Inventores e cientistas na Primeira Guerra Mundial

Inventores e cientistas na Primeira Guerra Mundial


Inventores e Cientistas da Primeira Guerra Mundial - História

A Primeira Guerra Mundial introduziu muitos avanços na ciência e tecnologia na guerra moderna. Esses avanços mudaram a natureza da guerra, incluindo estratégias e táticas de batalha. Cientistas e inventores de ambos os lados trabalharam durante a guerra para melhorar a tecnologia de armas a fim de dar ao seu lado uma vantagem na luta.

A Primeira Guerra Mundial foi a primeira guerra em que o avião foi usado. Inicialmente, os aviões eram usados ​​para observar as tropas inimigas. No entanto, no final da guerra, eles foram usados ​​para lançar bombas sobre as tropas e cidades. Eles também montaram metralhadoras que foram usadas para abater outros aviões.


Albatros alemão por um fotógrafo oficial alemão

Os tanques foram introduzidos pela primeira vez na Primeira Guerra Mundial. Esses veículos blindados foram usados ​​para cruzar a "Terra de Ninguém" entre as trincheiras. Eles montaram metralhadoras e canhões. Os primeiros tanques não eram confiáveis ​​e eram difíceis de manobrar, no entanto, eles se tornaram mais eficazes no final da guerra.


Um tanque durante a Batalha do Somme
por Ernest Brooks

Grande parte da guerra ao longo da frente ocidental foi travada usando a guerra de trincheiras. Ambos os lados cavaram longas linhas de trincheiras que ajudaram a proteger os soldados de tiros e artilharia. A área entre as trincheiras inimigas era chamada de Terra de Ninguém. A guerra de trincheiras causou um impasse entre os dois lados por muitos anos. Nenhum dos lados ganhou terreno, mas ambos perderam milhões de soldados.

Mudanças na Guerra Naval

Os navios mais perigosos durante a Primeira Guerra Mundial foram grandes navios de guerra blindados de metal chamados encouraçados. Essas naves tinham canhões poderosos de longo alcance, permitindo-lhes atacar outras naves e alvos terrestres de longa distância. A principal batalha naval da Primeira Guerra Mundial foi a Batalha da Jutlândia. Além dessa batalha, navios da marinha aliada foram usados ​​para bloquear a Alemanha para impedir que suprimentos e alimentos chegassem ao país.

A Primeira Guerra Mundial também introduziu os submarinos como arma naval na guerra. A Alemanha usou submarinos para chegar furtivamente em navios e afundá-los com torpedos. Eles até atacaram navios de passageiros aliados, como o Lusitânia.

  • Artilharia - Os canhões grandes, chamados de artilharia, foram aprimorados durante a Primeira Guerra Mundial, incluindo canhões antiaéreos para derrubar aviões inimigos. A maioria das baixas na guerra foi infligida com artilharia. Algumas grandes armas de artilharia podiam lançar projéteis a quase 80 milhas.
  • Metralhadora - A metralhadora foi aprimorada durante a guerra. Foi feito muito mais leve e fácil de mover.
  • Lançadores de chamas - os lançadores de chamas foram usados ​​pelo Exército Alemão na frente ocidental para forçar o inimigo a sair de suas trincheiras.
  • Armas químicas - a Primeira Guerra Mundial também introduziu armas químicas na guerra. A Alemanha usou o gás cloro pela primeira vez para envenenar tropas aliadas desavisadas. Mais tarde, o gás mostarda mais perigoso foi desenvolvido e usado por ambos os lados. No final da guerra, as tropas estavam equipadas com máscaras de gás e a arma era menos eficaz.


Tripulação de metralhadora Vickers com máscaras de gás
por John Warwick Brooke


George Washington Carver (1861 - 5 de janeiro de 1943)

Bettmann / Colaborador / Getty Images

George Washington Carver se tornou um dos principais agrônomos de seu tempo, sendo pioneiro em vários usos para amendoim, soja e batata-doce. Escravo desde o nascimento no Missouri no meio da Guerra Civil, Carver era fascinado por plantas desde cedo. Como o primeiro estudante negro de graduação no estado de Iowa, ele estudou fungos da soja e desenvolveu novos meios de rotação de culturas. Depois de obter seu mestrado, Carver aceitou um emprego no Instituto Tuskegee do Alabama, uma importante universidade historicamente negra. Foi em Tuskegee que Carver fez suas maiores contribuições para a ciência, desenvolvendo mais de 300 usos apenas para o amendoim, incluindo sabonete, loção para a pele e tinta.


Conteúdo

Edição de fundações

Bibliotecas científicas nacionais Editar

Organizações de pesquisa Editar

Comitês de prêmios Editar

O Prêmio Gottfried Wilhelm Leibniz é concedido a dez cientistas e acadêmicos todos os anos. Com um máximo de € 2,5 milhões por prêmio, é um dos maiores prêmios de pesquisa do mundo. [7]

Edição de Física

O trabalho de Albert Einstein e Max Planck foi crucial para a fundação da física moderna, que Werner Heisenberg e Erwin Schrödinger desenvolveram posteriormente. [8] Eles foram precedidos por físicos importantes como Hermann von Helmholtz, Joseph von Fraunhofer e Gabriel Daniel Fahrenheit, entre outros. Wilhelm Conrad Röntgen descobriu os raios X, uma realização que o tornou o primeiro vencedor do Prêmio Nobel de Física em 1901 [9] e eventualmente lhe rendeu um nome de elemento, roentgenium. O trabalho de Heinrich Rudolf Hertz no domínio da radiação eletromagnética foi fundamental para o desenvolvimento das telecomunicações modernas. [10] A aerodinâmica matemática foi desenvolvida na Alemanha, especialmente por Ludwig Prandtl.

Paul Forman em 1971 argumentou que as notáveis ​​realizações científicas na física quântica foram o produto cruzado da atmosfera intelectual hostil pela qual muitos cientistas rejeitaram a Alemanha de Weimar e cientistas judeus, revoltas contra causalidade, determinismo e materialismo, e a criação da nova teoria revolucionária do quantum mecânica. Os cientistas se ajustaram ao ambiente intelectual retirando a causalidade newtoniana da mecânica quântica, abrindo assim uma abordagem inteiramente nova e altamente bem-sucedida da física. A "Tese Forman" gerou um intenso debate entre os historiadores da ciência. [11] [12]

Edição de Química

No início do século 20, a Alemanha ganhou quatorze dos primeiros trinta e um prêmios Nobel de Química, começando com Hermann Emil Fischer em 1902 e até Carl Bosch e Friedrich Bergius em 1931. [9]

Otto Hahn é considerado um pioneiro da radioatividade e da radioquímica com a descoberta da fissão nuclear em 1938, base científica e tecnológica da energia atômica.

O bioquímico Adolf Butenandt calculou independentemente a estrutura molecular do hormônio sexual masculino primário da testosterona e foi o primeiro a sintetizá-lo com sucesso a partir do colesterol em 1935.

Edição de Engenharia

A Alemanha foi o lar de muitos inventores e engenheiros famosos, como Johannes Gutenberg, a quem se atribui a invenção da impressão de tipos móveis na Europa Hans Geiger, o criador do contador Geiger e Konrad Zuse, que construiu o primeiro computador eletrônico. [13] Inventores alemães, engenheiros e industriais como Zeppelin, Siemens, Daimler, Diesel, Otto, Wankel, Von Braun e Benz ajudaram a moldar a moderna tecnologia automotiva e de transporte aéreo, incluindo o início das viagens espaciais. [14] [15] O engenheiro Otto Lilienthal estabeleceu alguns dos fundamentos para a ciência da aviação. [16]

Ciências Biológicas e Terrestres Editar

Emil Behring, Ferdinand Cohn, Paul Ehrlich, Robert Koch, Friedrich Loeffler e Rudolph Virchow, seis figuras-chave da microbiologia, eram da Alemanha. O trabalho de Alexander von Humboldt (1769-1859) como cientista natural e explorador foi fundamental para a biogeografia. [17] Wladimir Köppen (1846–1940) foi um eclético botânico e climatologista nascido na Rússia que sintetizou as relações globais entre clima, vegetação e tipos de solo em um sistema de classificação que é usado, com algumas modificações, até hoje. [18] Alfred Wegener (1880–1930), um cientista interdisciplinar semelhante, foi uma das primeiras pessoas a levantar a hipótese da teoria da deriva continental, que mais tarde foi desenvolvida na teoria geológica abrangente das placas tectônicas.

Psychology Edit

Wilhelm Wundt é creditado com o estabelecimento da psicologia como uma ciência empírica independente por meio de sua construção do primeiro laboratório na Universidade de Leipzig em 1879. [19]

No início do século 20, o Instituto Kaiser Wilhelm, fundado por Oskar e Cécile Vogt, estava entre as instituições líderes mundiais no campo da pesquisa do cérebro. [20] Eles colaboraram com Korbinian Brodmann para mapear áreas do córtex cerebral.

Após as leis nacional-socialistas proibindo médicos judeus em 1933, os campos da neurologia e da psiquiatria enfrentaram um declínio de 65% de seus professores e professores. A pesquisa mudou para uma 'neurologia nazi', com assuntos como eugenia ou eutanásia. [20]

Humanidades Editar

Além das ciências naturais, os pesquisadores alemães contribuíram muito para o desenvolvimento das humanidades. Exemplos contemporâneos são o filósofo Jürgen Habermas, o egiptólogo Jan Assmann, o sociólogo Niklas Luhmann, o historiador Reinhart Koselleck e o historiador jurídico Michael Stolleis. A fim de promover a visibilidade internacional da pesquisa nessas áreas, um novo prêmio, Geisteswissenschaften International, foi criado em 2008. Ele serve a tradução de estudos de humanidades para o inglês. [2]


12 mulheres inventoras famosas de todos os tempos


Tabitha Babbitt (1784-1853)

Inventado: Serra circular

Devido à sua afiliação religiosa com a comunidade Shaker que observava uma vida simples, Tabitha Babbitt nunca solicitou a patente de suas invenções. No entanto, os homens devem agradecer a ela por ter inventado a serra circular, os pregos cortados à máquina e o refinamento de outras ferramentas comumente usadas hoje.

Sua ideia foi inspirada ao observar homens em sua comunidade que usavam uma serra para cortar madeira em que o golpe com as costas era inútil e desperdiçava energia. Por isso, Babbitt criou o protótipo da serra circular que passou a ser um item chave nas serrarias.

Como Babbitt trabalhava como tecelão, ela pegou uma lâmina circular e a prendeu em sua roda giratória para produzir o movimento circular.

Josephine Cochrane (1839-1913)

Inventado: Lava-louças

Patenteado em 1887, Josephine Cochrane inventou a primeira máquina de lavar louça de sucesso comercial. Embora tenha sido projetado anteriormente por Joel Houghton em 1850 e L.A. Alexander na década de 1860, nenhum deles fez o trabalho tão bem quanto o projeto de Cochrane, que foi o primeiro a usar pressão de água em vez de purificadores.

Em 1893, ganhou o maior prêmio de melhor construção mecânica, durabilidade e adaptação ao seu ramo de trabalho. Logo depois disso, Cochrane começou a receber pedidos de hotéis e restaurantes em Illinois, levando a sua fábrica, Gris-Cochrane, em 1897. Somente na década de 1950 a máquina de lavar louça se tornou um item doméstico.


Elizabeth Magie (1866-1948)

Inventado: Monopólio

Responsável por um dos jogos de tabuleiro mais lendários de todos os tempos, Elizabeth Marie inventou "The Landlord’s Game" ou o que mais comumente lembramos como Banco Imobiliário. O jogo foi genial, pois Magie o projetou de uma forma que zombava diretamente das práticas capitalistas injustas de apropriação de terras e as desvantagens de viver de aluguel.

Embora Magie tenha recebido uma patente por seu trabalho árduo em 1904, seu jogo foi roubado cerca de 30 anos depois por Charles Darrow em 1934, que o reinventou como "Banco Imobiliário" e o vendeu para os irmãos Parker. Felizmente, os Parker Brothers rastrearam o detentor da patente original e pagaram a Magie $ 500 por ele.

Katharine Burr Blodgett (1898-1979)

Inventado: Vidro invisível

Conhecida por suas inúmeras contribuições no campo da química industrial, Katherine Blodgett é credenciada por sua invenção do vidro não refletivo ou invisível.

Sendo a primeira cientista contratada para a General Electric, Blodgett descobriu uma maneira de transferir revestimentos monomoleculares finos para vidro e metais em 1935. O efeito resultante foi o vidro que excluiu o brilho e a distorção. Este vidro invisível foi um dispositivo benéfico para metalúrgicos, químicos e físicos. Também tem sido usado em porta-retratos, lentes de câmeras, ópticas, microscópios, óculos e similares.

Durante a Segunda Guerra Mundial, Katherine inventou cortinas de fumaça que salvaram muitas vidas ao proteger as tropas contra a exposição à fumaça tóxica.

Maria Telkes (1900-1992)

Inventado: Sistema de aquecimento por energia solar

Pioneira e biofísica da energia solar, Maria Telkes se juntou à arquiteta Eleanor Raymond para construir a primeira casa totalmente aquecida por energia solar em 1947.

Telkes foi um cientista húngaro que inventou o gerador de energia termoelétrica para fornecer aquecimento para Dover House na Escócia. Ela usou o sal de Glauber, sal de sódio do ácido sulfúrico para armazenar calor em invernos extremos. Isso permitiu que a Dover House sobrevivesse a três invernos antes que o sistema falhasse.

Grace Hopper (1906-1992)

Inventado: Software de Computador

A Dra. Grace Murray Hopper é uma inspiração para as mulheres no campo da ciência da computação até hoje. Ela, junto com Howard Aiken, inventou o computador Mark I de Harvard em 1944. O computador era do tamanho de uma sala e pesava cinco toneladas. Hopper desempenhou um papel fundamental na compilação e tradução da linguagem escrita em código de computador e fez parte da equipe que desenvolveu o COBOL - a primeira linguagem de programação moderna e amigável. Ela também é credenciada por cunhar os termos ‘bug’ e ‘depuração’ depois de descobrir que uma mariposa real era a causa do problema em seu computador.

Hedy Lamarr (1914-2000)

Inventado: Sistema de Comunicações Secretas

Embora mais famosa como atriz austríaca de renome mundial e ícone da beleza, Lamarr provou ser mais do que apenas um rosto bonito. Seu ‘Sistema de Comunicação Secreta’ ajudou a evitar que mensagens confidenciais fossem interceptadas pelo inimigo durante a Segunda Guerra Mundial. Lamarr, junto com seu parceiro George Anthiel, recebeu uma patente por sua invenção em 1941.

O sistema empregou torpedos de controle de rádio ou tecnologia de salto de frequência para funcionar de forma eficaz e isso lançou as bases tecnológicas para Wi-fi e GPS modernos. Suas contribuições adicionais para a tecnologia de 'espalhamento espectral' também facilitaram o boom das comunicações digitais, incluindo a invenção de telefones celulares, aparelhos de fax e outras operações sem fio. Ela está incluída entre as inventoras mais importantes do século XX.

Marie Van Brittan Brown (1922-1999)

Inventado: Circuito fechado de televisão

Não se poderia imaginar a possibilidade de um dispositivo de vigilância doméstica em 1966. No entanto, Marie Van Brittan Brown, descontente com a resposta lenta da polícia aos pedidos de ajuda em seu bairro em Nova York, inventou e patenteou um circuito interno de televisão sistema de segurança, junto com seu parceiro Albert Brown. Sua invenção lançou as bases para sistemas modernos de segurança residencial, sistemas de prevenção de crimes e monitoramento de tráfego.

O mecanismo consistia em quatro orifícios e uma câmera que podia ser movida de um olho mágico para outro refletindo as imagens da câmera em um monitor. As portas da casa também podem ser destrancadas com um interruptor elétrico.

Stephanie Kwolek (1923-2014)

Inventado: Kevlar

Inventada quase por acidente, a fibra Kevlar super-forte de Stephanie Kwolek acabou sendo cinco vezes mais forte do que o aço e servindo a cerca de 200 utilizações. O mais famoso deles era o colete à prova de balas. Kwolek o inventou enquanto ela estava trabalhando em uma fibra mais leve para pneus de automóveis, ganhando uma patente em 1966.

Quando Kwolek inicialmente fez sua solução de hexametilfosforamida (HMPA), parecia que não seria capaz de fazer o truque. No entanto, para a surpresa de todos, a solução móvel e extremamente aquosa produziu fibras excelentes que agora são amplamente utilizadas em coletes à prova de balas que salvaram a vida de muitos policiais ao longo dos anos. As fibras de aramida são aplicadas em pneus, lonas de freio, materiais compostos, cascos de barcos, roupas resistentes a chamas e semelhantes.

Shirley Jackson (1946-)

Inventado: Várias tecnologias de telecomunicações

Telefone multifreqüencial, cabos de fibra ótica, células solares, chamada em espera, identificador de chamadas e fax portátil - essas são apenas algumas das suas invenções no desenvolvimento das telecomunicações. Dr. Shirley Jackson é credenciado para muito mais. Ela foi a primeira mulher negra a receber um doutorado. do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e também a primeira mulher negra a presidir um grande instituto tecnológico, ou seja, o Rensselaer Polytechnic Institute.

Sarah Mather (n.d)

Inventado: Aquascope

Não se sabe muito sobre a própria inventora, mas sua invenção fala muito por sua mente de gênio. Mais comumente conhecido como Aquascope, Sarah Mather inventou um dispositivo de visualização subaquática que era uma combinação de telescópio e lâmpada para submarinos. Ele usava um canfeno lmp em um globo de vidro que seria afundado na água. Mather recebeu sua patente em 1845.

Este 'aparelho para examinar objetos sob a superfície da água' permitiu que os navios explorassem as profundezas do oceano. Em 1864, Mather melhorou o dispositivo a ser usado para detectar navios de guerra subaquáticos do sul. Ele agora é usado para recifes, discos secchi, verificação de ancoragem de barcos e outras atividades relacionadas a levantamentos. Também se mostra uma ferramenta educacional eficaz para observar plantas subaquáticas e habitats em corpos d'água.

Inventado: Congelador de sorvete de manivela

Até 1843, o sorvete era produzido em um freezer, onde precisava ser misturado por várias horas com uma colher. Neste ano, Nancy Johnson, da Filadélfia, transformou esse método ao solicitar a patente de seu freezer de sorvete de manivela.

Este freezer artificial consistia em uma cuba, tampa, cilindro, dasher e manivela. A manivela era móvel com uma pá central que era usada para bater a mistura de sorvete por 45 minutos - muito menos do que o tempo que levava anteriormente.

Pouco depois da invenção inicial de Johnson, 70 melhorias foram feitas, incluindo a marca popular White Mountain, que afirma vender milhares dessas máquinas todos os anos, embora versões elétricas de fabricantes de sorvete tenham sido introduzidas desde os últimos 50 anos.


Inventores e Cientistas da Primeira Guerra Mundial - História

    - Cientista e astrônomo de 1700 que escreveu um almanaque popular. - Inventou o telefone. - Fundador da ciência ambiental. - Botânico que era chamado de "melhor amigo dos fazendeiros". - Descobriu a estrutura da molécula de DNA. - Físico que descobriu a radioatividade. - Inventor e artista do Renascimento. - Médico e cientista que ajudou a criar bancos de sangue para a Segunda Guerra Mundial. - Inventou a lâmpada, o fonógrafo e o filme. - Surgiu com a Teoria da Relatividade e a equação E = mc 2. - Inventou o Modelo T Ford, o primeiro carro produzido em massa. - Inventor e fundador dos Estados Unidos. - Construiu o primeiro barco a vapor de sucesso comercial. - Usei primeiro o telescópio para ver os planetas e estrelas. - Estudou chimpanzés na natureza por muitos anos. - Inventou a imprensa. - Conhecido por Hawking Radiation e escrita Uma breve história no tempo. - Pai da química moderna. - Inventou o esporte do basquete. - Descobriu a teoria da gravidade e as três leis do movimento. - Descobriu a pasteurização, vacinas e fundou a ciência da teoria dos germes. - Inventou o descaroçador de algodão. - Inventou o primeiro avião.

Os cientistas estudam o mundo ao nosso redor usando o método científico. Eles realizam experimentos para descobrir como a natureza funciona. Embora falemos com frequência sobre uma pessoa ser um "cientista", na verdade existem muitos tipos diferentes de cientistas. Isso ocorre porque a maioria dos cientistas estuda e se torna especialista em um campo específico da ciência.

  • Astrônomo - Estuda os planetas, estrelas e galáxias.
  • Botânico - Estuda a vida vegetal.
  • Químico - Estuda a química e o comportamento, propriedades e composição da matéria.
  • Citologista - Células de estudos.
  • Ecologista - Estuda a relação entre os organismos vivos e o meio ambiente.
  • Entomologista - Estuda insetos.
  • Geneticista - estuda genes, DNA e as características hereditárias de organismos vivos.
  • Geólogo - Estuda as propriedades da matéria que compõe a Terra, bem como as forças que a moldaram.
  • Biólogo marinho - Estuda os organismos vivos que vivem no oceano e em outros corpos d'água.
  • Microbiologista - Estuda formas de vida microscópicas, como bactérias e protistas.
  • Meteorologista - Estuda a atmosfera da Terra, incluindo o clima.
  • Físico nuclear - Estuda as interações e a composição do átomo.
  • Ornitólogo - Estudos de pássaros.
  • Paleontólogo - Estuda a vida pré-histórica e fósseis, incluindo dinossauros.
  • Patologista - Estuda doenças causadas por patógenos, como bactérias e vírus.
  • Sismologista - Estuda terremotos e os movimentos da crosta terrestre.
  • Zoólogo - Estuda animais.

Qual é a diferença entre um cientista e um inventor?

Em termos gerais, um cientista é uma pessoa que estuda a natureza e faz teorias e descobertas sobre como a natureza funciona usando o método científico. Um inventor pega as leis e teorias da ciência e as coloca em uso prático pelos humanos. Muitas pessoas são cientistas e inventores. Por exemplo, Isaac Newton era um cientista quando escreveu sobre a teoria da gravidade, mas também foi um inventor quando fez o primeiro telescópio refletor funcional.


Os imigrantes judeus que fugiram da Alemanha nazista revolucionaram a ciência e a tecnologia dos EUA, afirma o economista de Stanford

As patentes dos EUA aumentaram 31 por cento em campos comuns entre cientistas judeus que fugiram da Alemanha nazista para a América, de acordo com a economista de Stanford Petra Moser. Sua influência inovadora espalhou-se por gerações, à medida que os & # 233migr & # 233s atraíam novos pesquisadores que então treinaram outros novatos.

Relatos anedóticos sugerem que a chegada de judeus alemães & # 233 & # 233s aos Estados Unidos que fugiam do regime nazista na década de 1930 revolucionou a ciência e a inovação dos EUA.

O famoso físico judeu alemão Albert Einstein recebe seu certificado de cidadania dos EUA em 1940 do juiz Philip Forman.

Mas essa afirmação nunca foi empiricamente confirmada até agora, graças a uma nova pesquisa de um economista de Stanford.

Petra Moser, professora assistente de economia em Stanford, descobriu que o número de patentes nos EUA aumentou 31% depois de 1933 em campos comuns entre aqueles que emigraram da Alemanha, de acordo com seu artigo de pesquisa. Na verdade, esses cientistas e inventores lideraram uma transformação da inovação americana no período pós-Segunda Guerra Mundial.

“Os judeus alemães & # 233migrados & # 233s tiveram um grande efeito na inovação dos EUA", disse Moser em uma entrevista. "Eles ajudaram a aumentar a qualidade da pesquisa treinando uma nova geração de cientistas americanos, que então se tornaram pesquisadores produtivos em seus próprios direitos."

Obstáculos históricos

A decisão de muitos judeus de deixar a Alemanha talvez seja melhor entendida à luz de uma lei da Alemanha nazista aprovada em 7 de abril de 1933 & # 8211 apenas 67 dias após Adolf Hitler ser nomeado chanceler & # 8211 que forçou os chamados funcionários não-arianos fora de seus empregos.

Em 1944, mais de 133.000 judeus alemães & # 233migr & # 233s haviam se mudado para a América & # 8211, muitos deles altamente qualificados e educados. Alguns foram até vencedores do Prêmio Nobel e intelectuais renomados como Albert Einstein na física e Otto Loewi e Max Bergmann na química.

Como Moser descreve, esses recém-chegados aos Estados Unidos enfrentaram obstáculos até mesmo em sua nova pátria, embora nada parecido com a situação de vida ou morte na Alemanha nazista. Às vezes, cientistas judeus enfrentam obstáculos administrativos incomuns para obter vistos e empregos, observou ela.

No entanto, cientistas judeus alemães contribuíram com inteligência para o esforço de guerra dos EUA e a indústria do pós-guerra & # 8211, pelo menos essa é a percepção histórica.

Para avaliar a veracidade dessa afirmação, Moser e seus co-autores compararam as mudanças nas patentes de química entre os inventores alemães e # 233migrados dos Estados Unidos. Eles também mediram as patentes dos EUA em diferentes campos e a produção de pesquisa de inventores individuais. O período de tempo que estudaram foi de 1920 a 1970.

“As inovações químicas são excepcionalmente adequadas à proteção de patentes”, como explicou Moser, ao passo que a pesquisa em física era frequentemente classificada e, portanto, não patenteada.

Os co-autores de Moser incluem Alessandra Voena da University of Chicago e Fabian Waldinger da University of Warwick.

Colaboração científica, motivação

As descobertas mostram um aumento de 31 por cento nas patentes dos EUA em campos específicos desses judeus alemães & # 233migrados. Além disso, seguiu-se um efeito geracional.

"As evidências de um novo conjunto de dados no histórico de patentes de mais de 500.000 inventores dos EUA indicam que a chegada dos & # 233migr & # 233s aumentou a inovação dos EUA, atraindo um novo grupo de pesquisadores americanos para seus campos, em vez de aumentar a produtividade do titular Inventores americanos ", disse ela.

Esses cientistas altamente qualificados tinham redes de colegas que ampliaram suas contribuições inovadoras para a sociedade americana, disse Moser.

"Os inventores norte-americanos que colaboraram com os professores & # 233migr & # 233 começaram a patentear em níveis substancialmente mais altos na década de 1940 e continuaram a ser excepcionalmente produtivos na década de 1950", escreveram os pesquisadores.

O efeito da migração judaica alemã foi ainda maior do que pode ser documentado cientificamente, acrescentou Moser. Algumas de suas pesquisas foram altamente classificadas & # 8211, como o Projeto Manhattan que levou à bomba atômica & # 8211 e, portanto, raramente patenteado.

Moser disse que os registros biográficos sugerem que universidades britânicas como Oxford e Cambridge contrataram rapidamente os cientistas mais produtivos & # 8211 e apenas os mais jovens e menos proeminentes vieram para os Estados Unidos.

"Quando essas pessoas chegaram aos EUA, muitas vezes não tinham permissão para trabalhar nos campos de pesquisa mais promissores porque eram judias, e ainda havia muito anti-semitismo aberto nas grandes empresas dos EUA", disse ela.

Quando os pesquisadores controlaram esses fatos em seu estudo, eles descobriram que os novos & # 233migr & # 233s representavam um aumento geral de 70% nas patentes de invenções, disse Moser.

'Uma grande vantagem'

Moser disse que realizou essa pesquisa porque o efeito da migração judaica alemã é um dos grandes problemas da economia do século 20 nos Estados Unidos.

"Todo mundo sabe sobre o Projeto Manhattan e tem uma vaga noção de que conseguir esses refugiados altamente talentosos foi uma grande vantagem para a ciência americana. Mas antes de nosso estudo, havia muito pouca ou nenhuma evidência sistemática para documentar esses efeitos", disse ela.

E embora sua pesquisa tenha base histórica, pode ter implicações hoje também.

“Mais da metade dos meus colegas em Stanford são imigrantes. Quero descobrir como as políticas que alteram o fluxo de imigrantes altamente qualificados afetam a ciência e a inovação”, disse ela.


Tim Berners-Lee

Fundação Knight / Flickr / CC BY 2.0

Tim Berners-Lee é um engenheiro e cientista da computação inglês que costuma ser considerado o criador da World Wide Web, uma rede que a maioria das pessoas usa para acessar a Internet. Ele descreveu pela primeira vez uma proposta para tal sistema em 1989, mas não foi até agosto de 1991 que o primeiro site foi publicado e online. A World Wide Web que Berners-Lee desenvolveu era composta do primeiro navegador, servidor e hipertexto.


10 cientistas famosos e suas descobertas

Ao longo dos séculos, houve inúmeros cientistas e intelectuais cujos esforços mantiveram as rodas do progresso girando. Neste artigo da ScienceStruck, prestamos homenagem a dez dos cientistas mais famosos de todos os tempos, juntamente com suas importantes contribuições para o mundo da ciência.

Ao longo dos séculos, houve inúmeros cientistas e intelectuais cujos esforços mantiveram as rodas do progresso girando. Neste artigo da ScienceStruck, prestamos homenagem a dez dos mais famosos cientistas de todos os tempos, juntamente com suas importantes contribuições para o mundo da ciência.

Todas as tecnologias que tornam nossas vidas mais fáceis, todos os remédios e equipamentos médicos que nos salvam e, na verdade, toda a nossa compreensão do próprio mundo são o resultado dos esforços incansáveis ​​de todos aqueles cientistas que passaram milhares de horas inventando e descobrindo essas coisas . A humanidade ficará para sempre em dívida com as contribuições inestimáveis ​​feitas por todas essas grandes mentes. Apresentada abaixo, está uma lista de alguns dos maiores e mais famosos cientistas do mundo, sem ordem específica, junto com breves descrições das coisas que eles inventaram / descobriram.

Arquimedes (287 & # 8211 212 AC)

Personalidade muito versátil, Arquimedes foi um matemático, físico, astrônomo, engenheiro e um inventor de muito sucesso. Ele era popular por seu pensamento engenhoso e foi responsável pelo desenvolvimento de muitas máquinas inovadoras. Ele é mais conhecido por formular o método para encontrar o volume exato de um objeto de formato irregular.

Galileo Galilei (1564-1642)

Galileo Galilei foi um físico, matemático, astrônomo, engenheiro e filósofo italiano. Ele é conhecido como o pai da astronomia observacional moderna, o pai da física moderna e também o pai da ciência moderna. Entre suas várias invenções e descobertas, Galileu é mais conhecido por suas contribuições para a astronomia. Usando o telescópio, ele foi capaz de confirmar as fases do planeta Vênus, descobrir e documentar os quatro maiores satélites do planeta Júpiter, que foram nomeados como luas galileanas em sua homenagem, e também observar e analisar manchas solares. Ele até defendeu a teoria do heliocentrismo, em uma época em que a maior parte do mundo apoiava o geocentrismo.

Sir Isaac Newton (1642 & # 8211 1726)

Sir Isaac Newton foi um físico e matemático inglês, amplamente reconhecido como um dos maiores e mais influentes cientistas de todos os tempos. Ele desempenhou um papel fundamental no desenvolvimento do cálculo e, por meio de seu extenso estudo da luz, fez o primeiro telescópio refletor prático, uma tecnologia que até hoje é usada para estudar os céus. Mas talvez a mais importante e famosa de suas descobertas tenha sido a gravidade. Newton foi capaz de não apenas descrever por que uma maçã caiu em direção à Terra em vez de voar para longe dela, mas também fornecer a base matemática para essa teoria e descrever o movimento dos objetos. Suas descobertas lançaram as bases da mecânica clássica e são consideradas algumas das contribuições mais significativas para o mundo da física.

Thomas Alva Edison (1847 e # 8211 1931)

Entre as inúmeras invenções de Thomas Alva Edison, a mais proeminente é a lâmpada elétrica, que ainda hoje é usada para iluminar nossas noites. Além disso, ele também inventou uma série de instrumentos úteis, incluindo os dispositivos telegráficos, fonógrafo, transmissor de carbono, gerador de corrente contínua, gramofone & # 8211 que era a versão melhorada do fonógrafo, a máquina de ditar, o motor elétrico universal, além de muitos outros.

Sir Alexander Fleming (1881 e # 8211 1955)

Sir Alexander Fleming trabalhou no corpo médico do exército na Primeira Guerra Mundial, onde testemunhou muitos soldados morrerem de sepse resultante de feridas infectadas. Ele começou a procurar ativamente por agentes antibacterianos, até que descobriu o medicamento penicilina, que revolucionou a ciência da medicina moderna, tornando-se o primeiro antibiótico do mundo.

Michael Faraday (1791 e # 8211 1867)

Michael Faraday foi um físico inglês, que fez algumas das contribuições mais significativas para os campos do eletromagnetismo e eletroquímica. Embora sua educação formal tenha sido escassa, por meio de extensa pesquisa e experimentação, ele foi capaz de descobrir o princípio da indução eletromagnética, o diamagnetismo, e então apresentar as leis da eletrólise. He invented the electromagnetic rotary devices, which laid the foundation for the development of the electric motors, which today are the main workhorses of most industries.

Alexander Graham Bell (1857 – 1922)

It was during his experiments with the telegraph that Alexander Graham Bell thought up the concept of the telephone, which, without a question, is one of the most useful inventions of all time. Bell himself, however, considered the telephone to be intruding, and did not have a telephone at his place of work.

Albert Einstein (1879 – 1955)

Albert Einstein was a German theoretical physicist, who is widely regarded as one of the greatest minds of modern times. He was wholly responsible for the development of the modern theory of gravity, and partly responsible for the development of quantum mechanics, both of which are the pillars of modern physics. His special and general theories of relativity have captured the minds of the scientific community for decades, and are thought to be so complex that very few people are able to actually grasp their full extent. Einstein is best known for his equation E=mc 2 , which gives the relation between energy and mass, and forms the basis of atomic energy generation.

Frederick Banting (1891 – 1941)

He started with his education in politics, but ended up shifting to medicine. He completed his MD in the year 1916, and served as a doctor in World War I, attending to many wounded soldiers. Banting’s real interest was in diabetes and its cure, which he worked on with another scientist named Dr. Charles Best. He discovered the hormone insulin, and became the first person to successfully use it on humans.

Stephen William Hawking (1942 – present)

Stephen William Hawking is an English theoretical physicist, cosmologist, author, as well as the Director of Research at the Center for Theoretical Cosmology in the University of Cambridge. From the age of 21, Hawking has been suffering from a slow-progressing form of ALS, which has gradually paralyzed him over the years. However, that didn’t stop him from becoming one of the most famous scientists of modern times. He collaborated with Roger Penrose, and proposed the gravitational singularity theorems in the framework of general relativity. He later went on to predict that black holes emitted radiation, a phenomenon which has been named Hawking radiation, in his honor. He was also the first to try to explain cosmology, by a unification of general theory of relativity and quantum mechanics.

Other Notable Scientists

Scientist Invention
Benjamin Franklin Electricity
Wright Brothers Airplane
James Watt Steam Engine
Alessandro Volta Electric Cell
Edward Teller Hydrogen Bomb
Rudolf Diesel Compression Ignition Engine
John Browning Automatic Firearms
Louis Braille Braille System
Tim Berners-Lee World Wide Web
Charles Babbage Computer
Marie Curie Radioactivity
Niels Bohr Bohr Theory of the Atom
Wilhelm Conrad Rontgen X-rays
Joseph John Thomson Mass Spectrograph
William Thompson Kelvin Temperature Scale
Robert Bunsen Cesium and Rubidium
John Dalton Atomic Theory

It is important to note that the above list is in no way exhaustive. Throughout history, there have been countless scientists whose contributions, both large and small, have been important to mankind, and in the years to come, we can definitely expect many more names to follow.

Related Posts

Here is information about some of the most important scientists and inventors who, through their inventions, have made the lives of scores of generations a lot easier.

So many people in this world have changed the way we live and think, with their inventions and work. Here is a list of some of the famous scientists in&hellip

Women also have contributed equally in the field of science and technology, as much as men have. It's worth knowing few of the inventions by famous women inventors. Read this&hellip


Inventors and Scientists in the First World War - History

EnchantedLearning.com is a user-supported site.
As a bonus, site members have access to a banner-ad-free version of the site, with print-friendly pages.
Click here to learn more.
(Already a member? Click here.)

You might also like:
Undersea-Related Inventors and InventionsEighteenth Century Inventors and InventionsLate Nineteenth Century Inventors and InventionsInventors and Inventions from ScandinaviaEarly Twentieth Century Inventors and InventionsToday's featured page: Alligators Printout

EnchantedLearning.com
Zoom Inventors and Inventions
UMA B C D E F G H eu J K eu M N O P Q R S T U V C X Y Z
1300's and Earlier 1400's 1500's 1600's 1700's 1801-1850 1851-1900 1901-1950 1951-2000
Clothing Communication Food Fun Medicine Science/Industry Transporte Undersea
African-Americans Mulheres British Isles China França Alemanha Greece Itália Scandinavia USA/Canada

Medical and Hygiene-Related Inventors and Inventions
APGAR SCALE
The Apgar scale is a standardized scale that is used to determine the physical status of an infant at birth. This simple, easy-to-perform test was devised in 1953 by Dr. Virginia Apgar (1909-1974), a professor of anesthesia at the New York Columbia-Presbyterian Medical Center. The Apgar scale is administered to a newborn at one minute after birth and five minutes after birth. It scores the baby's heart rate, respiration, muscle tone, reflex response, and color. This test quickly alerts medical personnel that the newborn needs assistance.
APGAR, VIRGINIA
Dr. Virginia Apgar (1909-1974), a professor of anesthesiology at the New York Columbia-Presbyterian Medical Center, devised the Apgar Scale in 1953. The Apgar scale is a simple, easy-to-perform, standardized scale that is used to determine the physical status of an infant at birth. The Apgar scale is administered to a newborn at one minute after birth and five minutes after birth. It scores the baby's heart rate, respiration, muscle tone, reflex response, and color. This test quickly alerts medical personnel that the newborn needs assistance.
BAND-AID®
Bandages for wounds had been around since ancient times, but an easy-to-use dressing with an adhesive was invented by Earle Dickson (a cotton buyer at the Johnson & Johnson company). Dickson perfected the BAND-AID® in 1920, making a small, sterile adhesive bandage for home use. Dickson invented the BAND-AID® for his wife, who had many kitchen accidents and needed an easy-to-use wound dressing. Dickson was rewarded by the Johnson & Johnson company by being made a vice-president of the company.
BARNARD, CHRISTIAAN N.
Christiaan Neethling Barnard (1923- 2001) was a South African heart surgeon who developed surgical procedures for organ transplants, invented new heart valves, and performed the first human heart transplant (on Dec. 3, 1967, in a five-hour operation with a team of 20 surgeons). The 55-year-old Louis Washkansky received the heart transplant Washkansky lived for only 18 days after the operation, dying from pneumonia (his immune system had been weakened by drugs designed to suppress the rejection of the new heart). The donor of the heart was a woman who had been fatally injured in a car crash. Barnard performed more successful transplants later in his career some of his later transplant recipients survived for years. Barnard was the head of the cardiac unit at Groote Schuur Hospital until he retired in 1983
BERSON, SOLOMON A.
Dr. Solomon A. Berson (1919-1972) and Dr. Rosalyn Sussman Yalow (1921- ) co-invented the radioimmunoassay (RIA) in 1959. The radioimmunoassay is a method of chemically analyzing human blood and tissue and is used diagnose illness (like diabetes). RIA revolutionized diagnoses because it uses only a tiny sample of blood or tissue and is a relatively inexpensive and simple test to perform. Blood banks use RIA to screen blood RIA is used to detect drug use, high blood pressure, infertility, and many other conditions and diseases. For inventing RIA, Yalow won the Nobel Prize in Medicine in 1977 (Yalow accepted for Berson, who died in 1972). Yalow and Berson did not patent the RIA instead they allowed the common use of RIA to benefit human health.
BLOOD BANK
The idea of a blood bank was pioneered by Dr. Charles Richard Drew (1904-1950). Dr. Drew was an American medical doctor and surgeon who started the idea of a blood bank and a system for the long term preservation of blood plasma (he found that plasma kept longer than whole blood). His ideas revolutionized the medical profession and saved many, many lives. Dr. Drew set up and operated the blood plasma bank at the Presbyterian Hospital in New York City, NY. Drew's project was the model for the Red Cross' system of blood banks, of which he became the first director.
CONTACT LENSES
Contact lenses are tiny removable lenses that are worn in contact with the eye (they rest directly on the cornea of the eye). Like glasses, they improve the wearer's vision. This type of lens was envisioned (but not actually made) by Leonardo da Vinci (around 1508) and later by René Descartes (around 1636-1637).

Contact lenses were invented and made in 1887 by the German physiologist Adolf Eugen Fick (1829-1901). He first fitted animals with the lenses, and later made them for people. These lenses were made from heavy brown glass and were 18-21mm in diameter. The lenses were improved by August Muller in 1889 he made lenses that corrected myopia (nearsightedness).


Top 10 British Inventions That Changed the World

Great Britain produced many of the most influential scientists, mathematicians and inventors in modern history. With influential people, come influential ideas, theories and inventions, some of which have the potential to change the world forever. This list will look at my pick for the top 10 British inventions which did just that. Note that although a couple of these inventions have been disputed, they are all legally recognized as British inventions.

Let&rsquos open with a little controversy. The United States of America (USA) is a country occupying roughly half the continent of North America, mostly the southern half. As the sole current global superpower (by definition), The USA has been, and continues to be, one of the most influential countries in the world, especially in industry, culture and military power.

The USA was formed when British colonies in North America declared independence after continued and growing disputes with the Kingdom of Great Britain (as it was then known) over taxation of the colonies without representation in British parliament. The Revolutionary War lasted 8 years from 1775 to 1783, resulting in victory and independence for the USA with decisive assistance from the French, Spanish and Dutch during the war.

However, the fact remains that the colonists were British subjects until the point of victory in 1783, at which time they became independent Americans. By that reasoning, The USA was, at its inception, a British invention.

Most popular sports in the modern world trace their history to Britain, at least in terms of standardization of the rulesets and widespread competitive play. The most notable being Football, Cricket, Rugby and Tennis. Many other modern sports trace their history to variations on British sports, such as American Football (derived from Rugby) and Baseball (derived from Rounders). Of course, the British weren&rsquot the first to think of kicking a ball around in a field, but the British standardized the structure and rules of most modern competitive sports as we know them today.

Isaac Newton was a British physicist and mathematician. Born in 1642, Newton discovered and documented for the first time three laws of motion in regard to physics. Newton&rsquos Laws are as follows &ndash 1st Law: An object at rest tends to stay at rest unless acted upon by an external force and an object in uniform motion tends to remain in uniform motion unless acted upon by an external force. 2nd Law: An applied force on an object equals the rate of change of its momentum. 3rd Law: Every action has an equal and opposite reaction. Newton was also the first person to document the mechanics of universal gravitation. Newton&rsquos work is some of the most influential in the history of modern science, many regarding him to be one of the most important scientists in human history.

The first programmable computer was invented by British mathematician and scientist Charles Babbage in the 1820s. Although he is recognized as the inventor of the programmable computer, Babbage did not live to see the machine completed. Babbage began work on a mechanical computer he called the Difference Engine in 1822, working for more than ten years with government funding. The project was eventually abandoned after losing funding after the British government lost faith in the project after prolonged delays. The machine was built for the first time from Babbage&rsquos original designs over 150 years later in 1989. After his work on the difference engine, Babbage went on to invent the Analytical Engine, a far more complex machine than the Difference Engine, it could be programmed using punched cards. The Analytical Engine, although not built in full until 2011 by British researchers, was the first ever working programmable computer, and was the first step in the history of computing as we know it.

Not to be confused with the Internet (a global system of networked computers invented in the USA), the World Wide Web, invented by British computer scientist Tim Berners-Lee, is the system of interlinked hypertext documents accessed via the Internet. The World Wide Web is most commonly experienced as the system behind the concept of web pages and websites. Berners-Lee first proposed the concept of the World Wide Web in March 1989, later pitching it at CERN along with Belgian scientist Robert Cailliau. CERN then publicly introduced the project in December of 1990. The first website, info.cern.ch, went live at CERN on 6th August 1991. Interestingly, Berners-Lee, although realizing the potential for immense personal profit from his invention, chose instead to gift the idea to the world, requesting no payment.

The world&rsquos first publicly demonstrated television was invented by British inventor John Logie Baird in 1925. Logie Baird is also credited with the invention of the first fully electric color television tube. The first public demonstration of Logie Baird&rsquos television was performed before members of the Royal Institution on 26th January 1926. He also later demonstrated the first color television on 3rd July 1928. Logie Baird&rsquos television displayed a 30 line vertically scanned image at 5 frames per second, with later models improving the frame rate to 12.5 frames per second by the time of its first demonstration. Logie Baird&rsquos invention paved the way for what is now nearly a century of work on the development of television technology, which remains one of the most influential inventions in history, allowing people all over the world to communicate via moving images.

The first steam locomotive was invented by Richard Trevithick, a British inventor and mining engineer. Trevithick&rsquos steam locomotive was built in 1804 in Pen-y-Darren in South Wales to carrying cargo. Trevithick sold the patents to the steam locomotive to Samuel Homfray. In one of the earliest public demonstrations, the locomotive successfully carried an impressive load of 10 tons of iron, 5 wagons and 70 men 9.75 miles between Penydarren and Abercynon in 4 hours and 5 minutes. Trevithick continued to work with steam locomotives for many more years until his death in April 1833. A full-scale working replica of his first steam locomotive was built in 1981 for the Welsh Industrial and Maritime Museum, later moving to the National Waterfront Museum in Swansea. The locomotive is run several times a year along a short length of rail outside the museum.

Charles Darwin was a British naturalist born in 1809. Darwin was the first person to propose the now popular theories of evolution, natural selection and common descent. After a 5 year voyage around the globe aboard the HMS Beagle, Darwin returned to Britain finding himself a celebrity in scientific circles following distribution of his letters to various scientists at home while he had been away studying geology aboard the Beagle. Darwin went on to be elected to the Council of the Geological Society, later moving to London to continue his work and join a circle of scientists which included Charles Babbage. Darwin formed his theory of evolution over much of his life, only publishing it in his later years in his book &ldquoOn The Origin of Species&rdquo for fear of how the public would respond to what was, at the time, a highly controversial theory, since it proposed a means by which life developed on Earth without a God. Charles Darwin continued, despite controversy (and in some cases ridicule), his work until his death on 19th April 1882 from heart disease, likely brought on from years of illness, overwork and stress.

The telephone was invented by British inventor Alexander Graham Bell and patented in 1876. Bell left school at age 15, but maintained a keen interest in science and biology. Moving to London to live with his grandfather, Bell developed a love for learning and spent hours each day in study. Aged 16, he went to teach elocution and music at Weston House Academy in Moray, Scotland. A year later, Bell attended the University of Edinburgh, later being accepted into the University of London. His early experiments with sound began when he was taken to see a &ldquospeaking&rdquo automaton designed by Baron Wolfgang von Kempelen and built by Sir Charles Wheatstone.

Fascinated by the machine, Bell purchased a copy of a book written in German by Baron Wolfgang von Kempelen and built a similar automaton with his Brother. Many years later, while working at Boston University School of Oratory, Bell became interested in technology to transmit sound. Leaving his job a the university, he made the decision to pursue his personal research on the subject. In 1875, Bell created an acoustic telegraph which he patented in March 1876 following a close race with American inventor Elisha Gray, whom accused Graham Bell of stealing the invention from him. The patent office ultimately ruled in Bell&rsquos favor and he was granted the patent for the world&rsquos first telephone.

English is the second most widely spoken language in the world behind Mandarin. However, it is the official language of more countries worldwide than any other, and the most common second language globally. English is generally used as the intermediary language of choice at global events and international summits. The English language is also the most far reaching language in the world, with native speakers as far spread as Australia, New Zealand, the USA, Canada and, of course, Great Britain, where the language was born. Every great speech in the long history of the English speaking world, every theory, paper, proposal and design too, share one common thing: the English language. That is why it must be Britain&rsquos most influential invention.


Assista o vídeo: primeira Guerra Mundial o fim de uma era dublado