on suicide prevention and mental health needs among Canadian boys and men, and the overrepresentation of Indigenous peoples in suicide statistics, when and if the committee is formed and

That the committee submit its final report no later than December 31, 2021.

November 5, 2020—Resuming debate on the motion of the Honourable Senator McCallum, seconded by the Honourable Senator McPhedran:

That the Senate of Canada call on the federal government to adopt anti-racism as the sixth pillar of the Canada Health Act, prohibiting discrimination based on race and affording everyone the equal right to the protection and benefit of the law.—(Honourable Senator Duncan)

November 5, 2020—Resuming debate on the motion of the Honourable Senator Marwah, seconded by the Honourable Senator Woo:

That, notwithstanding any provision of the Rules or usual practices, and taking into account the exceptional circumstances of the current pandemic of COVID-19, the Standing Senate Committee on Internal Economy, Budgets and Administration have the power to meet by videoconference or teleconference

That senators be allowed to participate in meetings of the committee by videoconference or teleconference from a designated office or designated residence within Canada, that they be considered, for all purposes, to be meetings of the committee in question, and senators taking part in such meetings be considered, for all purposes, to be present at the meeting

That, for greater certainty, and without limiting the general authority granted by this order, when the committee meet by videoconference or teleconference:

1. members of the committee participating count towards quorum

2. such meetings be considered to be occurring in the parliamentary precinct, irrespective of where participants may be and

3. the committee be directed to approach in camera meetings with all necessary precaution, taking account of the risks to confidentiality inherent in such technologies

That, subject to variations that may be required by the circumstances, to participate by videoconference senators must:

1. use a desktop or laptop computer and headphones with integrated microphone provided by the Senate for videoconferences and

2. not use other devices such as personal tablets or smartphones

That, when the committee meet by videoconference or teleconference, the provisions of rule 14-7(2) be applied so as to allow recording or broadcasting through any facilities arranged by the Clerk of the Senate, and, if a meeting being broadcast or recorded cannot be broadcast live, the committee be considered to have fulfilled the requirement that a meeting be public by making any available recording publicly available as soon as possible thereafter and

That, pursuant to rule 12-18(2), the committee have the power to meet on any day the Senate does not sit, whether the Senate is then adjourned for a period of more or less than a week.

June 1, 2021—Resuming debate on the motion of the Honourable Senator Omidvar, seconded by the Honourable Senator Woo:

That, in light of a recent Nanos poll demonstrating strong support amongst Canadians to provide a way for temporary foreign workers to remain in Canada, the Senate call on the Government of Canada to create pathways to citizenship or permanent residency for essential temporary migrant workers across all sectors and

That the Senate call on the Government of Canada to table a status report on this issue within 100 days of the adoption of this order.—(Honourable Senator Black (Ontario))

June 3, 2021—Resuming debate on the motion of the Honourable Senator Tannas, seconded by the Honourable Senator Housakos:

That the Rules of the Senate be amended:

1. by replacing rule 3-6(2) by the following:

3-6. (2) Whenever the Senate stands adjourned, if the Speaker is satisfied that the public interest does not require the Senate to meet at the date and time stipulated in the adjournment order, the Speaker shall, after consulting all the leaders and facilitators, or their designates, determine an appropriate later date or time for the next sitting.”

2. by replacing rule 4-2(8)(a) by the following:

“Extending time for Senators’ Statements

4-2. (8)(a) At the request of a whip or the designated representative of a recognized party or recognized parliamentary group, the Speaker shall, at an appropriate time during Senators’ Statements, seek leave of the Senate to extend Statements. If leave is granted, Senators’ Statements shall be extended by no more than 30 minutes.”

3. by replacing rule 4-3(1) by the following:

4-3. (1) At the request of any leader or facilitator, the period for Senators’ Statements shall be extended by no more than 15 minutes for the purpose of paying tribute to a current or former Senator.”

4. by replacing rules 6-3(1)(a), (b), (c) and (d) by the following:

(a) any leader or facilitator shall be permitted up to 45 minutes for debate

(b) the sponsor of a bill shall be allowed up to 45 minutes for debate at second and third reading

(c) the critic of a bill shall be allowed up to 45 minutes for debate at second and third reading

(d) the spokesperson on a bill from each recognized party and recognized parliamentary group, except those of the sponsor and critic, shall be allowed up to 45 minutes for debate at second and third reading and

(e) other Senators shall speak for no more than 15 minutes in debate.”

5. by replacing rule 6-5(1)(b) by the following:

“(b) the time remaining, not to exceed 15 minutes, if the Senator who yielded is a leader or facilitator.”

6. by replacing the portion of rule 7-1(1) before paragraph (a) by the following:

“Agreement to allocate time

7-1. (1) At any time during a sitting, the Leader or the Deputy Leader of the Government may state that the representatives of the recognized parties and recognized parliamentary groups have agreed to allocate a specified number of days or hours either:”

7. by replacing the portion of rule 7-2(1) before paragraph (a) by the following:

“No agreement to allocate time

7-2. (1) At any time during a sitting, the Leader or the Deputy Leader of the Government may state that the representatives of the recognized parties and recognized parliamentary groups have failed to agree to allocate time to conclude an adjourned debate on either:”

8. by replacing rule 7-3(1)(f) by the following:

“(f) Senators may speak for a maximum of 10 minutes each, provided that a leader or facilitator may speak for up to 30 minutes”

9. by replacing rules 9-5(1), (2) and (3) by the following:

“(1) The Speaker shall ask the whips and the designated representatives of the recognized parties and recognized parliamentary groups if there is an agreement on the length of time the bells shall ring.

(2) The time agreed to shall not be more than 60 minutes.

(3) With leave of the Senate, the agreement on the length of the bells shall constitute an order to sound the bells for that length of time.”

10. by replacing rule 9-10(1) by the following:

“Deferral of standing vote

9-10. (1) Except as provided in subsection (5) and elsewhere in these Rules, when a standing vote has been requested on a question that is debatable, a whip or the designated representative of a recognized party or recognized parliamentary group may defer the vote.

Rule 7-3(1)(h): Procedure for debate on motion to allocate time

Rule 7-4(5): Question put on time-allocated order

Rule 12-30(7): Deferred vote on report

Rule 12-32(3)(e): Procedure in Committee of the Whole

Rule 13-6(8): Vote on case of privilege automatically deferred in certain circumstances

11. by replacing rule 9-10(4) by the following:

9-10. (4) Except as otherwise provided, if a vote has been deferred to a Friday, a whip or the designated representative of a recognized party or recognized parliamentary group may, at any time during a sitting, further defer the vote to 5:30 p.m. on the next sitting day, provided that if the Senate only meets after 5 p.m. on that day, the vote shall take place immediately before the Orders of the Day.

Rule 12-30(7): Deferred vote on report

Rule 13-6(8): Vote on case of privilege automatically deferred in certain circumstances

12. by replacing rule 12-3(3) by the following:

12-3.(3) In addition to the membership provided for in subsections (1) and (2), the Leader of the Government, or the Deputy Leader if the Leader is absent, and the leader or facilitator of each recognized party and recognized parliamentary group, or a designate if a leader or facilitator is absent, are ex officio members of all committees except the Standing Committee on Ethics and Conflict of Interest for Senators, the Standing Committee on Audit and Oversight, and the joint committees. The ex officio members of committees have all the rights and obligations of a member of a committee.”

13. by replacing rule 12-8(2) by the following:

12-8. (2) When the Leader or Deputy Leader of the Government tables a service fee proposal, it is deemed referred to the standing or special committee designated by the Leader or Deputy Leader of the Government following consultations with the leaders and facilitators of the recognized parties and recognized parliamentary groups, or their designates.

Service Fees Act, subsection 15(1)

14. by replacing rule 12-18(2)(b)(ii) by the following:

“(ii) with the signed consent of the majority of the leaders and facilitators, or their designates, in response to a written request from the chair and deputy chair.”

15. by replacing rule 12-27(1) by the following:

12-27. (1) As soon as practicable at the beginning of each session, the Leader of the Government shall move a motion, seconded by the other leaders and the facilitators, on the membership of the Standing Committee on Ethics and Conflict of Interest for Senators. This motion shall be deemed adopted without debate or vote, and a similar motion shall be moved for any substitutions in the membership of the committee.

Ethics and Conflict of Interest Code for Senators, subsection 35(4)

(a) by replacing the words “(Porte-parole d’un projet de loi)” at the end of the definition of “Critic of a bill” by the words “(Critique d’un projet de loi)”

(b) by deleting the definition “Ordinary procedure for determining duration of bells” and

(c) by adding the following new definitions in alphabetical order:

Designated representative of a recognized party or a recognized parliamentary group

The Senator designated from time to time by the leader or facilitator of a recognized party or a recognized parliamentary group without a whip as that group or party’s representative for a purpose or purposes set out in these Rules. (Représentant désigné d’un parti reconnu ou d’un groupe parlementaire reconnu)”

Leaders and facilitators

The Government Leader and the leaders and facilitators of the recognized parties and recognized parliamentary groups (see definitions of “Leader of the Government”, “Leader of the Opposition” and “Leader or facilitator of a recognized party or recognized parliamentary group”). (Leaders et facilitateurs)” and

Spokesperson on a bill

The lead Senator speaking on a bill from each recognized party and recognized parliamentary group, as designated by the leader or facilitator of the party or group in question. (Porte-parole d’un projet de loi)” and

17. by updating all cross references in the Rules, including the lists of exceptions, accordingly and

That the Ethics and Conflict of Interest Code for Senators be amended by deleting subsection 35(5), and renumbering other subsections and cross-references accordingly.—(Honourable Senator Cordy)

June 1, 2021—Resuming debate on the motion of the Honourable Senator McCallum, seconded by the Honourable Senator Woo:

That the Senate of Canada:

(a) acknowledge that racism, in all its forms, was a cornerstone upon which the residential school system was created

(b) acknowledge that racism, discrimination and abuse were rampant within the residential school system

(c) acknowledge that the residential school system, created for the malevolent purpose of assimilation, has had profound and continuing negative impacts on Indigenous lives, cultures and languages and

(d) apologize unreservedly for Canada’s role in the establishment of the residential school system, as well as its resulting adverse impacts, the effects of which are still seen and felt by countless Indigenous peoples and communities today.—(Honourable Senator Francis)

June 1, 2021—Resuming debate on the motion of the Honourable Senator McPhedran, seconded by the Honourable Senator Woo:

That, in relation to Senator Leila M. de Lima, an incumbent senator of the Republic of the Philippines, who was arrested and has been arbitrarily detained since February 24, 2017, on politically motivated illegal drug trading charges filed against her by the Duterte government, and who continues to be detained without bail, despite the lack of any material evidence presented by the Philippine government prosecutors, the Senate:

(a) condemn the Philippine government’s unjust and arbitrary detention of Senator Leila M. de Lima

(b) urge the Philippine government to immediately release Senator de Lima, drop all charges against her, remove restrictions on her personal and work conditions and allow her to fully discharge her legislative mandate

(c) call on the government of Canada to invoke sanctions pursuant to the Justice for Victims of Corrupt Foreign Officials Act (Sergei Magnitsky Law) against all Philippine government officials complicit in the jailing of Senator de Lima

(d) call on the Philippine government to recognize the primacy of human rights and the rule of law, as well as the importance of human rights defenders and their work and allow them to operate freely without fear of reprisal and

(e) urge other parliamentarians and governments globally to likewise pressure the Duterte government to protect, promote and uphold human rights and the rule of law as essential pillars of a free and functioning democratic society in the Philippines.—(Honourable Senator Dalphond)

June 3, 2021—Resuming debate on the motion of the Honourable Senator Housakos, seconded by the Honourable Senator McPhedran:

(a) in the opinion of the Senate, the People’s Republic of China has engaged in actions consistent with the United Nations General Assembly Resolution 260, commonly known as the “Genocide Convention”, including detention camps and measures intended to prevent births as it pertains to Uyghurs and other Turkic Muslims and

(b) given that (i) where possible, it has been the policy of the Government of Canada to act in concert with its allies when it comes to the recognition of a genocide, (ii) there is a bipartisan consensus in the United States where it has been the position of two consecutive administrations that Uyghur and other Turkic Muslims are being subjected to a genocide by the Government of the People’s Republic of China, the Senate, therefore, recognize that a genocide is currently being carried out by the People’s Republic of China against Uyghurs and other Turkic Muslims, call upon the International Olympic Committee to move the 2022 Olympic Games if the Chinese government continues this genocide and call on the government to officially adopt this position and

That a message be sent to the House of Commons to acquaint that house with the above.—(Honourable Senator Woo)

June 8, 2021—Resuming debate on the motion of the Honourable Senator Bernard, seconded by the Honourable Senator Dalphond:

That the Senate recognize:

(a) that the British Parliament abolished slavery in the British Empire as of August 1, 1834

(b) that slavery existed in British North America prior to its abolition in 1834

(c) that abolitionists and others who struggled against slavery, including those who arrived in Upper and Lower Canada by the Underground Railroad, have historically celebrated August 1 as Emancipation Day

(d) that the Government of Canada announced on January 30, 2018, that it would officially recognize the United Nations International Decade for People of African Descent to highlight the important contributions that people of African descent have made to Canadian society, and to provide a platform for confronting anti-Black racism and

(e) the heritage of Canada’s people of African descent and the contributions they have made and continue to make to Canada and

That, in the opinion of the Senate, the government should designate August 1 of every year as “Emancipation Day” in Canada.

June 3, 2021—Resuming debate on the motion of the Honourable Senator Forest-Niesing, seconded by the Honourable Senator Woo:

1. express its concern about the closure at Laurentian University in Sudbury, of 58 undergraduate programs and 11 graduate programs, including 28 French-language programs, representing 58% of its French-language programs, and the dismissal of 110 professors, nearly half of whom are French speaking

2. reiterate its solidarity with the Franco-Ontarian community

3. recall the essential role of higher education in French for the vitality of the Franco-Canadian and Acadian communities and the responsibility to defend and promote linguistic rights, as expressed in the Canadian Charter of Rights and Freedoms e a Official Languages Act e

4. urge the government of Canada to take all necessary steps, in accordance with its jurisdiction, to ensure the vitality and development of official language minority communities.—(Honourable Senator Dagenais)

Inquiries

October 27, 2020—Resuming debate on the inquiry of the Honourable Senator Plett, calling the attention of the Senate to the presence of racism and discrimination within Canadian institutions.—(Honourable Senator Martin)

December 1, 2020—Resuming debate on the inquiry of the Honourable Senator Plett, calling the attention of the Senate to the Province of Manitoba’s one hundred and fiftieth anniversary.—(Honourable Senator McCallum)

October 27, 2020—Resuming debate on the inquiry of the Honourable Senator Seidman, calling the attention of the Senate to weaknesses within Canada’s long-term care system, which have been exposed by the COVID-19 pandemic.—(Honourable Senator Duncan)

November 3, 2020—Resuming debate on the inquiry of the Honourable Senator Wallin, calling the attention of the Senate to:

(a) a September 2019 Quebec Superior Court ruling, which declared parts of federal and provincial law relating to medical assistance in dying (MAiD) to be too restrictive

(b) the impact of the COVID-19 pandemic on MAiD recipients and practitioners, including restrictions to access, shortages of personal protective equipment and a surge in demand

(c) the ongoing and tireless work of Dying with Dignity Canada, a non-for-profit organization that advocates for vulnerable Canadians regarding their right to die

(d) the findings of the federally mandated, December 2018 Canadian Association of Academies report relating to advance requests in medical assistance in dying and

(e) the urgent need for the Senate to study and propose new rules pertaining to advance requests for medical assistance in dying.—(Honourable Senator Black (Ontario))

December 1, 2020—Resuming debate on the inquiry of the Honourable Senator Moodie, calling the attention of the Senate to the career of former senator the Honourable Landon Pearson.—(Honourable Senator Munson)

December 1, 2020—Resuming debate on the inquiry of the Honourable Senator Omidvar, calling the attention of the Senate to the link between Canada’s past, present and future prosperity and its deep connection to immigration.—(Honourable Senator Martin)

December 10, 2020—Resuming debate on the inquiry of the Honourable Senator Cordy, calling the attention of the Senate to the career of former senator the Honourable Lillian Eva Dyck.—(Honourable Senator Duncan)

De outros


Assista o vídeo: 2 WOJNA ŚWIATOWA