Big Sandy River e Middle-Creek Battlefield

Big Sandy River e Middle-Creek Battlefield

Mapa mostrando o rio Big Sandy e o campo de batalha Middle-Creek

Mapa mostrando o rio Big Sandy e o campo de batalha Middle-Creek, 10 de janeiro de 1863



Middle Creek

Mais de um mês depois que o coronel confederado John S. Williams deixou o Kentucky, após a luta em Ivy Mountain, Brig. O general Humphrey Marshall liderou outra força no sudeste do Kentucky para continuar as atividades de recrutamento. De seu quartel-general em Paintsville, no rio Big Sandy, a noroeste de Prestonsburg, Marshall recrutou voluntários e tinha uma força de mais de 2.000 homens no início de janeiro, mas só conseguiu equipá-los parcialmente.

Brigadeiro da União O general Don Carlos Buell instruiu o coronel James Garfield a forçar Marshall a recuar para a Virgínia. Deixando Louisa, Garfield assumiu o comando da 18ª Brigada e começou sua marcha para o sul em Paintsville. Ele obrigou os confederados a abandonar Paintsville e recuar para os arredores de Prestonsburg. Garfield rumou lentamente para o sul, mas as áreas pantanosas e numerosos riachos retardaram seus movimentos, e ele chegou nas proximidades de Marshall no dia 9.

Saindo às 4h do dia 10 de janeiro, Garfield marchou uma milha ao sul até a foz de Middle Creek, lutou contra alguns cavalaria rebelde e virou para o oeste para atacar Marshall. Marshall havia colocado seus homens na linha de batalha a oeste e ao sul do riacho, perto de suas bifurcações. Garfield atacou pouco depois do meio-dia, e a luta continuou durante a maior parte da tarde até que os reforços da União chegaram a tempo de dissuadir os confederados de atacar a esquerda federal.

Em vez disso, os rebeldes retiraram-se para o sul e receberam ordem de voltar para a Virgínia no dia 24. A força de Garfield mudou-se para Prestonsburg após a luta e então se retirou para Paintsville. As forças sindicais haviam interrompido a ofensiva dos Confederados de 1861 em Kentucky, e Middle Creek demonstrou que sua força não havia diminuído.

Esta vitória, junto com Mill Springs um pouco mais de uma semana depois, cimentou o controle da União no leste de Kentucky até que o general confederado Braxton Bragg lançou sua ofensiva no verão e outono. Após essas duas vitórias em janeiro em Kentucky, os federais levaram a guerra ao Tennessee em fevereiro.


Kentucky oriental e a Guerra Civil

Campo de batalha de Middle Creek
Hoje marca o 149º aniversário da Batalha de Middle Creek. Foi aqui que as forças confederadas sob o Brigadeiro General Humphrey Marshall e a 18. Brigada, Departamento de Ohio, sob o comando do Coronel James Abram Garfield, se enfrentaram em uma manhã fria perto de Prestonsburg, no Condado de Floyd, Kentucky.

Mais de um mês depois que o coronel confederado John S. Williams deixou o Kentucky, após a luta em Ivy Mountain, Brig. O general Humphrey Marshall liderou mais uma força no sudeste do Kentucky para continuar as atividades de recrutamento. De seu quartel-general em Paintsville, no rio Big Sandy, a noroeste de Prestonsburg, Marshall recrutou voluntários e tinha uma força de mais de 2.000 homens no início de janeiro, mas só conseguiu equipá-los parcialmente.

Brigadeiro da União O general Don Carlos Buell instruiu o coronel James Garfield a forçar Marshall a recuar para a Virgínia. Saindo de Louisa, Garfield assumiu o comando da 18ª Brigada e começou sua marcha para o sul em Paintsville. Ele obrigou os confederados a abandonar Paintsville e recuar para os arredores de Prestonsburg. Garfield rumou lentamente para o sul, mas as áreas pantanosas e numerosos riachos retardaram seus movimentos, e ele chegou nas proximidades de Marshall no dia 9.

Saindo às 4h do dia 10 de janeiro, Garfield marchou uma milha ao sul até a foz de Middle Creek, lutou contra alguns cavalaria rebelde e virou para o oeste para atacar Marshall. Marshall havia colocado seus homens na linha de batalha a oeste e ao sul do riacho, perto de suas bifurcações. Garfield atacou pouco depois do meio-dia, e a luta continuou durante a maior parte da tarde até que os reforços da União chegaram a tempo de dissuadir os confederados de atacar a esquerda federal. Em vez disso, os confederados se retiraram para o sul e receberam ordens de voltar para a Virgínia em 24 de janeiro de 1862. A força de Garfield mudou-se para Prestonsburg após a luta e então se retirou para Paintsville. As forças da União interromperam a ofensiva dos Confederados de 1861 em Kentucky, e Middle Creek demonstrou que sua força não havia diminuído. Esta vitória, junto com Mill Springs um pouco mais de uma semana depois, cimentou o controle da União no leste de Kentucky até que o general Braxton Bragg [CSA] lançou sua ofensiva no verão e outono. Após essas duas vitórias em janeiro em Kentucky, os Federados levaram a guerra para o Tennessee em fevereiro de 1862.

Manchetes sindicais
The Ironton (OH) Register
6 de fevereiro de 1862

Conta Confederada
Despacho Diário de Richmond (VA)
16 de janeiro de 1862

Relatórios Sindicais e Confederados
DEPARTAMENTO DA SEDE DA OHIO,
Louisville, 14 de janeiro de 1862.

O coronel Garfield, comandando a Décima Oitava Brigada, relata que no 7º instante ele atacou e expulsou o inimigo de seus méritos internos em Paintsville, matando 3 e ferindo vários nossos 2 mortos e 1 ferido.
No dia 10, ele atacou o corpo principal do inimigo, sob o comando de Humphrey Marshall, postado nas colinas em Forks of Middle Creek. A escaramuça começou às 8h00, engajada a partir das 13h00. até escurecer. O inimigo foi expulso de todas as suas posições e, à noite, queimou a maior parte de suas provisões e fugiu precipitadamente. Nossa força era de 1.800 infantaria e 300 cavalaria. O inimigo tinha 2.500 infantaria, três peças de artilharia e seis companhias de cavalaria. Nossa perda em Prestonburg, 2 mortos, 25 feridos. A derrota do inimigo em Prestonburg, 27 encontrados mortos no campo. Ele carregou seus feridos e muitos de seus mortos.
Pegamos 25 prisioneiros, 10 cavalos e várias provisões. O coronel Garfield cruzou o Big Sandy para Prestonburg no dia 11.

D.C. BUELL,
Brigadeiro-general, Comandante.

SEDE DA DÉCIMA ETIMA BRIGADA,
Prestonburg, Ky., 11 de janeiro de 1862.

Saí de Paintsville na quinta-feira ao meio-dia com 1.100 homens e dirigi nos piquetes do inimigo 2 milhas além de Prestonburg. Os homens dormiam em seus braços. Às 4 horas da manhã de ontem, nos movemos em direção ao corpo principal do inimigo em Forks of Middle Creek, sob o comando de Marshall. As escaramuças com seus postos avançados começaram às 8 horas e à 1 hora da tarde. Enfrentamos sua força de 2.500 homens e três canhões posicionados na colina. Lutei com eles até escurecer. Tendo sido reforçado por 700 homens de Paintsville, expulsou o inimigo de todas as suas posições. Ele levou a maioria de seus mortos e todos os seus feridos.
Esta manhã encontramos 27 de seus mortos no campo. Sua morte não pode ser inferior a 60. Fizemos 25 prisioneiros, 10 cavalos e uma quantidade de provisões. O inimigo queimou a maior parte de suas lojas e fugiu precipitadamente ..
Hoje, atravessei o rio e agora estou ocupando Prestonburg. Nossa perda 2 mortos e 25 feridos.

J. A. GARFIELD,
Coronel, Brigada de Comando.

[OU - SÉRIE I - VOLUME 7, p. 29]

ACAMPAMENTO NO MARTIN'S MILL, EM BEAVER CREEK,
Condado de Floyd, Kentucky, 14 de janeiro de 1862.

. Na manhã do dia 10, soube pelos meus piquetes que o inimigo estava passando com força de Abbott's Creek para Middle Creek, e aparentemente estava me perseguindo, o Quarenta Ohio tendo efetuado uma junção com o resto ao passar por Paint Creek. Eu estava a caminho deste lugar, porque é o ponto mais próximo do meu acampamento de 8 de janeiro onde eu poderia conseguir comida para fazer pão. Eu permiti que meu trem de transporte se movesse ao longo da estrada que eu estava viajando, parei e formei meu comando para a batalha.

O inimigo apareceu por volta das 10 da manhã e nós nos engajamos a cerca de 12 metros. Ele era muito lento em fazer seus avanços e disposições gerais. Envio incluso um esboço do terreno em que a batalha ocorreu, de onde você verá que minha bateria foi inicialmente colocada no desfiladeiro da foz do Ramo Esquerdo de Middle Creek.
O regimento de Williams, o regimento de Moore e parte do batalhão montado, lutando a pé, ocuparam as esporas e as alturas à minha direita. O regimento de Trigg ocupou a altura que cobre as companhias de Witcher e Holladay da bateria na reserva na retaguarda das companhias de Thomas e Clay , desmontado e armado com rifles belgas, jogado para a frente no lado oposto de Middle Creek para as alturas que comandam a planície do Middle Creek principal, e resistiu a qualquer avanço de escaramuçadores das alturas opostas.

O inimigo, tendo atravessado um desfiladeiro à esquerda de Middle Creek principal, primeiro implantou uma grande força nas alturas à sua direita, em seguida, avançou um regimento para o meio da planície, coberto pela cavalaria, e descansou sua esquerda e suas reservas na base das colinas, que eram tripuladas pela minha direita. Nossas linhas, portanto, repousavam em um ângulo agudo entre si. Ele primeiro avançou sua cavalaria e o centro, mas três disparos de artilharia colocaram a cavalaria em fuga, e se eles faziam mais alguma coisa durante o dia, era feito a pé. Ouvimos claramente a ordem de "Forçar a cavalaria a avançar", mas a cavalaria não apareceu novamente. O inimigo avançou pelos pontos acima da boca do Galho de Spurlock três vezes, mas foi repelido com grande perda.

À noite, mudei nosso cano liso de 6 libras, de modo a trazê-lo ao cume da depressão na colina ocupada pelo regimento de Trigg, e obtive um bom tiro de flanco contra o inimigo, enquanto ocupava um ponto de pinheiro na frente de Regimento de Moore. Isso logo atraiu um fogo quente contra a arma, mas nenhum dano maior do que o tiro de um dos cavalos de artilharia na cabeça.

Depois de uma ação que durou cerca de quatro horas, o inimigo retirou suas forças, já era noite, e retirou-se para Middle Creek, na rota para Prestonburg, de onde, no dia seguinte, ele refez seus passos para Paintsville.

Apresento aqui o relatório do Coronel Moore e enviarei outros assim que os oficiais os lerem. Eles foram chamados, mas ainda não estão preparados. Envio o relatório de vítimas do Dr. Duke. Acho que nossa perda será de 11 mortos e 15 feridos, não mais.
Só posso dizer-lhe, general, que minhas tropas agiram com firmeza e entusiasmo durante toda a luta e, embora o inimigo chegasse a 5.000 contra 1.500, certamente foram bem açoitadas. Se eu tivesse pão para meus homens (alguns dos quais não comeram nada por trinta horas), teria reiniciado a ação depois da noite, mas um inimigo maior do que os Lincolnitas (fome) me convocou para chegar a um ponto onde pudéssemos obter comida para homem e cavalo.

Prossegui no dia seguinte a minha marcha até este local, distante do palco da ação cerca de 16 milhas, que realizei em três dias. Meus batedores me informaram que o inimigo estava ao mesmo tempo retornando aos pontos do Sandy de onde veio para dispersar a "força rebelde" que tenho a honra de comandar.

Este é o primeiro moinho onde consegui pão. Parei aqui e montei meu acampamento, perfeitamente satisfeito de que, a menos que o inimigo seja fortemente reforçado, ele não buscará renovar nosso conhecimento.

[OU - SÉRIE I - VOLUME 7, pp. 46 - 50]

REGIMENTO DA SEDE VIGÉSIMA NONA VIRGÍNIA,
13 de janeiro de 1862.

SIR: Sendo o presente a primeira oportunidade que se apresentou desde nosso confronto com o inimigo em Fork of Middle Creek, no condado de Floyd, Kentucky, na noite do 10º instante, vou agora dar-lhes um breve relatório sobre o parte tomada e as consequências daí resultantes para os três sob o meu comando. O Vigésimo Nono Regimento da Virgínia esteve a maior parte do tempo - isto é, durante a batalha, que durou cerca de três horas - na frente e na frente do fogo, e todos, sem exceção, até o meu a informação se estende, conduzindo-se da maneira mais corajosa e galante. A perda para o meu regimento foi de 5 mortos e 7 feridos.

Neste meu breve e imperfeito relatório, não devo, talvez, fazer quaisquer distinções invejosas, mencionando os nomes de qualquer um dos meus homens ou oficiais, que se comportaram de maneira galante na batalha, mas acho que todo o meu comando vai me apoiar em dar para o tenente. Coronel William Leigh, Maj. James Giles, e para o Tenente. William J. March, da companhia do Capitão Bryant, grande crédito pela parte galante e ousada atuada durante todo o noivado.
Concluindo, direi que todos agiram nobremente e conquistaram para si uma reputação e um nome que a velha Virgínia pode e sempre terá o orgulho de honrar.

A. C. MOORE,
Coronel, Comandando o Vigésimo Nono Voluntários da Virgínia.

Marcador histórico de Middle Creek


Batalha de Middle Creek (10 de janeiro de 1862)

Pouco depois da eclosão da Guerra Civil Americana (12 de abril de 1861), o Legislativo de Kentucky promulgou uma Declaração de Neutralidade (16 de maio de 1861), com o objetivo de manter o Kentucky fora do conflito. Em setembro, tanto a Confederação quanto a União violaram a neutralidade de Kentucky e colocaram soldados no estado fronteiriço. No final do ano, o General Confederado Albert Sidney Johnston estabeleceu uma linha defensiva fina em Kentucky com o objetivo de fornecer uma zona tampão protegendo o Tennessee. A linha Johnston & # 039s foi ancorada no oeste por 12.000 soldados, comandados pelo Major General Leonidas Polk, em Columbus. O centro da linha confederada era tripulado por 4.000 soldados, comandados pelo general de brigada Lloyd Tilghman, em Fort Henry e Fort Donelson, perto da foz dos rios Tennessee e Cumberland. Também perto do centro do estado estavam 4.000 soldados em Bowling Green, comandados pelo general-de-brigada Simon Bolivar Buckner. A extremidade leste da linha Johnston & # 039s consistia em 4.000 soldados, comandados pelo Major General George B. Crittenden, estacionados perto de Cumberland Gap.

Em dezembro de 1861, o Brigadeiro-General Confederado Humphrey Marshall e uma brigada de voluntários do Kentucky e da Virgínia partiram para o Kentucky para recrutar novos soldados para a causa rebelde. Eles foram reforçados pelo Coronel John S. Williams e # 8217 5ª Infantaria de Kentucky quando chegaram a Pound Gap na fronteira entre Virgínia e Kentucky. A força combinada então marchou pelo vale do Big Sandy River e estabeleceu um acampamento perto de Paintsville.

Quando a notícia dos movimentos de Marshall chegou ao general Don Carlos Buell, comandante da União do Exército de Ohio, ele ordenou que o coronel James A. Garfield, comandando a 18ª Brigada, se movesse contra Marshall e o levasse de volta à Virgínia. No início de janeiro de 1862, Garfield organizou suas tropas e avançou de vários locais no norte em direção a Paintsville. Na manhã de 7 de janeiro, a cavalaria de Garfield & # 039s enfrentou a cavalaria de Marshall & # 039s perto de um acampamento rebelde na foz de Jenny & # 8217s Creek, forçando os confederados a abandonar Paintsville e voltar para Prestonburg. Garfield perseguiu e pegou seu adversário em 9 de janeiro. Às 4 da manhã de 10 de janeiro, os soldados de Garfield levantaram acampamento, prontos para atacar a força rebelde. O ataque começou pouco depois do meio-dia e continuou por várias horas. Quando os reforços da União chegaram, Marshall retirou-se para o sul. Em 24 de janeiro, ele e seus soldados voltaram para a Virgínia.

As baixas estimadas na Batalha de Middle Creek foram vinte e sete para os federais e sessenta e cinco para os rebeldes. Combinado com a vitória da União na Batalha de Mill Spring uma semana depois, o triunfo do Garfield & # 039s em Middle Creek rachou a extremidade leste da linha defensiva dos confederados em Kentucky, abrindo caminho para uma ofensiva do norte no meio do Tennessee.

Entre as unidades de Ohio que participaram da Batalha de Middle Creek estavam:


O compromisso de Crittenden falha no Senado em 16 de janeiro de 1861

Fundo

John Jordan Crittenden, um dos políticos mais prolíficos do Kentucky, tentou negociar um acordo para salvar a União no Senado dos EUA e evitar a guerra civil. o Compromisso Crittenden falhou em 16 de janeiro de 1861 e praticamente garantiu a guerra civil. o Compromisso de Missouri de 1820 permitiu que os estados do sul e os novos estados ao sul da latitude 36 & # 821730 & # 8221 continuassem a escravidão, enquanto os estados do norte e os novos estados ao norte dessa linha não poderiam. O Compromisso de 1850 mudou isso e permitiu que os novos territórios & # 8217 residentes votassem na questão, independentemente se ao sul do 36 & # 821730 & # 8221.

O Compromisso Crittenden

Crittenden tentou mitigar o Compromisso de 1850 em favor do sul. No entanto, o Compromisso Crittenden foi um passo muito atrás para o Partido Republicano, que se formou especificamente para se opor à expansão da escravidão.
Crittenden ficou especialmente dividido com a questão, já que tinha um filho (Thomas L. Crittenden) e um sobrinho (Thomas Turpin Crittenden) que lutou pelo Norte e um filho que lutou pelo Sul (George B. Crittenden). No final, o abismo era muito grande até mesmo para um pai desesperado parar. J.J. Crittenden morreu no meio da Guerra Civil.

The Crittenden Compromise Motorcycle Ride

Se você estiver atravessando o oeste de Kentucky na I-24, desça perto de Eddyville, KY e tente as estradas secundárias através do condado de Crittenden, Kentucky, em homenagem a J.J. Crittenden. Também me dá um bom motivo para recomendar outra balsa, e você sabe que o Battlefield Biker gosta de colocar o Red Rover em uma balsa. Experimente a balsa gratuita (bem, o contribuinte KY está pagando) Cave-in-Rock sobre o Ohio. Esta é a pátria ancestral do Battlefield Biker & # 8217s e eles são as estradas secundárias que o Battlefield Biker aprendeu a percorrer quando era jovem. Desfrute de uma pequena fatia do Kentucky rural. De Eddyvile, você também não está muito longe de Fort Donelson, se estiver procurando por outro passeio local.

Crédito da foto: Mathew Brady [domínio público], via Wikimedia Commons

Compartilhar isso:


Kentucky oriental e a Guerra Civil

O sal desempenhou um papel importante durante a Guerra Civil. O sal não só preservava os alimentos nos dias anteriores à refrigeração, mas também era essencial na cura do couro e tingimento dos uniformes. Antes da guerra, grandes quantidades de sal eram importadas da Inglaterra, Portugal e das Índias Ocidentais britânicas, mas uma quantidade significativa também era produzida no mercado interno. Durante a Guerra Civil, as instalações de produção de sal em Saltville, Va., No Vale Kanawha da Virgínia e na Ilha Avery, Louisiana, foram cruciais para o esforço de guerra confederado, especialmente depois que a União bloqueou a entrega de sal aos estados confederados. O general da união William Tecumseh Sherman disse uma vez que "o sal é eminentemente contrabando", pois um exército que tem sal pode alimentar adequadamente seus homens.

As salinas mais antigas e extensas do Kentucky estavam localizadas na parte oriental do estado, perto de Manchester, no condado de Clay, nas águas de Goose Creek e seus afluentes. Entre eles estavam Langford's (mais tarde chamado de Lower Goose Creek Salt Works), White's (Upper Goose Creek Salt Works), Garrard's (Union Salt Works) e vários outros pertencentes e operados pelos irmãos Bates, Francis Clark, the Reid, Horton, maio , Chastain, Gibson e outras famílias. O rendimento por sal trabalhava em média entre 50-100 alqueires de sal por dia.

Mapa Plat de 1864 da fábrica de sal de Goose Creek
Na década de 1860 e # 8217, o sal Goose Creek era vendido na mercearia John G. Taylor's em Richmond, Kentucky, pelos seguintes preços:

26 de abril de 1860 - 0,65 / alqueire
14 de agosto de 1860 - 0,62,5 / alqueire
5 de novembro de 1860 - 0,60 / alqueire
3 de dezembro de 1860 - 0,60 / alqueire
27 de abril de 1861 - 0,50 / alqueire
15 de agosto de 1861 - 0,50 / alqueire
29 de outubro de 1861 - 0,75 / alqueire
21 de dezembro de 1861 - 0,62,5 / alqueire
27 de abril de 1862 - 0,50 / alqueire
19 de junho de 1862 - 0,62,5 / alqueire
25 de julho de 1862 - 0,62,5 / alqueire
8 de setembro de 1862 - 0,70 / alqueire
Novembro de 1862 - 0,85 / alqueire
4 de dezembro de 1862 - 0,65 / alqueire
Janeiro - maio de 1863 - 0,50 / alqueire

Em 27 de setembro de 1861, as tropas comandadas pelo Brigadeiro-General Confederado Felix Kirk Zollicoffer invadiram a Salina Goose Creek e carregaram sua carruagem com 200 barris de sal e "puxaram a bandeira, rasgaram-na e, além disso, colocaram as suas no mesmo poste. " Zollicoffer observou que, & # 8220As obras pertencem aos homens de Lincoln, mas eu fiz com que fossem cobradas, com a expectativa de que o governo confederado pague por elas ao preço das obras - quarenta centavos por bushel. A escassez do artigo nos Estados Confederados torna a aquisição valiosa para o Exército. & # 8221

Brigadeiro-general Felix Kirk Zollicoffer
No outono de 1862, durante a invasão confederada de Kentucky pelo general Kirby Smith, os confederados levaram outros 3500 & # 8211 4000 alqueires de sal. Os jornais do sul declararam: & # 8220As fábricas de sal em Goose Creek, a sessenta quilômetros além da Gap, agora estão acessíveis ao nosso povo. Um senhor recém-chegado me informou que há um estoque imenso disponível e que está sendo vendido a um dólar o alqueire. & # 8221

A fábrica de sal de Brashear em Perry County, agora conhecida como Cornettsville, estava localizada na confluência de North Fork do Kentucky River, Leatherwood e Little Leatherwood Creeks, na rodovia 699, logo na saída da Rota 7. O proprietário Robert S. Brashear começou a operar o salinas em 1834, com uma força de trabalho combinada de escravos e trabalhadores locais. A produção de sal por um ano foi relatada em 7.000 alqueires.

Em 10 de dezembro de 1861, o Brigadeiro-General Humphrey Marshall da CSA relatou que possuía a Brashear & # 8217s Salt Works, esperando produzir 35 ou 40 alqueires de sal por semana, incluindo o sal produzido na Middle Creek Salt Works por um segundo destacamento, & # 8220 para suprir não apenas minha demanda atual, mas também para me permitir embalar a quantidade de ração de carne necessária para servir a este exército para fins futuros. & # 8221

Eventualmente, Marshall conseguiu convencer Brashear a oferecer o uso de suas salinas ao governo confederado por um período de três anos. Em 1º de fevereiro de 1862, Brashear apresentou a seguinte proposta:

Proponho e concordo em arrendar ao Governo dos Estados Confederados da América meu pedaço de terra no Condado de Perry, Kentucky, abrangendo cerca de 4.000 acres, com o privilégio de usar o maquinário situado e de fazer sal lá e de cultivar a terra, e com o privilégio de cortar a madeira e extrair carvão, pelo prazo de três anos, a partir do dia 1 de Maio próximo, no valor de $ 2.000 para todo o prazo, pagáveis ​​em prestações iguais anualmente, e com poderes para o referido Governo ceder este arrendamento e localizar tropas na terra e, de outra forma, exercer todos os atos de propriedade durante o prazo por meio de seus agentes, servos, oficiais ou nomeados. A aceitação desta proposição pelo Presidente ou Secretário da Guerra deve ser considerada como completando este contrato, ao ser notificado pelo General Marshall, ou qualquer outro agente do Governo, e uma cópia deste fornecida a mim, assinada pelo Presidente ou Secretário, a qualquer momento antes de 1º de maio de 1862, a posse a ser dada naquele momento ou tão antes que a outra parte decida tomá-la.

L. B. Northrop, Comissário-Geral de Subsistência, entretanto, hesitou em aceitar a oferta. & # 8220Não é recomendado decidir sobre esta questão no momento, uma vez que ela permanecerá aberta até o dia 1º de maio. Além disso, este departamento fez preparações para fornecer sal em localidades menos precárias e em quantidades suficientes. & # 8221

A fábrica de sal de Brashear mudou de mãos várias vezes durante a Guerra Civil. Em 19 de outubro de 1862, a Batalha de Leatherwood ocorreu entre as forças confederadas sob o capitão David J. Caudill, comandando Co. B, 10º Kentucky Mounted Rifles, que guardavam as salinas e um destacamento do Harlan County Battalion, Kentucky State Guards . O Major BF Blankenship declarou em seu relatório, & # 8220Um grupo de 40 homens, 25 do capitão Powell's e 15 das empresas do capitão Morgan, foram designados para ir ao poço de Sal na foz de Leatherwood Creek em Perry County, Ky para formar uma junção com alguns guardas da casa que afirmaram que gostariam de se juntar à nossa empresa. Eles não haviam avançado muito quando foram atacados por uma companhia de rebeldes comandada pelo capitão D J Caudill, que somava 100 homens. Nossos homens responderam ao fogo e a disputa foi severa por cerca de 15 minutos quando os rebeldes recuaram, deixando 5 mortos no campo e ferindo mortalmente o DJ Caudill, seu capitão. Nossa perda foi um ferido que já morreu. "Brashear & # 8217s Salt Works permaneceram em atividade até a década de 1880 e # 8217.

David, no condado de Floyd, Kentucky, era o local de Boone Salt Springs. Foi descoberto por Daniel Boone e um ou dois companheiros durante o inverno de 1767-68, na foz de Salt Lick Fork da bifurcação esquerda de Middle Creek, dez milhas a oeste do atual Prestonsburg. A fonte salgada fluía do sopé de um penhasco rochoso na margem sul do riacho. Quase 30 anos depois, durante o inverno de 1796-97, Nathan Boone visitou a área enquanto caçava com seu pai. Estabelecido por James Young já em 1779, as nascentes eram agora conhecidas como Salinas de Young, as primeiras de seu tipo no Big Sandy Valley. Um poço foi perfurado, o que permitiu a Young fornecer sal aos primeiros pioneiros de Big Sandy por décadas. Ele viveu no local até 1801. Os proprietários incluíam Henry Clay, Kentucky & # 8217s famoso estadista, bem como John Breckenridge, o avô do general confederado John C. Breckinridge. Em 1805, em sociedade com John Young, ele possuía uma metade igual de 1000 acres de terra em Middle Creek, que incluía as salinas. Os proprietários posteriores incluíam os Harrises, os Hamiltons e outros, que operavam os poços. Em janeiro de 1829, as salinas eram conhecidas como Middle Creek Salt Works.

Marcador histórico de Kentucky, David, KY
Durante a Guerra Civil, o sal fabricado em Middle Creek abasteceu as tropas da União e dos Confederados. No início de dezembro de 1861, um destacamento do comando CS General Humphrey Marshall & # 8217s estava em Middle Creek Salt Works, preparando sal para o uso de seu exército. Em 19 de outubro de 1862, uma força de 500-600 confederados do comando Floyd & # 8217s & # 8220 foi relatado como estando nas salinas do rio Big Sandy acima de Louisa. & # 8221 Um alqueire de sal das salinas de Middle Creek geralmente vendido por dois e três dólares durante a guerra.

Local da fábrica de sal de Middle Creek, David, KY
No condado de Carter, o sal era amplamente fabricado nas Salines do Rio Little Sandy já em 1801. A comunidade que surgiu ao redor das salinas de Little Sandy foi primeiro chamada de Crossroads, e então renomeada Grayson em 1838. Um dos homens se envolveu em A produção de sal foi Jesse Boone, filho de Daniel, que, com o sócio Amos Kibbe, manteve o negócio de produção de sal por vários anos e depois vendeu em 1816. Em 1820, a área havia se tornado um grande produtor de sal, fabricando dez mil alqueires de sal anualmente. Em 1829, no entanto, a produção de sal em Little Sandy diminuiu, incapaz de competir em qualidade e preço com a fábrica de sal Goose Creek em Clay County e as operações de sal em Green River. Em 1837, a salina de Carter & # 8217 era a única ainda em operação.

Apesar do declínio da produção de sal, ele continuou em Carter County durante a Guerra Civil, embora em menor escala. O Dr. Landsdowne, um simpatizante dos confederados, operava uma fornalha de sal em sua propriedade perto de Grayson. Após sua prisão pelas tropas da União no outono de 1861, Landsdowne deixou o Condado de Carter durante a guerra e alugou sua casa, propriedade, armazém e fornalha de sal para George W. Mead, & # 8220 com todos os pertences pertencentes a ele, juntamente com poços de sal suficientes para a fabricação de sal na referida fornalha e o privilégio de usar carvão, & ampc., no negócio de produção de sal. & # 8221 Uma das condições do arrendamento era para Mead & # 8220 construir uma fornalha de sal para a fabricação de sal na fornalha acima descrita e a abertura e operação de poços como o referido Mead pode considerar mais conveniente. "

Pequenas empresas semelhantes existiam em todo o Kentucky oriental, que produziam sal principalmente para uso doméstico. William Jackson Cope, um soldado confederado que serviu na 10ª Cavalaria KY, produziu sal na fazenda de seu pai em Quicksand, no condado de Perry, durante a Guerra Civil.

Na década de 1930 e # 8217, Tom Haddix, do condado de Breathitt, relembrou as antigas salinas de Haddix, situada em Lost Creek, perto da foz de Troublesome. & # 8220A água salgada foi canalizada para uma cisterna e, em seguida, canalizada para que corresse para as caldeiras de sal. Construímos uma fornalha de pedras, acendemos nela uma fogueira e colocamos as chaleiras de água para ferver. A água ferveu e deixou o sal. A maioria das chaleiras era grande & # 8230 Durante a guerra, nós preparamos sal suficiente para as pessoas por aqui. & # 8221

Haddix observou que & # 8220os nobres tinham um poço de sal também. & # 8221 Granville Pearl Noble contou sobre as operações de sal de sua família & # 8217s no condado de Breathitt & # 8221 Sim, tínhamos poços de sal, um em Lost Creek. Eu mesmo fiz sal durante a Guerra Civil. Bombearíamos a água salgada manualmente, depois colocávamos nas grandes chaleiras de sal e fervíamos por cerca de dois dias e uma noite. Quando fervesse, teríamos sal. Os vizinhos percorreram um longo caminho para conseguir o sal. Durante a guerra, apenas fizemos o suficiente para nosso próprio uso, porque não podíamos obter um preço por nada. & # 8221

Uma das maiores empresas de sal no leste de Kentucky pertencia a um general confederado, mas, ironicamente, suas salinas nunca contribuíram com um grama de sal para nenhum dos dois exércitos. Warfield foi estabelecido no Condado de Lawrence, agora Martin, no início de 1850 como uma comunidade de carvão, sal e madeira serrada por George Rogers Clark Floyd e John Warfield da Virgínia. Ele está localizado no Tug Fork do Big Sandy River, cerca de sessenta milhas acima de Catlettsburg. Em 3 de março de 1857, George Rogers Clark Floyd cedeu todas as propriedades Warfield a seu irmão John B. Floyd. Em 23 de maio de 1861, Floyd foi comissionado brigadeiro-general no Exército Confederado e, posteriormente, comandou a "Linha Estadual da Virgínia", que operava principalmente no oeste e sudoeste da Virgínia. Após sua partida, Floyd deixou agentes encarregados de cuidar do bem-estar da propriedade. Grandes quantidades de sal foram feitas em Warfield antes da Guerra Civil, que foram transportadas de barco para Catlettsburg, mas no início das hostilidades a produção cessou. Em 21 de janeiro de 1862, a vasta propriedade Warfield do Floyd & # 8217s de 15.000 acres foi vendida pelo xerife e foi adquirida por dois oficiais do Kentucky Union e suas esposas, o coronel Laban T. Moore e sua esposa Sarah, o coronel George W. Gallup e sua esposa Rebecca , bem como Joseph Tromstine, um investidor de Cincinnati e sua esposa Bertha. Assim, as salinas de Warfield permaneceram nas mãos da União durante a guerra e fora do alcance da Confederação. A produção de sal foi retomada após o fim da Guerra Civil.

Links de interesse

Vila Goose Creek Salt Works
Um projeto da Sociedade Genealógica e Histórica Clay Co.

O artigo foi pesquisado e escrito por Marlitta H. Perkins, agosto / setembro. 2012 e está sob todos os direitos autorais. Copyright & # 169 2012. Todos os direitos reservados.


Futuro presidente James A. Garfield & # 8217s Relatório sobre a Batalha de Middle Creek, Kentucky

No dia 17 de dezembro, Buell deu a Garfield o comando de uma brigada que incluía seu 42º Ohio, o 40º Ohio, 14º Kentucky e 22º Regimentos de infantaria de Kentucky, além de esquadrões de cavalaria do 1º Ohio, 2º Virginia (União) e 1º Kentucky Regimentos de cavalaria. As ordens de Buell para Garfield eram para que sua brigada operasse contra a força rebelde que ameaçava, e de fato cometia, depredações em Kentucky, através do vale de Big Sandy & # 8221. The Big Sandy River empties into the Ohio River and forms part of the border between Kentucky and West Virginia, though at that time it was still part of Virginia.

The Confederate forces operating in the Big Sandy Valley were under the command of Brigadier General Humphrey Marshall and consisted of the 5th Kentucky and 54th Virginia infantry regiments as

Gen. Humphrey Marshall, CSA

Garfield assembled his forces at Louisa, Kentucky, on the Big Sandy River, on December 23rd, and moved south towards the town of Paintsville, where Marshall’s Confederates were camped. The advance over poor and muddy roads was slow supplies were brought up on boats. On January 5th, 1862, Garfield’s brigade had closed to within a few miles of the Paintsville camp, and skirmishing occurred between Confederate pickets and cavalry and advancing Union forces on the 5th and 6th. Marshall decided to fall back to Middle Creek, an east west running tributary of the Big Sandy. There, he deployed his infantry and artillery on high ground around the creek.

At 4 a.m. on the morning of January 10th, Garfield cautiously advanced and reached the mouth of Middle Creek around 8 a.m. , skirmishing with Confederate cavalry as they advanced up the creek. About noon, Garfield’s forces, moving mostly uphill, attacked the Confederate positions. The Rebels responded with musket and artillery fire. Most of the fighting was done on foot, as the terrain was unsuitable for cavalry. As the fighting continued over the course of the afternoon, the Federals slowly pushed the Rebel defenders uphill. At 4 p.m., 1200 Union reinforcements under the command of Lieutenant Colonel Lionel Sheldon of the 42nd Ohio arrived. With darkness, and more Union troops, closing in, Marshall withdrew. Garfield elected not to pursue in the dark overnight, Marshall burned many of his wagons and supplies that he could not take with him, and withdrew.

Garfield filed this report on the Battle of Middle Creek:

HEADQUARTERS EIGHTEENTH BRIGADE,
Camp Buell, Paintsville, January 14, 1862.

DEAR SIR: At the date of my last report (January 8) I was preparing to pursue the enemy. The transportation of my stores from George’s Creek had been a work of so great difficulty that I had not enough provisions here to give my whole command three days’ rations before starting. One small boat had come up from below, but I found it had only enough provisions here for three days’ rations of hard bread for 1,500 men. Having issued that amount, I sent 450 of Colonel Wolford’s and Major McLaughlin’s cavalry, under command of Lieutenant-Colonel Letcher, to advance up Jennie’s Creek, and harass the enemy’s rear if still retreating. At the same time I took 1,100 of the best men from the Fortieth and Forty-second Ohio and the Fourteenth and Twenty-second Kentucky (three companies of Colonel Lindsey’s regiment, the Twenty-second Kentucky, had arrived the evening before), and at noon started up the Big Sandy towards Prestonburg. After advancing 10 miles the enemy’s pickets fired on our advance and retreated.

At 8 o’clock we reached the mouth of Abbott’s Creek, 1 mile below Prestonburg. I then found that the enemy was encamped on the creek 3 miles above, and had been supplying himself with meal at a steam-mill in the vicinity. I sent back an order to Paintsville to move forward all our available force, having learned that another boat load of stores had arrived. I then encamped on the crest of a wooded hill, where we slept on our arms in the rain till 4 o’clock in the morning, when I moved up Abbott’s Creek 1 mile and crossed over to the mouth of Middle Creek, which empties into the Big Sandy opposite Prestonburg. Supposing the enemy to be encamped on Abbott’s Creek, it was my intention to advance up Middle Creek and cut off his retreat, while the cavalry should attack his rear. I advanced slowly, throwing out flankers and feeling my way cautiously among the hills. At 8 o’clock in the morning we reached the mouth of Middle Creek, where my advance began a brisk skirmishing with the enemy’s cavalry, which continued till we had advanced 2½ miles up the stream to within 1,000 yards of the forks of the creek, which I had learned the enemy were then occupying.

I drew up my force on the sloping point of a semicircular hill, and at 12 o’clock sent forward 20 mounted men to make a dash across the plain. This drew the enemy’s fire, and in part disclosed his position. The Fifty-fourth Virginia Regiment (Colonel Trigg) was posted behind the farther point of the same ridge which I occupied. I immediately sent forward two Kentucky companies to pass along this crest of the ridge, and one company Forty-second Ohio, under command of Capt. F. A. Williams, together with one under Captain Jones, Fortieth Ohio, to cross the creek, which was nearly waist-deep, and occupy a spur of the high rocky ridge in front and to the left of my position.

In a few minutes the enemy opened a fire from one 6 and one 12 pounder. A shell from the battery fell in the midst of my skirmishers on the right, but did not explode. Soon after the detachment on the left engaged the enemy, who was concealed in large force behind the ridge. I sent forward a re-enforcement of two companies to the right, under Major Burke, of the Fourteenth Kentucky, and 90 men, under Major Pardee, of the Forty-second Ohio, to support Captain Williams. The enemy withdrew his Fifty-fourth Virginia across the creek, and sent strong re-enforcements to the hills on the left. About 2 o’clock I ordered Colonel Cranor, with 150 men from the Fortieth and Forty-second Ohio and Twenty-second Kentucky, to re-enforce Major Pardee.

The 42nd Ohio Infantry in 1864

Meantime the enemy had occupied the main ridge to a point nearly opposite the right of my position, and opened a heavy fire on my reserve, which was returned with good effect. In order more effectually to prevent his attempt to outflank me I sent Lieutenant-Colonel Monroe, of the Twenty-second Kentucky, with 120 of his own and the Fourteenth Regiment, to cross the creek a short distance below the point I occupied, and drive back the enemy from his position. This he did in gallant style, killing 15 or 20. Inch by inch the enemy, with more than three times our number, were driven up the steep ridge nearest the creek by Colonel Cranor and Major Pardee.

Lt. Col. Lionel Sheldon, 42nd Ohio Infantry

At 4 o’clock the re-enforcement under Lieutenant-Colonel Sheldon, of the Forty-second Ohio, came in sight, which enabled me to send forward the remainder of my reserve, under Lieutenant-Colonel Brown, to pass around to the right and endeavor to capture the enemy’s guns, which he had been using against us for three hours, but without effect. During the fight he had fired 30 rounds from his guns, but they were badly served, as only one of his shells exploded, and none of his shot, not even his canister, took effect. At 4.30 he ordered a retreat. My men drove him down the slopes of the hills, and at 5 o’clock he had been driven from every point. Many of my men had fired 30 rounds. It was growing dark, and I deemed it unsafe to pursue him, lest my men on the different hills should fire on each other in the darkness. The firing had scarcely ceased when a brilliant light streamed up from the valley to which the enemy had retreated. He was burning his stores and fleeing in great disorder. Twenty-five of his dead were left on the field, and 60 more were found next day thrown into a gorge in the hills. He has acknowledged 125 killed and a still larger number wounded. A field officer and 2 captains were found among the dead. Our loss was 1 killed and 20 wounded, 2 of whom have since died. We took 25 prisoners, among whom was a rebel captain. Not more than 900 of my force were actually engaged, and the enemy had not less than 3,500 men.

Map of Battle of Middle Creek Kentucky

Special mention would be invidious when almost every officer and man did his duty. A majority of them fought for five hours without cessation. The cavalry, under Lieutenant-Colonel Letcher, did not reach me until the next morning, when I started them in pursuit. They followed 6 miles and took a few prisoners, but, their provisions being exhausted, they returned. A few howitzers would have added greatly to our success.

On the 11th I crossed the river and occupied Prestonburg. The place was almost deserted. I took several horses, 18 boxes quartermaster’s stores, and 25 flint-lock muskets. I found the whole community in the vicinity of Prestonburg had been stripped of everything like supplies for an army. I could not find enough forage for my horses for over one day, and 80 sent them back to Paintsville. I had ordered the first boat that arrived at Paintsville to push on up to Prestonburg, but I found it would be impossible to bring up our tents and supplies until more provisions could be brought up the river. I therefore moved down to this place on the 12th and 13th, bringing my sick and foot-sore men on boats. I am hurrying our supplies up to this point. The marches over these exceedingly bad roads and the night exposures have been borne with great cheerfulness by my men, but they are greatly in need of rest and good care.

I cannot close this communication without making honorable mention of Lieut. J.D. Stubbs, quartermaster of the Forty-second Ohio, and senior quartermaster of the brigade. He has pushed forward the transportation of our stores with an energy and determination which have enabled him to overcome very many and great obstacles, and his efforts have contributed greatly to the success of the expedition and the health and comfort of my command.

In a subsequent report, I will communicate some facts relative to my command and also in regard to the situation of the country through which the enemy has been operating.

Very truly, your obedient servant,
J. A. GARFIELD,
Colonel, Commanding Brigade.

Capt. J. B. FRY,
Assistant Adjutant-General.

As with many Civil War battles, the numbers engaged and casualty figures can vary and were sometimes exaggerated. Marshall reported he had 1500 engaged, with 11 killed and 15 wounded. However, the Federals found 27 dead on the field, plus they captured 25 prisoners the wounded and perhaps other dead were carried off the field by the retreating Rebels. Marshall estimated he opposed 5000 Union troops while Garfield estimated 3500 Rebels.

While the numbers are uncertain, the battle was a Union victory that helped drive Confederate forces out of Eastern Kentucky, which was solidified at the much larger Battle of Logan’s Crossroads, or Mill Creek, later in the month. The victory also got Garfield noticed, and he received a promotion to Brigadier General. James A. Garfield would be elected the 20th President of the United States in 1880.

The Forty Second Ohio Infantry: A History by F.H. Mason

Generals in Blue by Ezra J. Warner

“Marshall and Garfield in Eastern Kentucky” by Edward O. Guerrant. No Battles and Leaders of the Civil War, Volume I, edited by Robert U. Johnson and Clarence C. Buel

Official Records of the Union and Confederate Armies in the War of the Rebellion, Series I, Volume 7.


Experience the Civil War.

Civil War history buffs appreciate the preserved battle sites in Kentucky. In eastern Kentucky, loyalties were divided between the blue and the grey. Prestonsburg changed from Union and Confederate possession numerous times. Two skirmishes of note took place here, contributing to the breakdown of the Confederate forces in eastern Kentucky.

Battle of Middle Creek
Middle Creek National Battlefield

The Battle of Middle Creek, fought on January 10, 1862, was technically a skirmish but effectively weakened the Confederacy’s hold on Kentucky. It also launched the political career of the 20th President of the United States, James A. Garfield. The Battle of Middle Creek re-enactment takes place here every second weekend in September. Visitors have the opportunity to watch the battle unfold, experience what life was like 150 years ago in this part of Kentucky, and explore both the Confederate and Union interpretative trails. There is also a 4-mile automobile trail, which includes a stop at the infamous Graveyard Point.

Middle Creek National Battlefield
Route 114
Prestonsburg, KY 41653
(606) 886-1312

Battle of Ivy Mountain
Ivy Mountain Battlefield

Captain Andrew Jackson May trained his Confederate infantry, staging military drills on the family’s meadow racetrack. The skirmish lasted approximately an hour and a half. Union Commander William ”Bull” Nelson was at the helm and drove the rebel troops out of the Big Sandy Valley. Captain May secured a prime vantage point at the top of Ivy Mountain, but with less manpower and dwindling supplies, the Union troops surrounded them.


Page 394

MAP OF BIG SANDY RIVER AND MIDDLE-CREEK BATTLE-FIELD (JANUARY 10, 1862).

occupation of eastern Kentucky would have required an army of several thousand men. In response to his request for reenforcements, President Davis wrote to General Marshall that they "were sorely pressed on every side," and were unable to send him any troops.

It was a very severe winter, and Marshall's men were poorly clad, and many of the soldiers were nearly naked. One regiment had 350 bare footed men and not over 100 blankes for 700 men. General Albert Sidney Johnston, observing their condition, sent them one thousand suits of clothes, including hats and shoes. These supplies reached the army at White purhed forward in pursuit. Within a few milstribution of them will serve to illustrate the poverty of the Quartermaster's Department, and the ready genius of General Marshall. When the quartermaster distributed the clothing among the soldiers, it was noticed that they examined with suspicion the peculiar color and texture of the cloth. General Marshall discovering that it was cotton, and fearing the result of such a discovery by his men, rose to the occasion with a stirring speech, in which he eulogized the courage, endurance, and patriotism of his men,and commended the Government for its thoughtful care of them, and relieved their fears as to the quality of the goods by assuring them that they were "woven out of the best quality of Southern wool, with which, doubtless, many of the Kentuckians were not acquainted." The men took the general's word for it (with a grain of salt) and walked off to their quarters with their cottoned suits. The general often remarked afterward that the deception nearly choked him, adding, "but something had to be done."

The army was not only badly clothed, but in general badly armed. Many of the men had only shot-guns and squirrel rifles. Requisitions on the War Department were not filled for want of supplies and General Lee wrote that owing to the scarcity of arms he was having pikes made, which he offered to furnish General Marshall for his alarmed troops.

The field of operations lay in the Cumberland Mountains, along the sources of the Big Sandy River,-a poor, wild, thinly settled country. The roads ran along the water-courses between the mountains, and were often rendered impassable by the high waters, and during this winter were ruined by the passage of cavalry, wagons, and artillery. Captain Jeffress was three days moving his battery from Gladesville to Pound Gap, only sixteen miles. General Marshall's report states that his wagons were sometimes unable to make

Se você tiver problemas para acessar esta página e precisar solicitar um formato alternativo, entre em contato com [email protected]


Saiba mais sobre os eventos atuais em
perspectiva histórica em nosso site Origins.


Compartilhado Sandy Creek Expedition

The Sandy Creek Expedition, with Maj. Andrew Lewis in command, was dispatched in February 1756 during the French and Indian War to attack the Shawnee villages in Ohio. At the time of the defeat of Gen. Edward Braddock’s forces in July 1755, the Indians had rampaged through the forward settlements in the New, Greenbrier, and Tygart river valleys. Scores of settlers were killed, wounded, or captured, among whom were Mary Draper Ingles and Capt. Samuel Stalnaker, both of whom eventually escaped from the Shawnee villages. Many white families retreated across the Alleghenies or to the Shenandoah Valley.

Frontiersmen who remained behind demanded that Governor Robert Dinwiddie authorize a force of militia to punish the Shawnees. Several companies totaling more than 300 men, of whom nearly one-third were Cherokee Indians led by Ostenaco, left Fort Frederick on the New River near Ingles Ferry on February 18. William Ingles, husband of Mary Draper Ingles, was among them.

The expedition was doomed almost from the beginning due to harsh weather, swollen streams and rivers, and lack of provisions. They reached the headwaters of the Big Sandy River on February 28, and within a few days flour rations were cut by half. Game was scarce, and the men refused to slaughter and eat their horses and pack animals. In spite of Major Lewis’s appeals and threats, fewer than 30 officers and men volunteered during a March 13 council to continue. The force returned to Fort Frederick, and the House of Burgesses subsequently cleared Lewis of any fault in the expedition’s failure. Among the few benefits of the campaign were closer ties between the Virginia colonial government and the Cherokee Nation.

This Article was written by Philip Sturm

Last Revised on July 24, 2012


Battle of Middle Creek

o Battle of Middle Creek was an engagement fought January 10, 1862, in southeastern Kentucky during the American Civil War. The battle, along with the Battle of Mill Springs, positioned the Union armies to invade Middle Tennessee.

More than a month after Confederate Col. John S. Williams left Kentucky, following the fight at Ivy Mountain, Brig. Gen. Humphrey Marshall led another force into southeast Kentucky to continue recruiting activities. From his headquarters in Paintsville, on the Big Sandy River, northwest of Prestonsburg, Marshall recruited volunteers. He raised a force of more than 2,000 men by early January, but could only partially equip them.

Union Brig. Gen. Don Carlos Buell directed Col. James A. Garfield to force Marshall to retreat back into Virginia. Leaving Louisa, Garfield took command of the 18th Brigade and began his march south on Paintsville. He compelled the Confederates to abandon Paintsville and retreat to the vicinity of Prestonsburg. Garfield slowly headed south, but swampy areas and numerous streams slowed his movements, and he arrived in the vicinity of Marshall on the 9th. Heading out at 4:00 a.m. on January 10, Garfield marched a mile south to the mouth of Middle Creek, fought off some Confederate cavalry, and turned west to attack Marshall. Marshall had put his men in line of battle west and south of the creek near its forks. Garfield attacked shortly after noon, and the fighting continued for most of the afternoon until Union reinforcements arrived in time to dissuade the Confederates from assailing the Federal left. Instead, the Confederates retired south and were ordered back to Virginia on January 24. Garfield's force moved to Prestonsburg after the fight and then retired to Paintsville. Union forces had halted the Confederate 1861 offensive in Kentucky, and Middle Creek demonstrated that their strength had not diminished.

The Battle of Middle Creek, along with the Battle of Mill Springs a little more than a week later, cemented Union control of eastern Kentucky until Confederate Gen. Braxton Bragg launched his offensive in the summer and fall of 1862. Following these two January victories in Kentucky, the Federals carried the war into Tennessee in February.


Assista o vídeo: Big Sandy River by Henrik L - Tony s Acoustic Challenge