Comemorações do Dia do Armistício da Primeira Guerra Mundial

Comemorações do Dia do Armistício da Primeira Guerra Mundial

Em 11 de novembro de 1918, a Primeira Guerra Mundial finalmente chegou ao fim após mais de quatro anos de combate. e Paris foi às ruas de pura alegria.


Armistício da 1ª Guerra Mundial

Definição e Resumo do Armistício da Primeira Guerra Mundial
Resumo e definição: O Armistício da Primeira Guerra Mundial entre os Aliados e a Alemanha foi o acordo que pôs fim aos combates na Frente Ocidental na Europa. A palavra francesa Armistício foi tirada do latim moderno 'arma' que significa arms e 'stitium' que significa & quotparar & quot. O Armistício da Primeira Guerra Mundial entrou em vigor na décima primeira hora do décimo primeiro dia do décimo primeiro mês em 11 de novembro de 1918. O armistício encerrou a luta real, mas levou mais 6 meses de negociações na Conferência de Paz de Paris de 1919 antes dos termos do Tratado de Versalhes foram concluídos e assinados em 28 de junho de 1919. O Dia do Armistício nos Estados Unidos se tornou um feriado nacional em 1926. Em 1954, para homenagear os veteranos da Segunda Guerra Mundial e o Dia do Armistício da Guerra da Coréia foi renomeado como Dia dos Veteranos .

Armistício da 1ª Guerra Mundial para crianças
Woodrow Wilson foi o 28º presidente americano que ocupou o cargo de 4 de março de 1913 a 4 de março de 1921. Um dos eventos importantes durante sua presidência foi o Armistício da 1ª Guerra Mundial.

Eventos que levaram ao Armistício da 1ª Guerra Mundial

& # 9679 Após a Revolução Russa de 1917, os líderes bolcheviques decidiram continuar a lutar contra a Alemanha e as potências centrais
& # 9679 Uma revolução engolfou a Áustria-Hungria
& # 9679 O Império Otomano entrou em colapso em 31 de outubro de 1918
& # 9679 O motim dos marinheiros de Kiel eclodiu em 3 de novembro de 1918, desencadeando a revolução alemã
& # 9679 O presidente Wilson recebeu um pedido do governo alemão em 4 de outubro de 1918 pedindo discussões sobre o armistício
& # 9679 O povo de Berlim se rebelou em 9 de novembro de 1918 e forçou o Kaiser alemão a renunciar.

Armistício para crianças da 1ª Guerra Mundial: Definição de Armistício
O que significa Armistício? A definição da palavra Armistício é uma trégua concordando com a cessação temporária da luta e do uso de armas. A palavra Armistício deriva das palavras franco-latinas 'arma' que significa arms e 'stitium' que significa & quotparar & quot e foi uma suspensão temporária das hostilidades enquanto se tentava negociar uma paz duradoura.

Armistício da 1ª Guerra Mundial: Preparando-se para Assinar o Armistício
A assinatura do Armistício da 1ª Guerra Mundial com a Alemanha começou quando uma delegação alemã oficial chegou de Berlim à Frente Ocidental às 22h30 na quinta-feira, 7 de novembro de 1918. A delegação cruzou o setor mantido pelo General Debeney e foi recebida pelo Marechal Foch em o Quartel General Aliado no sábado, 9 de novembro de 1918. A delegação alemã recebeu os termos do armistício e teve 72 horas para aceitá-los ou rejeitá-los. Não houve processo de negociação. No domingo, 10 de novembro, foram mostrados jornais de Paris para informá-los de que o Kaiser havia abdicado. Os termos do armistício foram aceitos.

Os Termos do Armistício da Primeira Guerra Mundial para crianças
Os termos do Armistício da 1ª Guerra Mundial estipulavam que a cessação das hostilidades vigoraria por 36 dias e que poderia ser denunciada, por qualquer das partes, com 48 horas de antecedência. (O armistício seria prolongado 3 vezes antes que a paz fosse finalmente ratificada). O Armistício consistiu em 35 mandatos. Os termos mais importantes estão resumidos na seguinte tabela:

Termos importantes do armistício da primeira guerra mundial para crianças

& # 9679 Término das hostilidades militares em terra ou no ar dentro de 6 horas após a assinatura do Armistício
& # 9679 Internamento da frota alemã e entrega de todos os submarinos alemães
& # 9679 Rendição de armamentos e ferrovias
& # 9679 Informações a serem fornecidas sobre a localização de todas as minas ou fusíveis de ação retardada
& # 9679 Liberação imediata de todos os prisioneiros de guerra franceses, britânicos e italianos (prisioneiros de guerra alemães somente seriam libertados após um tratado de paz)
& # 9679 Remoção de todas as tropas alemãs da França, Bélgica, Luxemburgo e Alsácia-Lorena em 14 dias
& # 9679 Remoção de todas as tropas alemãs do território no lado oeste do Reno e ocupação por tropas aliadas e americanas.
& # 9679 Remoção de todas as tropas alemãs na frente oriental
& # 9679 Renúncia ao Tratado de Brest-Litovsk com a Rússia e ao Tratado de Bucareste com a Romênia.

Termos importantes do armistício da primeira guerra mundial para crianças

Armistício para crianças da 1ª Guerra Mundial: Assinando o Armistício no Vagão Ferroviário de Foch
O Armistício da 1ª Guerra Mundial com a Alemanha foi assinado entre 5h12 e 5h20, horário de Paris, em 11 de novembro de 1918. Foi assinado por representantes da Grã-Bretanha, França e Alemanha e encerrou 52 meses de combates na Primeira Guerra Mundial . A assinatura do Armistício ocorreu no vagão ferroviário privado do Marechal Ferdinand Foch, Comandante Supremo dos Exércitos Aliados, na Floresta de Compiegne, cerca de 37 milhas (60 km) ao norte de Paris.

Armistício para crianças da 1ª Guerra Mundial: Notícias do Armistício
A notícia do armistício, assinada pelo Marechal Ferdinand Foch, o Comandante-em-Chefe, foi oficialmente anunciada pela Rádio de Paris às 6:01 da manhã de 11 de novembro de 1918 da seguinte forma:
1. As hostilidades serão interrompidas em toda a frente começando às 11 horas, 11 de novembro (hora francesa).
2. As tropas aliadas não irão além da linha alcançada naquela hora naquela data até novas ordens.

Armistício para crianças da 1ª Guerra Mundial: Tropas Americanas na Frente
Os combates em muitas seções da frente, incluindo os americanos que lutaram na Batalha da Floresta de Argonne na campanha de Meuse, continuaram até a hora marcada para o armistício.

Armistício para crianças da 1ª Guerra Mundial: Os Quatorze Pontos
Depois que o Armistício foi acordado, todos os esforços foram feitos para completar os termos de uma 'paz duradoura'. O presidente Woodrow Wilson fez o discurso dos Quatorze Pontos no Congresso em 8 de janeiro de 1918, declarando que a Primeira Guerra Mundial estava sendo travada por uma causa moral e clamando pela paz na Europa. Os 14 pontos do seu discurso cobriram as mudanças militares e territoriais e a criação da Liga das Nações. Os Quatorze Pontos essencialmente estabeleceram as condições para os armistícios que puseram fim à Primeira Guerra Mundial

Armistício da Primeira Guerra Mundial: A Conferência de Paz de 1919 em Paris
A Conferência de Paz de Paris de 1919 consistiu em 145 reuniões durante um período de seis meses para acordar os termos de paz. Os principais líderes aliados, os & quotBig Four & quot, que se reuniram na Conferência de Paz de Paris foram o presidente Woodrow Wilson dos Estados Unidos, David Lloyd George da Grã-Bretanha, Vittorio Emanuele Orlando da Itália e Georges Clemenceau da França.

Armistício da Primeira Guerra Mundial: O Tratado de Versalhes
O Tratado de Versalhes foi finalmente assinado no Palácio de Versalhes, na França, em 28 de junho de 1919.

Armistício para crianças da 1ª Guerra Mundial: Dia do Armistício
O Dia do Armistício nos Estados Unidos da América tornou-se feriado nacional em 1926, seu objetivo era lembrar todos aqueles que lutaram durante a Grande Guerra. Então, em 1954, para homenagear os veteranos da Segunda Guerra Mundial e o Dia do Armistício da Guerra da Coréia foi renomeado como Dia dos Veteranos. Um monumento aos que caíram durante a Primeira Guerra Mundial foi dedicado na Tumba do Soldado Desconhecido no Cemitério Nacional de Arlington.

Armistício da 1ª Guerra Mundial - Vídeo do presidente Woodrow Wilson
O artigo sobre o Armistício da 1ª Guerra Mundial fornece fatos detalhados e um resumo de um dos eventos importantes durante seu mandato presidencial. O vídeo de Woodrow Wilson a seguir fornecerá dados e datas importantes adicionais sobre os eventos políticos vividos pelo 28º presidente americano, cuja presidência durou de 4 de março de 1913 a 4 de março de 1921.

& # 9679 Fatos interessantes sobre o armistício da 1ª Guerra Mundial para crianças e escolas
& # 9679 Principais eventos e Armistício da 1ª Guerra Mundial para crianças
& # 9679 O Armistício da Primeira Guerra Mundial, um evento importante na história dos Estados Unidos
& # 9679 Woodrow Wilson Presidência de 4 de março de 1913 a 4 de março de 1921
& # 9679 Curiosidades rápidas e divertidas sobre o Armistício da Primeira Guerra Mundial
& # 9679 Políticas externas e internas do presidente Woodrow Wilson
& # 9679 Woodrow Wilson Presidency and WW1 Armistice para escolas, trabalhos de casa, crianças e crianças

Armistício da 1ª Guerra Mundial - História dos EUA - Fatos - Evento principal - Primeira Guerra Mundial - Assinatura - Termos - Definição - Americano - EUA - EUA - Primeira Guerra Mundial - Assinatura - Termos - América - Datas - Estados Unidos - Crianças - Crianças - Escolas - Trabalho de casa - Importante - Fatos - Issues - Key - Main - Major - Events - History - Interesting - WW1 - Signing - Terms - Info - Information - American History - Facts - Historical - Signing - Terms - WW1 Armistice


Olhando para trás: 100 anos desde o Dia do Armistício

Este ano, 11 de novembro marca o 100º aniversário do Dia do Armistício - o dia em que todos os combates pararam na Frente Ocidental durante a Primeira Guerra Mundial. O Dia do Armistício é um precursor do Dia dos Veteranos, celebrado nos Estados Unidos, e do Dia da Memória, comemorado no Reino Unido.

A Grande Guerra, como foi originalmente chamada a Primeira Guerra Mundial, não teve precedentes em termos de escala internacional. Para entender completamente o impacto global do conflito de 4 anos, nos associamos à HISTORY para ver até onde a luta chegou.

Da Europa Ocidental à costa oriental da África e da China às Ilhas Malvinas, a Primeira Guerra Mundial foi um conflito verdadeiramente global. Faça uma viagem cronológica ao redor do mundo para aprender sobre algumas das batalhas mais notáveis ​​da guerra - completas com fotos históricas em preto e branco.

Para os fãs de história, você também pode testar seus conhecimentos sobre os eventos da Primeira Guerra Mundial em nosso último questionário.

Finalmente, o Dia do Armistício também serve como um importante lembrete dos mais de 8,5 milhões de soldados que perderam suas vidas entre 1914 e 1918. Saiba como os países e comunidades homenageiam aqueles que serviram em nossa coleção de Memoriais da Primeira Guerra Mundial.


A verificação de chuva de Trump ao homenagear americanos mortos na Primeira Guerra Mundial causa reação

O presidente Trump está sendo criticado por pular uma cerimônia da Primeira Guerra Mundial devido à chuva.

Trump está na França para o Dia dos Veteranos

As consequências da decisão do presidente Donald Trump de pular uma cerimônia em homenagem aos soldados americanos mortos da Primeira Guerra Mundial na França no sábado por causa da chuva cresceu em meio às imagens de outros líderes mundiais desafiando o tempo inclemente para comemorar os sacrifícios de heróis militares como parte do 100º aniversário do Dia do Armistício.

A presidente e primeira-dama Melania Trump enfrentou uma enxurrada de manifestantes no domingo, incluindo uma mulher que carregou sua comitiva de topless com as palavras "Fake Peacemaker" escritas no peito, para participar de uma cerimônia em Paris que marcou o centenário do fim da Primeira Guerra Mundial no Arco do Triunfo na Champs-Elysees.

O presidente, no final de seus comentários, entregou uma bandeira americana ao major-general William Matz, secretário da Comissão dos Monumentos de Batalha dos Estados Unidos, que deu a Trump um tour pelo cemitério antes de subir ao pódio.

"Cada uma dessas cruzes de mármore e estrelas de David marca a vida de um guerreiro americano - grandes, grandes guerreiros que são, que deram tudo pela família, país, Deus e liberdade", disse Trump em um discurso no cemitério. "Através da chuva, granizo, neve, lama, gás venenoso, balas e morteiros, eles seguraram a linha e avançaram para a vitória."

Mas mesmo enquanto falava, o presidente ainda estava sendo amplamente ridicularizado por cancelar uma viagem planejada no sábado ao Cemitério e Memorial Americano Aisne-Marne, cerca de 60 milhas a nordeste de Paris, devido à chuva.

Na manhã de sábado, a Casa Branca divulgou um comunicado, dizendo: "A viagem do presidente e da primeira-dama ao Cemitério e Memorial Americano Aisne-Marne foi cancelada devido a dificuldades de programação e logística causadas pelo clima."

Enquanto o presidente e a primeira-dama não compareceram devido à chuva, Trump enviou uma delegação americana ao cemitério liderada por seu chefe de gabinete, o general aposentado do Corpo de Fuzileiros Navais John Kelly e o general do Corpo de Fuzileiros Navais Joe Dunford, presidente do Joint Chiefs of Pessoal.

"É incrível que um presidente viaje para a França para este aniversário significativo - e então permaneça em seu quarto de hotel assistindo TV em vez de prestar homenagem aos americanos que deram suas vidas na França pela vitória conquistada 100 anos atrás." David Frum, um comentarista político e ex-redator de discursos do presidente George W. Bush, escreveu no Twitter.

Em um tweet de acompanhamento, Frum escreveu: "Não são nem 60 milhas do centro de Paris até o monumento. Se o tempo estiver muito úmido e ventoso para helicópteros, uma carreata presidencial pode percorrer a distância em uma hora."

Kelly Magsamen, um oficial de alto escalão do Pentágono nas administrações de Barack Obama e George W. Bush, amontoou as críticas, tweetando, "Realmente baixa energia, @realDonaldTrump para não se preocupar em honrar o sacrifício de soldados americanos na Primeira Guerra Mundial devido a alguns chuva. De alguma forma, todo mundo foi capaz de fazer isso hoje. Obama nunca teve esse problema. Ele também visitou nossas tropas em zonas de guerra. "

Trump escapou da viagem ao Cemitério Americano de Aisne-Marne, onde muitos americanos estão enterrados entre os 2.288 túmulos e onde os nomes de 1.060 soldados americanos estão gravados em uma parede, mesmo quando outros líderes mundiais participaram de eventos semelhantes no sábado em cemitérios e memoriais da Primeira Guerra Mundial fora de Paris .

O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, viajou 118 milhas fora de Paris para participar de uma cerimônia - na chuva - em um cemitério em Vimy, França.

Em um discurso no cemitério, Trudeau homenageou os soldados canadenses que serviram na Primeira Guerra Mundial, elogiando-os por "uma história pela qual você sangrou e lutou, uma história construída sobre o seu sacrifício".

Enquanto isso, a chanceler alemã Angela Merkel e o presidente francês Emmanuel Macron compareceram a uma cerimônia no sábado no memorial Clairiere of Rethondes em Compiegne, também conhecido como memorial da Clareira do Armistício, cerca de 40 milhas ao norte de Paris. Os dois líderes, representando países que já foram inimigos jurados, deram as mãos no local onde os alemães e as forças aliadas assinaram um acordo encerrando a guerra que foi travada de 1914 a 1918.

"A vontade existe, e digo isso pela Alemanha com plena convicção, de fazer tudo para alcançar uma ordem mais pacífica no mundo, embora saibamos que ainda temos muito, muito trabalho pela frente", disse Merkel na cerimônia. .

Macron observou que "nossa Europa está em paz há 73 anos".

Eles morreram virados para o inimigo e aquele @realDonaldTrump inadequado e patético não conseguiu nem mesmo desafiar o tempo para prestar seus respeitos aos Caídos #hesnotfittorepresent este grande país

- Nicholas Soames (@NSoames) 10 de novembro de 2018

"Não há precedentes para isso e está em paz porque nós o desejamos e, acima de tudo, porque a Alemanha e a França o quiseram", disse Macron.

Enquanto isso, as críticas sobre a chuva de Trump continuaram.

Nicholas Soames, membro do parlamento britânico e neto de Winston Churchill, criticou Trump por deixar a chuva atrapalhar a homenagem aos heróis da guerra.

"Eles morreram virados para o inimigo e aquele patético e inadequado @realDonaldTrump não conseguiu nem mesmo desafiar o tempo para prestar seus respeitos aos Caídos", twittou Soames.

O ex-secretário de Estado John Kerry acusou o presidente de insultar as memórias dos veteranos de guerra por causa do mau tempo.

"O presidente @realDonaldTrump não apareceu por causa dos pingos de chuva? Aqueles veteranos que o presidente não se preocupou em homenagear lutaram na chuva, na lama, na neve - e muitos morreram nas trincheiras pela causa da liberdade. A chuva não pare-os e isso não deveria ter impedido um presidente americano ", tuitou Kerry.

Eles morreram virados para o inimigo e aquele patético e inadequado @realDonaldTrump não conseguiu nem mesmo desafiar o tempo para prestar seus respeitos aos Caídos #hesnotfittorepresentar seu grande país

"Não há precedentes para isso e está em paz porque nós o desejamos e, acima de tudo, porque a Alemanha e a França o quiseram", disse Macron.

Enquanto isso, as críticas sobre a chuva de Trump continuaram.

Nicholas Soames, membro do parlamento britânico e neto de Winston Churchill, criticou Trump por deixar a chuva atrapalhar a homenagem aos heróis da guerra.

"Eles morreram com o rosto voltado para o inimigo e aquele patético e inadequado @realDonaldTrump não conseguiu nem mesmo desafiar o tempo para prestar seus respeitos aos Caídos", postou Soames.

O ex-secretário de Estado John Kerry acusou o presidente de insultar as memórias dos veteranos de guerra por causa do mau tempo.

"O presidente @realDonaldTrump não apareceu por causa dos pingos de chuva? Aqueles veteranos que o presidente não se preocupou em homenagear lutaram na chuva, na lama, na neve - e muitos morreram nas trincheiras pela causa da liberdade. A chuva não pare-os e isso não deveria ter impedido um presidente americano ", tuitou Kerry.


New York Times: "Mantendo a Primeira Guerra Mundial viva para as novas gerações" & mdash "Lora Vogt aposta que ela pode contar a você as quatro coisas que você aprendeu sobre a Primeira Guerra Mundial na escola.

"'Um cara foi baleado', começou a Sra. Vogt, contando cada ponto em seus dedos na frente de uma caixa de uniformes militares no Museu e Memorial Nacional da Primeira Guerra Mundial em Kansas City, Missouri, 'o Lusitania foi afundado, os americanos chegaram e ganharam a guerra, e Woodrow Wilson obteve 14 pontos. '

"É um resumo comicamente simplista da" Guerra para acabar com todas as guerras ", mas uma Sra. Vogt, ex-professora e curadora de educação do museu, está acostumada a ouvir: O herdeiro do trono austro-húngaro, o arquiduque Franz Ferdinand, foi assassinado em Sarajevo em 1914, os alemães afundaram o navio de passageiros britânico Lusitania em 1915, os Estados Unidos quebraram sua tradição isolacionista e entraram na guerra em 1917, e o presidente Wilson fez seu discurso de Quatorze Pontos ao Congresso em 1918, delineando os princípios que conduzem até o fim da guerra naquele mesmo ano. "

BBC: "Dia do Armistício: cartas esquecidas da Primeira Guerra Mundial" & mdash "Na décima primeira hora, do décimo primeiro dia, do décimo primeiro mês de 1918, os combates na Primeira Guerra Mundial cessaram.

"A data seria marcada para sempre como Dia do Armistício e este ano marca o 100º aniversário.

"Cartas arquivadas divulgadas pelo Escritório de Registros Públicos da Irlanda do Norte (PRONI) estão fornecendo uma visão única de como era a vida daqueles que foram pegos nos eventos que antecederam e seguiram o armistício.

"A correspondência de um campo de prisioneiros de guerra e o relato dos papéis de um soldado do Ulster sobre a assinatura do armistício estão entre os documentos da época."

Business Insider: "O armistício acabou com a Primeira Guerra Mundial há 100 anos - essas fotos mostram como as tropas dos EUA ajudaram a virar a maré da Grande Guerra" & mdash "Quando os EUA declararam guerra à Alemanha em 6 de abril de 1917, os Aliados já haviam sofrido mais de três anos de carnificina.

"Os famosos Harlem Hellfighters foram os primeiros a se juntar à luta na linha de frente sob o comando francês.

“À medida que os americanos começaram a enviar mais tropas através do Atlântico, a Alemanha estava ansiosa para obter uma vitória antes que a maioria de suas forças chegasse.

“No meio da Revolução Bolchevique, a Rússia não pôde sustentar seu esforço de guerra. A dissolução de suas forças libertou os soldados alemães para o leste, e as fileiras das Potências Centrais ao longo da frente ocidental aumentaram.

"O plano para o Kaiserschlacht, ou 'batalha do Kaiser', era conquistar Paris e acabar com a guerra.

"O tiro saiu pela culatra, e com as tropas americanas adicionais, os Aliados foram capazes de conter uma série de ofensivas alemãs, começando com o primeiro ataque liderado pelos EUA em uma pequena vila perto de Somme chamada Cantigny."


Maine History Online

Skowhegan National Guard Company E foto tirada em abril de 1917 em frente ao Dodge Block (agora Sterns) na Water Street / Madison Avenue perto da ponte em Skowhegan. Front Row, sentado, da esquerda para a direita, 4º Brooks Savage.

Voluntários da Cruz Vermelha, Portland, ca. 1918

Voluntários da Cruz Vermelha posam em frente à Union Station de Portland durante a Primeira Guerra Mundial. O uniforme em estilo avental, também conhecido como "uniforme lavável", foi usado por voluntários da equipe de apoio. Os voluntários de apoio e de trabalho auxiliam em tarefas como preparação de suprimentos médicos e gerenciamento de doações. Seu estilo de uniforme era semelhante ao de outros voluntários de apoio, como trabalhadores de cantina (serviço de alimentação), mas diferia dos uniformes de enfermeira.

Todos os voluntários foram obrigados a usar o véu (touca) durante o serviço.

Skowhegan Doughboys na França, 1918, Primeira Guerra Mundial

Sam Hitchins e Clayton Foyer posam em frente à Catedral de Seine-et-Marne France em julho de 1918. A foto foi impressa em um cartão postal e enviada para casa em agosto daquele ano.

Frank Whittier, Brunswick, ca. 1917

Frank Whittier, um médico de Brunswick, serviu como médico no Exército durante a Primeira Guerra Mundial. Ele estava estacionado em Portland.

Dogan Goon em uniforme do Exército dos EUA, ca. 1918

Dogan Goon nasceu por volta de 1893 no sudoeste da China. Posteriormente, ele imigrou para os Estados Unidos, chegando a Boston em 1917. Em agosto daquele ano, foi preso por um inspetor chinês por violação da Lei de Exclusão da China.

A Lei de Exclusão Chinesa foi aprovada pelo Governo dos Estados Unidos em 1882 com a intenção específica de barrar a imigração chinesa. Essencialmente, o objetivo era eliminar a importação de trabalhadores chineses. A justificativa para tal legislação é semelhante às queixas modernas sobre os trabalhadores migrantes da América Central - imigrantes que vêm para a América em grande número para trabalhar por menos, assumindo, portanto, empregos de cidadãos americanos.

Goon foi absolvido de violar a Lei de Exclusão da China, mas foi pressionado a servir nas forças armadas dos EUA para demonstrar patriotismo. Ele serviu no Army Medical Corp de junho de 1918 até janeiro de 1919, quando foi dispensado com honra. Sua cidadania recém-confirmada permitiu que Goon se casasse com uma mulher chinesa e a trouxesse para os Estados Unidos.

Sua esposa, Toy Len Goon, foi nomeada Mãe Americana do Ano em 1952, apenas nove anos após a revogação da Lei de Exclusão Chinesa.

Raymond W. Stanley, 1918

Raymond W. Stanley (1894-1985) alistou-se na Reserva Naval dos EUA em 9 de maio de 1917, aproveitando a política da Harvard College de permitir que os idosos se alistassem no serviço ativo antes de cumprir os requisitos de graduação.

Ele foi designado para o Primeiro Distrito Naval da Reserva Naval em Bath em 17 de maio de 1917, e eventualmente foi designado para seu próprio lançamento a motor, o U.S.S. O Imperatriz, que ele ofereceu à Marinha para uso durante a Primeira Guerra Mundial como uma nave de patrulha seccional, era alugado por US $ 1 por mês.

Ele serviu em uma missão em Boothbay Harbor, patrulhando a costa, transportando pessoal naval de um navio para a costa e investigando supostos avistamentos de atividade inimiga.

Como filho único de F.E. Stanley de Kingfield, um rico fabricante de automóveis, e de posse de seu próprio barco, Raymond Stanley estava em uma posição privilegiada de poder servir seu país em um papel estatal sem combate.

Não querendo ser visto como um "frouxo" na ativa, entretanto, Stanley aproveitou a primeira oportunidade para se alistar no novo Corpo de Aviação Naval para treinar como piloto de combate para o serviço europeu, e é mostrado aqui em seu uniforme de Aviador Naval, por volta de maio de 1918 Ele foi liberado logo depois do Corpo de Aviação Naval em 28 de maio de 1918, depois que seu exame médico pré-vôo descobriu que ele era daltônico.

Incapaz de voar, Raymond Stanley realistou-se em 5 de junho de 1918 no US Army Signal Corps, usando suas habilidades de desenhista para ilustrar manuais de vôo de aviação da Primeira Guerra Mundial para outros pilotos. Ele foi dispensado do Exército Signal Corps com o posto de cabo em 21 de janeiro de 1919, no final da guerra.

Mulheres trabalhadoras na Portland Company, ca. 1917

Durante a Primeira Guerra Mundial, as mulheres trabalharam na Portland Company para ajudar a fabricar cápsulas de 108 mm para o Exército dos Estados Unidos.

Mulheres trabalhando na Portland Company, ca. 1917

Mulheres na Portland Company inspecionam cartuchos de obuseiro de 8 polegadas (208 mm) para uso na Primeira Guerra Mundial

A Portland Company fabricava os projéteis, que eram embalados aos pares em caixas de madeira para envio a um depósito central para serem preenchidos com um composto explosivo.

Produção de obus de 108 milímetros

"A Portland Company fez dezenas de milhares dessas carcaças de bronze de obus de 108 milímetros para o esforço de guerra em 1917-1918. Esses homens estão usinando as carcaças de acordo com as especificações do governo na oficina mecânica." - Fletcher, David H. 'The Portland Company 1846-1982.' Charleston, S.C.: Arcadia Pub., 2002. 114.

Em patrulha em Boothbay Harbor, 1917

Emprestado para a Reserva Naval dos EUA durante a Primeira Guerra Mundial, o "Confrey" era considerado "o barco mais rápido em Boothbay Harbor e Eastern Maine" na época. O "Confrey" é mostrado aqui em patrulha em Boothbay Harbor em 1917, com Raymond W. Stanley no comando. Raymond Stanley alistou-se na Reserva Naval dos EUA antes de se formar em Harvard em 1917 e serviu como intendente de primeira classe. Ele foi designado para o USS Empress (uma lancha de propriedade de seu pai, F.E. Stanley, e alugada para a marinha durante a Primeira Guerra Mundial) e outras embarcações de patrulha em Boothbay Harbor.

Envelope da carta da Primeira Guerra Mundial, 1916

O soldado F. Hubbard escreveu esta carta a Elizabeth Bascome Jewett em 25 de abril de 1916. Observe a marca do censor no canto inferior direito.

Carta de F. Hubbard para Elizabeth Bascome Jewett

O soldado britânico Soldado F. Hubbard escreveu esta carta para Elizabeth Bascome Jewett da frente de guerra na França em 2 de abril de 1916. Ele diz a ela que está seguro porque é cozinheiro, mas que pode ouvir as armas e os disparos. Ele também comenta que eles não ficam muito tempo no mesmo lugar.

Quatro de julho na Ilha Squirrel, 1918

Miles Bracewell (de pé à esquerda da foto) canta durante as cerimônias de 4 de julho de 1918 na Ilha Squirrel. Bracewell, que tinha uma casa de verão na Ilha dos Esquilos, era um famoso barítono e estrela da ópera. Sua carreira no palco foi limitada por claudicação física como resultado de uma doença semelhante à poliomielite, mas ele era muito solicitado como vocalista.

As crianças que participam dessa cerimônia patriótica da Primeira Guerra Mundial estão vestidas para representar os soldados e mulheres americanos em casa e no exterior durante a Guerra Europeia.

Desfile da Cruz Vermelha, Portland, 1918

Enfermeiras da Cruz Vermelha e da Estrela Vermelha fazem uma longa procissão pelas ruas de Portland durante um desfile em 6 de abril de 1918. O evento foi a Terceira marcha do Empréstimo pela Liberdade.

O corpo de enfermagem da Cruz Vermelha americana foi fundado em 1909 e, na primeira Guerra Mundial, havia 24.000 enfermeiras que serviam ao país por meio do Corpo de Enfermeiras do Exército e da Marinha. Eles serviram na Europa e em casa. A Cruz Vermelha forneceu a grande maioria das enfermeiras que serviram tanto no Exército quanto na Marinha.

Dia do Armistício, Skowhegan, 1918

Um homem na Water Street, Skowhegan, gritando a notícia através de um megafone que a Primeira Guerra Mundial havia acabado no Dia do Armistício, 11 de novembro de 1918.

Soldados na celebração da vitória da Primeira Guerra Mundial, Houlton, 4 de julho de 1919

Celebrações da vitória da Primeira Guerra Mundial na Praça do Mercado em Houlton em 4 de julho de 1919. Oficiais do Exército e um oficial da Marinha junto com vários soldados aguardam eventos.

Portão da Vitória da Guerra Mundial, Houlton, 1919

O Portão da Vitória para a celebração de 4 de julho de 1919 em Houlton na Praça do Mercado. O evento comemorou o fim da Primeira Guerra Mundial, 11 de novembro de 1918.

Celebração da Vitória, Houlton, 1919

Celebração da vitória da Primeira Guerra Mundial na Praça do Mercado em Houlton.

Uma grande bandeira dos EUA está suspensa do outro lado da rua. Várias outras bandeiras dos EUA estão voando. Bandeirinhas e faixas decoram os prédios ao redor da Praça do Mercado.

Uma cabine de registro e um portão de boas-vindas foram erguidos. A fachada da loja F.W. Woolworth, à esquerda, também é decorada.

Tank, desfile de 4 de julho, Houlton, 1919

Celebração da vitória da Primeira Guerra Mundial na Praça do Mercado em Houlton em 4 de julho de 1919. Uma grande bandeira dos EUA está suspensa do outro lado da rua. O desfile contou com um tanque M1917, também conhecido como "Trator Especial de Seis Ton" ou "Tanque de Seis Toneladas" (modelado após o francês construído, Renault Char léger FT-17).

O M1917 usou o primeiro piso de lagarta bem-sucedido que foi usado pela primeira vez no caminhão de toras a vapor inventado por Alvin O. Lombard, Waterville (consulte: A Salute to Maine, de Daphne Winslow Merrill, 1983, p.127).


Como o dia dos veteranos passou a ser

N o dia 11 de novembro, há muitos anos, um grupo de homens se reuniu em um meio de transporte para assinar um documento de grande repercussão para o mundo.

Esta não foi a assinatura do Armistício em um vagão de trem na França em 11 de novembro de 1918, que trouxe o fim das hostilidades da Primeira Guerra Mundial séculos depois. Esta foi a assinatura do Mayflower Compact, no navio de mesmo nome, que em 1620 estabeleceu as regras de governo para a Colônia de Plymouth, um dos primeiros assentamentos na América do Norte.

A data da assinatura do Pacto do Mayflower foi em grande parte eclipsada pelo Armistício, que encerrou uma guerra que matou mais de 16 milhões de pessoas, incluindo mais de 100.000 americanos. Após o conflito, os americanos comemoraram o momento "de costa a costa e de fronteira a fronteira", como escreveu a TIME em 1927. O Congresso apelidou oficialmente a data de Dia do Armistício em 1926 e tornou-a feriado nacional em 1938.

Mas criar um feriado formal logo pareceu tragicamente prematuro. A Alemanha nazista invadiu a Polônia um ano depois, desencadeando a Segunda Guerra Mundial e destruindo a tênue paz forjada pelo Armistício. Mesmo antes de os Estados Unidos entrarem na guerra, o Dia do Armistício parecia obsoleto aqui. & ldquoPara muitos americanos, os eventos dos últimos 15 meses fizeram o Armistício parecer menos importante e menos digno de um feriado nacional & rdquo, escreveu a TIME em um artigo em novembro de 1940. & ldquoSo na semana passada, Dr. Francis Carr Stifler, secretário editorial da Bíblia Americana A sociedade sugeriu que seria muito mais apropriado comemorar o aniversário do Pacto Mayflower nesta segunda-feira.

Stifler chamou o Mayflower Compact & ldquotha pedra angular sobre a qual se erguem a Declaração de Independência e a Declaração de Direitos. & Rdquo

Sua proposta não se firmou, mas o sentimento permaneceu. Como a América poderia comemorar o fim da Primeira Guerra Mundial quando um conflito menos de duas décadas depois mobilizou 16,5 milhões de americanos e custou a vida de 400.000? Em 11 de novembro de 1947, o veterano da Segunda Guerra Mundial Raymond Weeks organizou um desfile em Birmingham que homenageou todos os veteranos. (Memorial Day, um feriado muito mais antigo, comemora americanos que morreram nas forças armadas.) Chamado de "Dia Nacional dos Veteranos", essa ocasião é considerada a primeira celebração usando o termo Dia dos Veteranos, de acordo com o Departamento de Assuntos dos Veteranos.

O representante dos EUA, Edward Rees, do Kansas, logo propôs mudar o nome oficial do feriado de 11 de novembro de Dia do Armistício para Dia dos Veteranos, e o Congresso renomeou o feriado de 11 de novembro em 1954.

A data oficial passaria por mais uma reformulação. O Dia dos Veteranos foi varrido por um movimento do governo federal, sob pressão da indústria de viagens, de mudar os feriados nacionais para segunda-feira e permitir mais fins de semana de três dias. Em 1968, o Congresso remarcou o aniversário de Washington e rsquos (mais tarde conhecido como Dia dos Presidentes), Dia do Memorial, Dia de Colombo e Dia dos Veteranos para cair de forma consistente às segundas-feiras. Mas, como escreve o VA, & # 8221 11 de novembro foi uma data de importância histórica para muitos americanos & # 8221 O Congresso mudou o feriado oficial de volta para 11 de novembro de 1978.

Leia a história de 1927 sobre como os vencedores e perdedores da Primeira Guerra Mundial comemoraram o Dia do Armistício: Armistício


Conteúdo

O primeiro Dia do Armistício foi realizado no Palácio de Buckingham, começando com o Rei George V oferecendo um "Banquete em Honra ao Presidente da República Francesa" [7] durante as horas da noite de 10 de novembro de 1919. Os primeiros eventos oficiais do Dia do Armistício foram subsequentemente realizados no recinto do Palácio de Buckingham na manhã de 11 de novembro de 1919, [8] que incluiu um silêncio de dois minutos como um sinal de respeito pelos que morreram na guerra e pelos que ficaram para trás. [9]

Similar ceremonies developed in other countries during the inter-war period. In South Africa, for example, the Memorable Order of Tin Hats had by the late 1920s developed a ceremony whereby the toast of "Fallen Comrades" was observed not only in silence but darkness, all except for the "Light of Remembrance", with the ceremony ending with the Order's anthem "Old Soldiers Never Die". [10] [Note 1]

In Britain, beginning in 1939, the two-minute silence was moved to the Sunday nearest to 11 November in order not to interfere with wartime production should 11 November fall on a weekday. [12] This became Remembrance Sunday.

After the end of World War II, most member states of the Commonwealth of Nations, followed the earlier example of Canada and adopted the name Remembrance Day. [13]

Other countries also changed the name of the holiday just prior to or after World War II, to honour veterans of that and subsequent conflicts. The United States chose All Veterans Day, later shortened to 'Veterans Day', to explicitly honour military veterans, including those participating in other conflicts. [14]

In the United Kingdom and Commonwealth countries, both Remembrance Day and Remembrance Sunday are commemorated formally, but are not public holidays. The National Service of Remembrance is held in London on Remembrance Sunday. [ citação necessária ]

In the United States, Veterans Day honors American veterans, both living and deceased. The official national remembrance of those killed in action is Memorial Day, which predates World War I. Some, including American novelist Kurt Vonnegut and American Veteran For Peace Rory Fanning, have urged Americans to resume observation of 11 November as Armistice Day, a day to reflect on how we can achieve peace as it was originally observed. [15]

In Poland, National Independence Day is a public holiday, celebrated on 11 November to commemorate the anniversary of the restoration of Poland's sovereignty as the Second Polish Republic in 1918, after 123 years of partition by the Russian Empire, the Kingdom of Prussia and the Habsburg Empire. [16]

"Armistice Day" remains the name of the holiday in France ("Armistice de la Première Guerre mondiale") [17] and Belgium. [18]

It has been a statutory holiday in Serbia since 2012. Serbia is an Allied force that suffered the largest casualty rate in World War I. To commemorate their victims, people in Serbia wear Natalie's ramonda as a symbol of remembrance. [19]

Ceremonies are held in Kenya over the weekend two weeks after Armistice Day. This is because news of the armistice only reached African forces, the King's African Rifles, still fighting with great success in today's Zambia about a fortnight later, where the German and British commanders then had to agree on the protocols for their own armistice ceremony. [20]


World War I Armistice Day Celebrations - HISTORY

Title: World War I Armistice Day (Veteran's Day) - History's Greatest Single Proof That International Conspiracy Is Ruling The Modern World

Secret Mysteries of America's Beginnings

"The New Atlantis" DVD

"The Secret Architecture of Washington, D.C."

Subtitle: When the Illuminati staged the Armistice Day signing at the 11th Hour of the 11th Day of the 11th Month, they deliberately formed the number '11-11-11', a signal to occultists worldwide that they had successfully completed the First World War according to Albert Pike's Master Plan to produce Antichrist!

The New World Order is coming! Are you ready? Once you understand what this New World Order really is, and how it is being gradually implemented, you will be able to see it progressing in your daily news!!

Learn how to protect yourself, your loved ones!

Stand by for insights so startling you will never look at the news the same way again.

Copyright © 2008 Cutting Edge Ministries. Todos os direitos reservados. See full copyright notice below.

BIBLICAL TRUTH: Definition of a Pagan -- ". they exchanged the truth of God for a lie and worshipped and served the creature rather than the Creator, Who is blessed forever! Amen." [Romans 1:25 Parallel Bible, KJV/Amplified Bible Commentary]

We will be utilizing three occultic books in this study: W. Westcott, The Occult Power Of Numbers Elizabeth Van Buren, The Secret Of The Illuminati and Frederick Goodman, Magic Symbols .

To understand how shocking and revealing the timing of the Armistice that ended World War I truly was, you must understand that the Illuminati is thoroughly and completely Satanic as such, they 'worship the creature rather than the Creator' (Romans 1:25). This fact means that one of the creatures they worship is Numbers. Certainly, mathematics is one of the most important -- and mysterious -- of God's creations. In every era, on every continent, many people have chosen to worship the creature rather than Creator Who fashioned it out of nothing in the first place. Such a person is called a "Pagan".

The greatest and most powerful of all pagans is the worshipper of Satan. They are the most powerful because they follow revealed rituals that release the power of Satan into this dimension. Such people worship the Sun, the Moon, the planets through Astrology, Mother Earth (Gaia), and all parts of this created world.

They also worship numbers, believing they contain inherent power. Occultists not only worship the created being, they worship the "gods of forces", in direct fulfillment of the prophecy in Daniel 11:38. Thus, occultists worship scientific knowledge, especially mathematics. They believe certain numbers possess magical powers even more power can be released when these sacred numbers are used in certain combinations. One occultic writer, Westcott, stated,

"Numbers are a key to the ancient views of cosmogony (the universe). spiritually as well as physically. all systems of religious mysticism are based upon numbers". (p, 15). Further, occultists believe that "in Number lay secreted the key to the universe." (Van Buren, p. 42).

Numbers are literally worshipped.

Occultists believe that a good plan of action may fail miserably unless it is carried out according to the "numbers" of the event. Whenever an occultist contemplates an action, he will go to great lengths to determine the most propitious or advantageous time. He will consult the astrologer, Tarot cards, and various forms of divination. He literally believes the success or failure of a Plan lies as much in the correct timing as it does in any other factor. This process is called "divination". An occultist becomes fairly predictable once you understand his thinking patterns and belief structure.

A good historic example of how an occultist will carry out an event "by the numbers" is Adolf Hitler as he planned his suicide at the very end of World War II. Hitler chose the date, April 30, 1945, because it was the first day of the Pagan Spring Holy Days. He chose 3:30p.m. because, according to occultic doctrine, this combination of three's presented to him the most favorable time to depart this life and reenter the reincarnation cycle. Note the triple 3's that are present here, April 30 as the first three, 3 o'clock in the afternoon as the second three, and 30 minutes past the hour as the final three. Hitler was engaging in typical occultic behavior by arranging the timing of his death in a very precise, numeric manner.

Let us begin with a quick study of the six numbers which occultists deem to be sacred, possessing great power individually and even greater power when used in combination . This belief in combining numbers involves two exercises. First, occultists will create new sacred numbers by multiplying or adding basic sacred numbers. Secondly, occultists will simply group sacred numbers together to create a new set of powerful numbers.

All this activity fulfills two purposes. First, great power is supposedly released when an occultist utilizes the correct sacred numbers in carrying out his planned action. Secondly, when a new number is created by either multiplication , addition , or simply by grouping sacred numbers, this new number becomes an occultic symbol, which informs the initiated occultist as to what is happening, while simultaneously hiding it from the uninitiated.

1. Three (3) is the first sacred number, the first perfect number (Westcott, p. 41). Three represents the Pagan Trinity." (Westcott, p. 37). It is represented geometrically in the triangle, and spiritually as the Third Eye Of Hinduism. Occultists will multiply and add three to other sacred numbers to create new numbers. However, they also group threes in two's and threes, because they believe in the principle of "intensification", i.e., that greater power is achieved when a sacred number is grouped. In the case of three, greater intensification is achieved when it is shown as 33, or 333. When Hitler committed suicide, he arranged the timing details so as to create a triple three (333). Can you see how 333 formed the framework for this momentous occasion? Of course, 333 + 333 equals 666. Occultists have used 333 as the hidden symbol by which they present the more offensive number 666. When the details of an event are so arranged as to contain certain sacred occultic numbers or numeric combinations, this is literally an occultic signature on the event. Only occultists will recognize this signature.

Finally, threes are arranged so as to represent 666 when they are shown in pairs. Mathematically, 666 can be created when three pairs of threes are added. Thus, (3+3) + (3+3) + (3+3) = 666. Now, eliminate the parentheses and the plus sign, and you have 33 space, 33 space, 33, representing the number 666.

2. Six (6) is the next sacred number, representing the number of the soul of man (Westcott, p. 66). This shows the omnipotent power of God, as this belief parallels Revelation 13:18, where God assigns 666 to man and to the ultimate sinful man, the beast. Six is also believed to be "all-sufficient". This parallels Biblical teaching, which states that man's great sin is pride in himself.

If six individually is considered powerful, then so is grouping it together as 66 or 666. However, occultists also take 666 and multiply the three numbers, achieving the number 216. Westcott explains, "according to the Pythagoreans, after a period of 216 years. all things are regenerated", including man. Each person's soul would be regenerated, or reborn precisely 216 years after his death.

3. Seven (7) is a sacred number. Van Buren calls 7 "one of the most sacred of all the numbers. the Invisible Centre, the Spirit of everything". (p. 39) It is believed that 7 literally governs all aspects of the universe, from man's own body, to the bodies of the universe, and to spiritual matters. Since multiplication of seven creates an even more powerful sacred number, we should not be surprised that 3x7, or 21, is considered a most powerful number.

Thus, when Adam Weishaupt formed the Masters of the Illuminati, he arranged the timing of the event by arranging the numbers in a manner which would add to powerful numbers. He chose May 1, because May, month #5, added to the first day, equals 6. Weishaupt chose 1776, because the four numbers of this year add up to 21 (1+7+7+6 = 21). Further, the number 6 + 21 = 27, another number of power, because it is formed by the multiplication of 3x9. This date was very carefully chosen by Weishaupt he believed the greatest Plan is doomed to failure if it is not carried out in the most numerically-advantageous time.

4. Nine (9) is sacred because it is the "first cube of an odd number (3)", (Van Buren, p.40-41). Nine also contains many unique mathematical properties, but time does not allow us to examine them.

Spiritually, nine is the number of "death to the self in order to be reborn in Spirit" (p. 41). This is the Satanic counterfeit to being "born-again".

Finally, the triple nine (999) is utilized to represent 666, because it is simply the inversion of 666.

5. Eleven (11) is a sacred number, even though it represents ". all that is sinful, harmful, and imperfect" (Wescott, p. 100). When eleven is multiplied by the perfect number 3, the number 33 is produced, a number of tremendous occultic importance. In 1933, Adolf Hitler and President Franklin Roosevelt came to power. Both these men were committed to the establishment of the New World Order, and their actions impacted humanity greatly. It was also in 1933 that the First Humanist Manifesto was issued. Do you see how Satan manipulated world history to produce three New World Order events in 1933? Thus, a powerful 333 served as a framework for world events in that year.

Further, the Bible assigns the number '11' to Antichrist in Daniel 7:7-8, where Antichrist is prophesied to arise after the appearance of the 10 Super Nation Kings consequently, Bible scholars have long called Antichrist the "Eleventh King". Since God is forcing Satan to plan world events that will fully fulfill Scripture, Satan has taught his disciples that the number '11' is one of the designations of the coming Masonic Christ.

6. Thirteen (13) is deemed sacred because it is formed from the addition of 6 (man's soul number) and 7 (one of the perfect numbers). However, 13 is the number which God has assigned to Satan. I mentioned earlier that the Holy Days in the Pagan Spring calendar are April 30 and May 1. Now add the numbers which comprise these dates (4+3=7 5+1=6 when you add 7 and 6 you get 13, Satan's number).

Satanists view the number '13' as a number of complete depravity and rebellion. In Seminar 2, " America Determines The Flow of History ", we review this number carefully as it is the number according to which the United States of America was originally founded!

It was also no accident that Hitler chose the year 1939 to begin World War II, because 39 is formed by the multiplication of 13x3. Thus, you can see how human history has been shaped by the occultic belief in the power of numbers. There are so many examples that it would take a seminar setting to explore them in depth.

Now, let us examine the importance of the specific timing by which the global Illuminati selected to end World War I.

Three World Wars Planned

The first matter we must understand is that World War I was not an accident rather, it was carefully planned and published secretly on January, 22, 1870 as Masonic leader, Albert Pike, received an incredible vision from his 'familiar spirit', as to how Antichrist had to be brought to the world scene. Before we move any further into our study, let us learn a few biographical facts about Albert Pike. Albert Pike, former Confederate War hero, became the leader of North American Freemasonry after the Civil War. Pike is considered to be the greatest leader ever of Freemasonry, because:

  • He was a certified genius
  • He spoke 16 languages fluently
  • He graduated from Harvard University
  • He achieved rank of Brigadier General of Confederate Army in Civil War
  • He was thoroughly familiar with the Jewish occult system, the Cabala, the stone system of the New World Order

After Pike assumed leadership of Northern Freemasonry, he took up his headquarters in the "Temple of Understanding" in Washington, D.C., just 13 blocks north of the White House and in direct line of that great Freemasonry obelisk, the Washington Monument (See "Riddles In Stone: The Secret Architecture of Washington, D.C." DVD for full details)

Pike monumental Freemasonry teaching guide entitled, "Morals And Dogma of the Ancient And Accepted Scottish Rite of Freemasonry" . Pike was the Grand Commander of North American Freemasonry from 1859-1891. At this time, Albert Pike's tremendous vision as to what the future of global Freemasonry would hold, plus the fact that he had the ear of the President of the United States, propelled American Freemasonry into the forefront of leadership in the drive to the New World Order. During the period from President Johnson to Harry S. Truman, many of the Presidents were Freemasons at the very time when real, substantive progress was being made to advance the global aims of the New World Order. Consider the Presidents in this time frame:

  • Andrew Johnson 1865-1869
  • James A. Garfield 1881
  • William McKinley 1897-1901
  • Theodore Roosevelt 1901-1909
  • William Howard Taft 1909-1913
  • Warren G. Harding 1921-1923
  • Franklin D. Roosevelt 1933-1945
  • Harry S. Truman 1945-1953

Thus, in the pivotal period of time from the Civil War to the beginning of the Cold War, many of those years had a Freemason President in office. To be exact, in the very pivotal time period from 1865-1953, a period of 88 years, Presidents who were Freemason occupied the White House for 44 of those years! Now, America is facing another Presidential number of '44', are we not? Barack Obama will be the 44th President of the United States starting January 20, 2009, and he may very well be the final President, the one who will serve during the planned World War III and the one who will carry out the plan to dissolve our Constitutional government and bring in the Absolute Dictatorship in America.

Pike's Incredible Demonic Vision

On January 22, 1870, Pike and one of his international co-conspirators, Guiseppe Mazzini, published the Plan which would establish the New World Order . This Plan was kept very secret, only within Freemasonry circles since the time of its inception, known only to fellow occult Illuminist conspirators. (This information is taken from a book from a former Luciferian Illuminist, Doc Marquis. His book is " Secrets of the Illuminati " and reveals much formerly hidden detail known only to Illuminists).

The secret Pike plan to control the world foresaw the need for three world wars . Stop here for a moment to remember the date of this prediction: January 22, 1870 . This date is 44 years before the beginning of World War I. Once you understand the facts we are about to share with you and realize the length of time between this prediction and the beginning of its fulfillment, you can understand how supernatural forces were truly in command. Further, January 22, 1870 , is occulticly significant also. The number 22 is one of the three important occultic primary numbers (11, 22, and 33).

The Pike Plan to overthrow the Judeo-Christian Old World Order, and establish the Satanic New World Order foresaw the need for war. However, this war was not the type of warfare the world had seen historically. This war was to be on a much larger scale than history had ever recorded . This war was to be global, or world-wide.

The details of this Pike Plan for three (3) World Wars to establish the New World Order is as follows: (As you are reading this demonic prophecy, remember the occult concept of Thesis battling Antithesis to produce the new system, Synthesis. World Wars I & II were fought to establish Antithesis, to set up the Cold War, that "controlled conflict or threat of conflict" that would produce the new system, Synthesis).

I. The First World War was designed to enable the Czarist Government in Russia to be finally and completely overthrown. The new Russian government was foreseen to be atheistic and militaristic. Further, Pike specified that this new Russian Government was to be Communistic . Karl Marx had published his Communist Manifesto in 1848, exactly 22 years before this occultic prophecy through Albert Pike. Isn't it interesting that the occultic number 22 keeps popping up? The multiplier numbers, 44 and 66 also keep appearing, as you will see in a few moments.

History records that this First World War did, indeed, occur just as listed, above. The Western powers in Europe, in conjunction with the United States, financed Lenin's expedition into Russia<3>, they financed his government consistently, and we have financed Russian Communism at least once per decade since then.

II. The Second World War was foreseen to originate between Great Britain and Germany. However, one of the planned results of this war was to strengthen the new Communist Russian government, so that it could weaken and destroy other governments and religions.

History again records that the Second World War did, indeed, accomplish this objective. The war started when Germany invaded Poland, causing Great Britain to declare war on Germany. Very soon, the troika (3's) of powers were set up to wage this war. The Black Magic occultists allied themselves when Germany linked with Italy and Japan the White Magic occultists allied themselves together as Great Britain linked with the United States and Russia. Do not be deceived. This war was fought between two (2) New World Order forces, the "evil" alliance of the Axis Powers or the "good" alliance of the Allied Powers the war was between the Black Magic forces against the White Magic forces. But, we shall return to this subject in more depth at a later time.

Certainly, the Pike vision of the Second World War building Russian Communism into a super power was fulfilled to a startling degree. Historians have always been mystified as to how Churchill and Roosevelt could have given away all of Eastern Europe to the Soviets, when the preponderance of power was clearly against the Soviets. Clearly, when Roosevelt and Churchill ceded all of Eastern Europe to Russia, the Communist Government of Russia, now known as the U.S.S.R.

Now, you know that Freemason President Roosevelt gave this territory to Russia simply and only because he was being true to Pike's vision of 1870!! You will never read this true history in any of your books!!

III. The Third World War was foreseen to be between Judaism and Islam. This prophecy is incredible in many ways, beginning with the understanding that this prophecy of a third world war occurred in 1870, a time when Israel did not exist as a nation , and when no one except Fundamentalist, Bible-believing Christians believed it would ever exist again.

Watch the events in Israel very carefully, because the final chapter is being written there. The demonic 'guiding spirits' of Freemasonry, of the leaders of the New World Order Plan, are planning a final, definitive Third World War, which will begin between Israel and her Arab neighbors and spread to the entire world. Literally, out of the smoke and destruction of this Third World War, Antichrist will come striding!

Therefore, when the Illuminati started World War I, they were being obedient to Pike's Satanic vision as to how Antichrist was to be brought to the world scene. They wanted to alert occultists throughout the world that they had been in control of the First World War and that it represented the first of the planned three world wars -- Albert Pike's vision.

How could they signal fellow Luciferians worldwide without alerting the rest of mankind? By carrying out the Armistice ceremony according to the sacred number of '11' -- the number of Antichrist himself!

The Illuminati staged this event on the 11th hour of the 11th day of the 11th month - November 11, 1918, when the Armistice ending World War I was signed. Thus, they created a triplicity of elevens, the greatest number of times a sacred number can be symbolically repeated.

But, even the year symbolically pointed to Antichrist. The number, '18', is a hidden '666', because it is formed by adding '6+6+6'.

Thus, the Illuminati flashed the mathematic symbol for their coming Antichrist in two ways:

1) Forming a triplicity of '11' in the timing of the Armistice which ended the war

2) Ending the war in a year which ended in '18', the occult number hiding a '666'.

Satanists of every era have always believed that a good plan might fail if it is not carried out according to certain 'sacred' occult numbers. Since the Illuminati shares this occult belief, they will ensure that their plans are carried out according to their really sacred numbers. This is such a consistency that most of the planned events in the modern era contain an "Illuminati signature".

Certainly, Armistice Day, November 11, 1918, at the 11th hour, screamed to all fellow occultists throughout the world that the First World War of Albert Pike's vision had been successfully concluded and that the next two would be staged in due time. This event is one of the greatest proofs of all that world and national events are being guided by "The Unseen Hand" of the Global Illuminati.

Remember President Jefferson's classic definition of a conspiracy and you will see how well it fits with the symbolic conclusion of World War I.

"Single acts of tyranny may be ascribed to the accidental opinion of a day but a series of oppressions, begun at a distinguished period, and pursued unalterably through every change of ministers , too plainly prove a deliberate, systematical plan of reducing us to slavery." ["The Works of Thomas Jefferson", Volume 1, p. 130]

As America prepares to inaugurate her 44th President, her citizens would do well to understand that his ascension to the Oval Office was guided and propelled by the same Satanic vision and power which began World War I and World War II and every single major event of the past 100 years! And, remember further, that the goal has always remained the same: successfully stage the Masonic Christ (Antichrist) on the world scene.

Truly, the End of the Age is rushing down upon the heads of mankind.

Are you spiritually ready? Is your family? Are you adequately protecting your loved ones? This is the reason for this ministry, to enable you to first understand the peril facing you, and then help you develop strategies to warn and protect your loved ones . Once you have been thoroughly trained, you can also use your knowledge as a means to open the door of discussion with an unsaved person. I have been able to use it many times, and have seen people come to Jesus Christ as a result. These perilous times are also a time when we can reach many souls for Jesus Christ, making an eternal difference.

If you have accepted Jesus Christ as your personal Savior, but have been very lukewarm in your spiritual walk with Him, you need to immediately ask Him for forgiveness and for renewal. He will instantly forgive you, and fill your heart with the joy of the Holy Spirit. Then, you need to begin a daily walk of prayer and personal Bible Study.

If you have never accepted Jesus Christ as Savior, but have come to realize His reality and the approaching End of the Age, and want to accept His FREE Gift of Eternal Life, you can also do so now, in the privacy of your home. Once you accept Him as Savior, you are spiritually Born Again, and are as assured of Heaven as if you were already there. Then, you can rest assured that the Kingdom of Antichrist will not touch you spiritually.

If you would like to become Born Again, turn to our Salvation Page now.

We hope you have been blessed by this ministry, which seeks to educate and warn people, so that they can see the coming New World Order -- Kingdom of Antichrist -- in their daily news.

Finally, we would love to hear from you.

Copyright © 2008 Cutting Edge Ministries. Todos os direitos reservados. This password protected article and its contents are protected under the copyright laws of the United States and other countries. This article is provided by subscription only for use by the subscriber and all other rights are expressly reserved by the copyright owner. Copying and pasting this article, in whole or in part, into e-mails or as attachments to e-mails or posting it on the Internet is strictly prohibited and may subject the offender to civil liability and severe criminal penalties (Title 17, United States Code, section 501 and 506).

Copying and distributing this article in violation of the above notice is also a violation of God's moral law.


Armistice Commemoration

The National WWI Museum and Memorial commemorated the centennial of the World War I armistice with a series of moving programs and events, including Peace and Remembrance, a 55 million pixel illumination of America’s official WWI memorial featuring more than 5,000 poppies paying tribute to the 9 million soldiers from across the world who made the ultimate sacrifice during the war.

Firing on the First World War’s Western Front ended on Nov. 11, 1918 at “the eleventh hour on the 11th day of the 11th month.” After four years of fighting, an eerie stillness fell across the battlefields of Europe. The next day, Allied commander Field Marshal Ferdinand Foch sent a message to the Allied Armies: “You have won the greatest battle in history and served the most sacred cause - the Liberty of the World.”

Celebrating the end of war soon turned to sober remembrance of all who were lost. Armistice Day, officially recognized by President Wilson in 1919, is still observed throughout the world with many stopping for a moment of silence at the 11th hour of this day to honor those who brought about the end of the “Great War.” Known as Remembrance Day in many countries, the poppy is commonly worn and remains the symbol of commemoration originating from Canadian Lt. Col. John McCrae’s poem “In Flanders Fields.”

In 1954, after the return of veterans from both World War II and the Korean War, President Dwight D. Eisenhower signed a bill rededicating Nov. 11 as Veterans Day and encouraged Americans to commit themselves to the cause of peace and to honor America’s veterans for their courage, honor, patriotism and sacrifice.

Watch video from the Nov. 11, 2018 Armistice Ceremony


Assista o vídeo: Comemorações do centenário do armistício