Índice de assuntos: Esquadrões SAAF, Segunda Guerra Mundial

Índice de assuntos: Esquadrões SAAF, Segunda Guerra Mundial

Esquadrão No.1 (SAAF)
No.2 Esquadrão (SAAF)
Esquadrão No.3 (SAAF)
Esquadrão No.4 (SAAF)
Esquadrão No.5 (SAAF)

No.9 Esquadrão (SAAF)
No.10 Squadron (SAAF)
No.11 Squadron (SAAF)
No.12 Squadron (SAAF)

Esquadrão No.15 (SAAF)
Esquadrão No.16 (SAAF)
Esquadrão No.17 (SAAF)
No.18 Squadron (SAAF) (informações muito limitadas)
Esquadrão No.19 (SAAF)

Esquadrão No.21 (SAAF)
Esquadrão No.22 (SAAF)
No.23 Squadron (SAAF) (informações muito limitadas)
Esquadrão No.24 (SAAF)
Esquadrão Nº 25 (SAAF)
Esquadrão No.26 (SAAF)
Esquadrão No.27 (SAAF)
Esquadrão No.28 (SAAF)

No.30 Squadron (SAAF)
Esquadrão Nº 31 (SAAF)

No.32 Squadron (SAAF) - (Informações Muito Limitadas)

No.40 Squadron (SAAF)
Esquadrão No.41 (SAAF)

No.43 Squadron (SAAF) - (Informações Muito Limitadas)
No.44 Squadron (SAAF)

No.50 Squadron (SAAF) - (Informações Muito Limitadas)


As cartas da Primeira Guerra Mundial dão aos alunos de Chesterfield lições práticas

CHESTERFIELD COUNTY, Va. - Alguns alunos da sexta série da Providence Middle School em Chesterfield County estão recebendo aulas práticas de história graças a dezenas de cartas centenárias da Primeira Guerra Mundial

A cada dois dias, os alunos da Sra. Jennifer Covais chegam para analisar números enquanto mergulham no passado usando despachos autênticos escritos da França devastada pela guerra durante a Primeira Guerra Mundial.

O autor, Johnny Cawthra, era um funcionário deficiente da American Express que não pôde servir no exército porque era cego de um olho.

“Eles adoram escrever. É um eletivo. É uma aula de redação honrosa ”, disse Covais. "Eu gosto de fazer memórias com meus filhos."

Os alunos estão transcrevendo as observações de Cawthra, que vão desde suas visitas a soldados feridos em um hospital e observando o Presidente Wilson até o testemunho da devastação da guerra.

A estudante Karina Murcia disse que as cartas de Cawthra "descrevem os lugares".

“É muito legal porque eu nunca segurei nada tão velho”, disse Sterling Brummer.

Do Podcast de Notícias do Centenário da Primeira Guerra Mundial


Índice de Assunto: Esquadrões SAAF, Segunda Guerra Mundial - História

Nome da coleção de arquivos: Archief Azania Komitee
Localização das atividades: Holanda
Período de tempo de coleta: Principalmente 1974 - 1996
Descrição: Arquivo da Azania Komitee (Rotterdam). Relatórios Atas e outros documentos internos, correspondência e documentos relacionados ao Congresso Pan-africanista da Azânia (PAC), BCMA, Organização do Povo Azaniano (AZAPO), WOSA, sindicatos negros, Umtapo, et al. documentos relativos a projetos de apoio e ações e campanhas, incluindo comemorações de Sharpeville e Soweto, presos políticos, atividades locais em Rotterdam, etc. , AZAPO e outras organizações da Consciência Negra. O arquivo foi ordenado em 2016 por Marjan Boelsma, ex-presidente do Comitê Azania.

Nome da coleção de arquivos: Archief Defense and Aid Fund Nederland
Localização das atividades: Holanda
Período de tempo de coleta: 1957 - 1991 [(1957-) 1965-1991 (Inclusive) 1965 - 1991 (Bulk)]
Descrição: O arquivo, que chegou ao Instituto Internacional de História Social em 1992, contém alguns documentos do Comit & eacute Zuid-Afrika datados de antes de 1971. A primeira parte do arquivo foi microfilmada. A coleção inclui a constituição, estatutos, documentos administrativos e correspondência com, inter alia, a correspondência das organizações centrais e irmãs e outros documentos sobre adoção familiar e peças de projetos do grupo de advogados contra o Apartheid Documentação extensa (1957-) 1965-1991.

Arquivo de: Fundo de Defesa e Ajuda Nederland
Médio: 5,6 metros
Catálogo / Ajuda de pesquisa: http://hdl.handle.net/10622/ARCH00451

Nome da coleção de arquivos: Fundo de Defesa e Ajuda da Nova Zelândia para a África do Sul: Registros
Localização das atividades: Nova Zelândia
Período de tempo de coleta: [ca 1970] - 1992
Descrição: O Fundo de Defesa e Ajuda foi fundado em 1956 pelo cônego John Collins em Londres para fornecer defesa legal para 156 pessoas na África do Sul acusadas de alta traição. A Sede Internacional do Fundo foi estabelecida em Londres. A Filial do Fundo na Nova Zelândia foi estabelecida em 1967 pelo Reverendo Godfrey Wilson e, como o Fundo internacional, seu objetivo é ajudar pessoas de todas as raças que se tornaram vítimas das leis raciais da África Austral. Concentrou-se principalmente na tarefa de arrecadar dinheiro, produzir um boletim informativo e distribuir publicações de Defesa e Ajuda. Os registros incluem atas, correspondência, boletins informativos, panfletos, documentos de conferências e outros materiais diversos. Uma pasta de desenhos animados foi transferida para o Arquivo de desenhos animados. Os boletins informativos foram transferidos para a coleção serial. O Fundo foi dissolvido em 1991. Doado pelo Fundo de Defesa e Ajuda da Nova Zelândia, Wellington, 1992. Também é possível obter ajuda para encontrar na Biblioteca & # 39s catálogo para material não publicado e colocando MS-Group-0150 na caixa de pesquisa Número de Referência.

Arquivo de: Fundo de Defesa e Ajuda da Nova Zelândia para a África Austral
Médio: 17 pastas, 2 volumes: 0,30 metros lineares manuscrito e material impresso
Catálogo / Ajuda de pesquisa: https://tiaki.natlib.govt.nz/#details=ecatalogue.24495

Nome da coleção de arquivos: Thomas Oliver Newnham (artigos relacionados ao anti-apartheid e aos movimentos pela paz)
Localização das atividades: Nova Zelândia
Período de tempo de coleta: cerca de 1965 - 1986
Descrição: Tom Newnham foi presidente nacional e secretário da Associação de Cidadãos pela Igualdade Racial (CARE) em várias ocasiões. Consiste em documentos coletados de Tom Newnham em seu trabalho com a CARE e o movimento anti-apartheid, incluindo correspondência, comunicados de imprensa da CARE de 1977-1984 e cópias de submissões de uma página de uma petição pedindo o abandono da viagem de 1960 à África do Sul e instruções para material impresso dos coletores de petições, incluindo panfletos, CARE, Halt All Racism Tours (HART) e outros boletins informativos, artigos e outros materiais diversos relacionados ao movimento anti-apartheid. Em 1999, álbuns de recortes contendo recortes de jornais, cópias de cartas, cartas recebidas e outros papéis, relacionados à questão dos contatos esportivos com a África do Sul de 1975 a 1978, junto com transcrições judiciais e outros documentos sobre o caso de difamação entre o Sr. RD Muldoon e Mr. Newnham em 1977, foram adicionados à coleção. Transferida para Arquivo Fotográfico - 6 fotografias - 5 relacionadas com questões anti-apartheid e uma para o Esquadrão da Paz. Doado pelo Sr. Tom Newnham, Auckland, 1994. Também é possível obter o material de busca acessando a Biblioteca & # 39s. catálogo para material não publicado e colocando MS-Group-0320 na caixa de pesquisa Número de Referência.

Médio: 2,06 metros lineares 59 pasta (s), 3 caixas (36 pastas, 3 pacotes) Holographs, mss, datilografado e material impresso (algumas fotocópias)
Catálogo / Ajuda de pesquisa: https://tiaki.natlib.govt.nz/#details=ecatalogue.73224

Nome da coleção de arquivos: Trevor Richards Papers
Localização das atividades: Nova Zelândia
Período de tempo de coleta: 1969 - 1998
Descrição: Trevor Richards fundou a Halt All Racist Tours (HART) em 1969 e trabalhou para a organização por muitos anos, atuando como presidente (1969-1980) e secretário internacional (1980-1985). Ele permaneceu ativo no movimento anti-apartheid até a década de 1990, seus papéis refletem seu trabalho com o movimento, que se concentrou particularmente em contatos esportivos com a África do Sul e a organização por trás dele. Richards foi o autor de & quotDancing on our bones New Zealand, South Africa, Rugby and Racism & quot (Wellington, Nova Zelândia: Bridget Williams Books: 1999). Um manuscrito significativamente mais longo do livro está na coleção. A coleção inclui correspondência interna e externa com indivíduos, grupos e organizações principalmente preocupados com contatos esportivos com a África do Sul, relatórios, comunicados de imprensa, recortes e artigos, circulares e outros papéis. Muito está relacionado à observância do Acordo de Gleneagles. A coleção foi doada pelo Sr. Trevor Richards, Wellington, em 1999. As fotos foram transferidas para o Arquivo Fotográfico. Adesivos e botões transferidos para a Coleção Ephemera. Também é possível obter ajuda de descoberta indo para a Biblioteca & # 39s catálogo para material não publicado e colocando MS-Group-0860 na caixa de pesquisa Número de Referência.

Médio: 650 pastas, 11 metros lineares
Catálogo / Ajuda de pesquisa: https://tiaki.natlib.govt.nz/#details=ecatalogue.197667
Restrições: Restrição parcial: os itens especificados foram restritos

Nome da coleção de arquivos: Africa Bureau e organizações relacionadas
Localização das atividades: Reino Unido
Período de tempo de coleta: 1952 - 1978
Descrição: Artigos incluindo administração e pesquisa e correspondência. Publicações e documentos relacionados, materiais de pesquisa, endereços de aniversário, relatórios anuais, artigos relacionados ao Information Digest, Africa Digest, Africa Bureau Fact Sheets, etc., publicações assistidas pelo Bureau, artigos relacionados com vendas de publicações, artigos relacionados com publicações abortivas , fotografias e mapas, etc., [1946-1977]. Registros financeiros, incluindo papéis relativos à política financeira, contas, correspondência, extratos bancários, contas e recibos, registros relacionados a investimentos e arrecadação de fundos, 1951-1979. Projetos de estudo sobre investimento externo na África do Sul e no Sudoeste da África (Namíbia), remoções em massa de população na África do Sul, o cessar-fogo de 1974 e suas consequências no Sul do Sudão, etc., [1968-1976]. Relatórios, correspondência, material impresso, declarações à imprensa, memorandos, declarações, etc. relativos ao Sudoeste da África, [1919-1978]. Legislação, correspondência, relatórios, memorandos, recortes de jornais relacionados com vários tópicos, África do Sul, 1909-1978. Declarações, correspondência, memorandos, petições, material impresso, recortes de jornais, etc. relativos aos Territórios do Alto Comissariado (Basutoland / Lesoto, Bechuanaland / Botswana, Suazilândia), 1934-1973. Correspondência, declarações, material impresso, petições, relatórios, atas, recortes de jornais, etc. relativos a vários tópicos, África Central (Federação da África Central, Niassalândia / Malaui, Rodésia do Norte / Zâmbia, Rodésia do Sul / Rodésia / Zimbábue), 1890-1979 . Declarações, correspondência, memorandos, papéis de partidos políticos e grupos de pressão, recortes de jornais, etc. relativos a vários tópicos, África Oriental (Quênia, Uganda, Tanganica / Tanzânia, Zanzibar, Somalilândia), 1944-1975. Correspondência, recortes de jornais, material de base, etc. relativos a outros territórios africanos e a África em geral, 1941-1970. Artigos de conferências, correspondência, comunicados de imprensa, documentos de informação e material de apoio, etc. relacionados com conferências e organizações internacionais, 1949-1974. Correspondência, atas, registros financeiros, etc. relativos a trusts, [1951] -1977. Para baixar o PDF do Finding Aid, clique aqui. O Finding Aid está disponível através do Archives Hub, digite & quotAfrica Bureau & quot na caixa de pesquisa.

Arquivo de: The Africa Bureau
Médio: 327 caixas
Restrições: Algumas restrições se aplicam. Para obter detalhes, entre em contato com o bibliotecário de referência.

Nome da Coleção de Arquivos: Comitê para a Liberdade em Moçambique, Angola e Guine
Localização das atividades: Reino Unido
Período de tempo de coleta: 1968 - 1975
Descrição: Arquivo do Comité para a Liberdade em Moçambique, Angola e Guine (CFMAG) trabalha no apoio aos movimentos de libertação nas colónias de Portugal & # 39s em África, incluindo a Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO), o Movimento do Povo & # 39 para a Libertação de Angola (MPLA) e o Partido da Independência Africana de Guine-Bissau e Cabo Verde (PAIGC).

Nome da coleção de arquivos: Ruth First Papers
Localização das atividades: Reino Unido
Período de tempo de coleta: 1889-1991 [predominantemente 1946-1982]
Descrição: Ruth First era uma ativista anti-apartheid, jornalista investigativa e acadêmica. Trabalhou pela primeira vez toda a sua vida para acabar com o apartheid na África do Sul, escrevendo em 1969, ela explicou como sua vida foi dedicada & lsquoto à libertação da África, pois eu me considero um africano, e não há nenhuma causa que considero mais cara & rsquo. Primeiro foi uma figura influente que viu o ativismo, o trabalho de solidariedade (pela luta anti-apartheid) e sua pesquisa e escrita como inextricavelmente ligados. Ela foi exilada da África do Sul em 1964, com seu marido, o proeminente comunista sul-africano Joe Slovo, e seus filhos. Heloise Ruth First nasceu em 4 de maio de 1925 em Joanesburgo, filha de Julius e Matilda (& # 39Tilly & # 39) First, emigrantes judeus dos estados bálticos para a África do Sul. Seus pais eram membros da Liga Socialista Internacional e membros fundadores do Partido Comunista da África do Sul (SACP). Enquanto estava na Universidade de Witwatersrand, ela ajudou a fundar a Federação de Estudantes Progressistas de esquerda e também serviu como secretária da Liga Comunista Jovem e do Conselho da Juventude Progressiva. Em 1946, ela produziu panfletos em apoio à greve dos mineiros e foi temporariamente secretária dos escritórios do Partido Comunista Sul-Africano em Joanesburgo. Em 1947, ela e Michael Scott expuseram um escândalo de trabalho agrícola em Bethal, Transvaal Oriental. Entre 1946-1952, ela foi editora de Joanesburgo do jornal semanal The Guardian, o porta-voz do SACP, que foi banido e reiniciado com um nome diferente várias vezes (intitulado Clarion, People & # 39s World, Advance, New Age e Spark). Entre 1954-1963, ela também foi editora do Fighting Talk, uma publicação mensal baseada em Joanesburgo. Em 1949, Ruth casou-se com Joe Slovo. Eles tiveram três filhas, Shawn (n.1950), Gillian (n.1952) e Robyn (n.1953). Em 1950, First foi nomeada sob a Lei de Supressão do Comunismo e seus movimentos foram restritos. Em 1953, ela foi proibida de ser membro de todas as organizações políticas, embora em 1955 ela tenha ajudado a redigir a Carta da Liberdade e mais tarde foi membro do Umkhonto we Sizwe, o braço militar do Congresso Nacional Africano (ANC). Em dezembro de 1956, ela e Joe Slovo estavam entre as 156 pessoas acusadas no chamado Julgamento da Traição, sua acusação foi indeferida em abril de 1959. Em agosto de 1963, ela foi presa e detida por um total de 117 dias sob a Lei de 90 Dias. Forçada efetivamente ao exílio, ela e suas filhas se mudaram para o Reino Unido, onde ela trabalhou em tempo integral como escritora freelance antes de se tornar uma pesquisadora na Universidade de Manchester em 1972. Entre 1973-1978, ela lecionou estudos de desenvolvimento na Universidade de Durham, embora tenha passado períodos de destacamento nas universidades de Dar es Salaam e Lourenco Marques (Maputo). Em novembro de 1978, tornou-se Diretora do programa de treinamento em pesquisa da Universidade Eduardo Mondlane em Maputo. Em 17 de agosto de 1982, enquanto trabalhava em Moçambique, Ruth First foi morta ao abrir um pacote-bomba endereçado a ela na universidade acima, enviado pelo serviço secreto sul-africano. Alguns itens foram digitalizados e estão disponíveis no site do catálogo. Veja também este link para obter mais informações sobre os artigos de Ruth First.

Catálogo / Ajuda de pesquisa: http://www.ruthfirstpapers.org.uk/
Restrições: Algumas restrições, entre em contato com antecedência

S39a
Restrições: O arquivo ainda não pode ser processado. Entre em contato com antecedência.

Nome da coleção de arquivos: Arquivos da Anistia Internacional dos EUA
Localização das atividades: Nova York, Estados Unidos
Período de tempo de coleta: 1960 - presente
Descrição: Arquivos da Amnistia Internacional dos EUA (AIUSA), a secção dos Estados Unidos da Amnistia Internacional (AI). AI, uma organização não governamental (ONG), foi fundada em 1961 para fazer campanha pelos direitos humanos reconhecidos internacionalmente. AIUSA foi incorporada em 1966. Esta é uma coleção abrangente de materiais que documentam a fundação, atividade e crescimento da AIUSA desde 1960 até o presente. Isso inclui trabalho em vários países africanos, incluindo África do Sul, Namíbia, Norte da África, incluindo Egito e Marrocos. Os Arquivos da AIUSA contêm materiais que documentam o início da seção de IA dos EUA na cidade de Nova York no início dos anos 1960, bem como materiais da sede da AIUSA em Nova York e do lobby de Washington, DC de todos os escritórios regionais e capítulos locais e do campus e de todos os programas e departamentos da AIUSA. A coleção contém pôsteres, banners, camisetas, fotografias, vídeos, DVDs e mais de 30 anos de recortes de jornais que mencionam a Anistia Internacional e os direitos humanos. A coleção inclui relatórios de país, relatórios de missão e histórias orais. Muitos capítulos locais e de campus e ativistas individuais, especialmente especialistas em coordenação de país e membros de comitês de direção e forças-tarefa, depositaram registros de suas atividades nos Arquivos da AIUSA ou como coleções associadas.

Nome da coleção de arquivos: Documentos de Barbara Bach
Localização das atividades: Michigan, Estados Unidos
Período de tempo de coleta: 1960-2008 (em massa 1975-2007, relacionado à África 1979-1983)
Descrição: Barbara Bach trabalhou pela primeira vez como professora primária na área de Boston e criadora de documentários para a televisão. Depois de receber um mestrado em Educação em 1969, ela se tornou uma mulher de negócios em Ann Arbor, Michigan, facilitadora de networking, arrecadadora de fundos e educadora / mentora vitalícia para indivíduos e organizações. A coleção inclui registros de negócios, boletins de associações, literatura de campanha, fotografias e correspondência representando suas múltiplas carreiras como empresária, assessora legislativa, ativista comunitária e diretora executiva em um ambiente político que promove o desenvolvimento econômico em Michigan. De 1979 a 1983, ela trabalhou como assessora legislativa de Perry Bullard, então Representante Estadual de Ann Arbor. Os esforços de lobby pessoal de Bach e suas habilidades de redação persuasiva ajudaram a conseguir a aprovação das iniciativas legislativas de Bullard, incluindo o projeto de lei que ele apresentou para boicotar a África do Sul em protesto contra a política de apartheid daquela nação. Durante seu trabalho para Perry Bullard, ela usava o nome de Barbara Eldersveld. (Em meados da década de 1970, ela foi casada com Samuel J. Eldersveld, professor de Ciência Política na Universidade de Michigan e ex-prefeito democrata de Ann Arbor, 1957-1959. Ela permaneceu como Barbara Eldersveld até re-adotar seu nome de solteira, Barbara Bach, em 1992.) A coleção foi recebida de Barbara Bach em 2011.

Nome da coleção de arquivos: papéis de Liz Blum
Localização das atividades: Vermont, Estados Unidos
Descrição: A coleção inclui material anti-apartheid da década de 1960 até o final de 1980. A coleção inclui um pequeno material de uma série de organizações, incluindo: Movimento Anti-Apartheid (Reino Unido), Comitê Anti-Apartheid do Japão, Projeto Maine na África do Sul, o Comitê de Upper Valley para uma África do Sul Livre e o Comitê de Vermont para a África do Sul. A coleção foi doada por Liz Blum, uma ativista anti-apartheid que era membro do Comitê de Vermont na África Austral.

Inclui materiais de: Comitê de Vermont na África do Sul
Médio: documentos, pôsteres, botões, camisetas
Catálogo / Ajuda de pesquisa: http://catalog.lib.msu.edu/record=b13216101

Nome da coleção de arquivos: coleção Barbara Brown de botões ativistas africanos
Localização das atividades: Estados Unidos
Descrição: A coleção inclui botões de organizações anti-apartheid nos EUA e Canadá, incluindo a Rede Fora da África do Sul dos EUA, a Organização de Estudantes Pan-africanos, o Fundo de Ajuda à África Austral e a Campanha Boicote Shell.

Nome da coleção de arquivos: papéis de Cindy Ruskin
Localização das atividades: Massachusetts, Estados Unidos
Período de tempo de coleta: 1977 - 1985
Descrição: A coleção inclui material anti-apartheid relacionado a uma campanha para fazer a Universidade de Harvard se desfazer de empresas que fazem negócios na África do Sul. A coleção inclui material do Comitê de Solidariedade da África Austral de Harvard-Radcliffe, bem como do Comitê Memorial Biko, Comitê Ad hoc para Justiça na África do Sul e Cidadãos de Massachusetts contra o Apartheid. O acervo inclui documentos, fotografias, pôsteres e um botão.

Nome da coleção de arquivos: coleção de filmes sul-africanos de Peter Davis
Localização das atividades: Estados Unidos
Descrição: Material relacionado ao cineasta Peter Davis que fez filmes sobre o apartheid na África do Sul e o movimento anti-apartheid naquele país. Esta coleção está em andamento. Entre em contato com Coleções especiais para obter acesso.

S39a
Restrições: Biblioteca para uso somente - entre em contato com a Biblioteca MSU com antecedência

Nome da coleção de arquivos: coleção Immanuel Wallerstein de pôsteres do movimento de libertação africano
Localização das atividades: Estados Unidos
Descrição: A coleção consiste em pôsteres adquiridos por Immanuel Wallerstein que documentam os movimentos de libertação em vários países africanos. Inclui cartazes de / relacionados com os movimentos de libertação africanos e a luta contra o colonialismo. Gift of Immanuel Wallerstein, 2005.

Médio: 2 pés lineares
Catálogo / Ajuda de pesquisa: http://hdl.handle.net/10079/fa/mssa.ms.1865

Nome da coleção de arquivos: International Oil Working Group
Localização das atividades: Estados Unidos
Período de tempo de coleta: 1957 - 1987 (em massa 1980 - 1985)
Descrição: Organização sem fins lucrativos de pesquisa e consultoria que trabalhou para implementar o embargo do petróleo iniciado contra a África do Sul e seu governo de apartheid pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 1979. A coleção inclui documentos administrativos, correspondência, testemunho da ONU, materiais impressos produzidos pelo International Oil Working Group (IOWG ), vários arquivos de conferências, documentos da ONU relativos à África do Sul e sanções e diversos materiais de referência, incluindo informações sobre embarques e navios-tanque, bem como recortes de notícias relevantes. Telefone: MS 268. Adquirido de Teresa Turner.

Arquivo de: Grupo de Trabalho Internacional de Petróleo
Médio: 29 caixas (15 pés lineares)
Catálogo / Ajuda de pesquisa: http://scua.library.umass.edu/ead/mums268.html

Nome da coleção de arquivos: Artigos de Joel Fischer e Renee Furuyama
Localização das atividades: Havaí, Estados Unidos
Período de tempo de coleta: Principalmente 1981 - 1987
Descrição: Os doadores eram ativistas anti-apartheid e membros do Comitê do Havaí para a África (HCA). O HCA fez campanha para que a Universidade do Havaí e o fundo de pensão estatal se desinvestissem de empresas que operam na África do Sul.

Nome da coleção de arquivos: papéis de Kathleen Sheldon
Localização das atividades: Estados Unidos
Período de tempo de coleta: 1977 - 1997
Descrição: A coleção inclui itens de uma série de organizações de solidariedade, incluindo Concerned Citizen & # 39s Committee on Africa, Stop Banking on Apartheid, Southern Africa Resource Center, Los Angeles Free South Africa Movement, Champaign-Urbana Coalition Against Apartheid, Southern Africa Media Center, a Call to Conscience Action Network na África do Sul, o American Jewish World Service, o Mozambique Solidarity Office, a Mozambique Support Network, o Lawyers & # 39 Committee for Civil Rights Under Law, o American Friends Service Committee, a Association of Concerned Africa Scholars, Bikes Not Bombs, Church World Service, Southern Africa Support Project, Mozambique Health Committee, California Newsreel, Friends of the ANC and the Frontline States, Artists for a Free South Africa, Concerned Faculty at UCLA e The Africa Fund . O acervo inclui documentos, pôsteres, botões e camisetas.

Nome da coleção de arquivos: coleção Ken Lawrence
Localização das atividades: Estados Unidos
Período de tempo de coleta: 1940 - 2010, principalmente do final dos anos 1970 ao final dos anos 1990 (material da África, presumivelmente, principalmente dos anos 1970 e 1980)
Descrição: Número da coleção: HCLA 6312. A coleção consiste em broches de lapela New Left, pôsteres, camisetas estampadas e adesivos com mensagens de protesto. Ken Lawrence foi um jogador-chave no Freedom Information Service (FIS), não se sabe se há algum material da FIS nesta coleção. Lawrence também trabalhou com o Fundo de Ajuda Militar aos Refugiados da África do Sul (SAMRAF). A coleção inclui materiais relativos à África e à justiça social, abrangendo aproximadamente dos anos 1960 a 2000, com a maior parte datando do final dos anos 1970 ao final dos anos 1990. A coleção inclui mais de 500 botões de protesto político / ação social e justiça social, mais de 175 pôsteres e quase 30 camisetas usadas em uma variedade de manifestações, comícios e greves em nome de várias causas políticas e sociais. Coleção doada por Ken Lawrence.

Médio: 6 pés cúbicos: botões, pôsteres, camisetas
Catálogo / Ajuda de pesquisa: https://www.libraries.psu.edu/findingaids/6312.htm

Nome da coleção de arquivos: documentos de Elizabeth S. Landis
Localização das atividades: Estados Unidos
Descrição: Esta coleção vem dos papéis ativistas de Elizabeth Landis, com foco no trabalho relacionado aos Homens da Igreja Episcopal da África do Sul (ECSA) dos anos 1960 a 1990, uma organização localizada na cidade de Nova York. Os materiais adicionais para a documentação da ECSA incluem anotações e cadernos de anotações em uma viagem a Joanesburgo, África do Sul, publicações do Comitê Americano sobre a África e do Comitê de Advogados & rsquo para Direitos Civis perante a Lei e apresentações do comitê do Congresso de 1970 a 2000. Os materiais nesta coleção são duplicados materiais dados aos Arquivos Nacionais da Namíbia, para onde todos os papéis de Elizabeth Landis foram enviados após sua morte em 2015. Elizabeth (Betsy) Landis era membro do Conselho do Comitê Americano sobre a África e também do Episcopal Churchpeople for a Free África do Sul (originalmente chamada de Homens da Igreja Episcopal da África do Sul). Ela também esteve envolvida nas preocupações nacionais da Namíbia.

Nome da coleção de arquivos: Robert K. Massie IV Papers
Localização das atividades: Estados Unidos
Período de tempo de coleta: 1950 - 1997 (principalmente 1980 - 1991)
Descrição: Os artigos de Massie documentam sua pesquisa sobre a África do Sul e os movimentos anti-apartheid e incluem relatórios, artigos, notas de entrevistas e pesquisas. Os documentos incluem arquivos sobre o ativismo e envolvimento de organizações ativistas na África do Sul (notadamente o Comitê Americano da África, o Centro de Pesquisa de Responsabilidade do Investidor, o Instituto Sul-Africano de Relações Raciais e a Unidade de Pesquisa de Trabalho e Desenvolvimento da África Austral), igrejas (notavelmente a Igreja Episcopal e a Igreja Unida de Cristo), instituições financeiras, corporações e universidades (notadamente a Universidade de Columbia e a Universidade de Harvard). Grande parte do material trata de campanhas de desinvestimento e decisões de investimento, especialmente de fundos de pensão e endowments, de empresas que operam na África do Sul, e também trata de esforços mais amplos para acabar com o apartheid e estudos de condições e eventos na África do Sul. A maioria dos artigos são relatórios, publicações e declarações de políticas das organizações e seus comitês financeiros, correspondências para seus membros e artigos de jornais e revistas sobre as organizações. Outros artigos incluem notas de Massie & # 39s de entrevistas que ele conduziu com líderes nas organizações e com figuras públicas nos Estados Unidos e na África do Sul a respeito do apartheid, pesquisas que as organizações preencheram para o Investor Responsibility Research Center sobre suas práticas de investimento, publicações do governo dos EUA sobre Política externa dos Estados Unidos em relação à África do Sul, relatórios sobre as relações raciais e política externa da África do Sul e notas ou rascunhos para capítulos do livro Loosing the Bonds de Massie: os Estados Unidos e a África do Sul nos anos do Apartheid (1997). A coleção inclui material de muitas organizações, incluindo American Friends Service Committee (AFSC), o Corporate Data Exchange, Episcopal Churchpeople for a Free Southern Africa (ECSA), o Fundo para uma África do Sul Livre, o Fundo Internacional de Defesa e Ajuda (IDAF), Harvard-Radcliffe Alumni / ae Against Apartheid (HRAAA), People & # 39s Front for the Southern Africa (Princeton University), a Methodist Federation for Social Action (MFSA), TransAfrica e o Washington Office on Africa (WOA) . Coleção doada por Robert K. Massie IV.

Nome da coleção de arquivos: documentos de Aubrey McCutcheon
Localização das atividades: Estados Unidos
Período de tempo de coleta: Maioria do material 1972 - 1986
Descrição: Os papéis de Aubrey McCutcheon contêm relatórios, artigos, recortes de notícias, correspondência e outros materiais relacionados ao apartheid da África do Sul, desinvestimento, armas nucleares, exportações, violações dos direitos humanos e outros tópicos. Aubrey McCutcheon é o Diretor Residente Sênior do National Democratic Institute (NDI) na Etiópia. Ele é o ex-Chefe do Partido para o Programa de Proteção dos Direitos Humanos (PHR) da Plan International em Bangladesh e, mais recentemente, atuou como Diretor Residente Sênior do NDI & # 39s na Nigéria e anteriormente na Libéria. Antes de seu trabalho com o NDI e a Plan International, McCutcheon atuou como Diretor Executivo Adjunto e Diretor de Programas para Direitos Globais: Parceiros pela Justiça em sua sede internacional em Washington, DC Ele viveu por muitos anos na África Austral e no Sul da Ásia, trabalhando em Namíbia, África do Sul, Índia, Nepal e Sri Lanka. Nessas localidades, trabalhou primeiro com a Fundação Ford, projetando apoio para os setores de direitos humanos e justiça social e, posteriormente, como consultor independente. Anteriormente, ele atuou como diretor de equipe do Congresso e assessor legislativo de dois membros do Congresso nos Estados Unidos. Aubrey também atuou como diretora executiva do Escritório de Washington na África e diretora de assuntos legislativos e políticos da Sane / Freeze, uma organização de controle de armas e desarmamento

Nome da coleção de arquivos: documentos de Peter Weiss
Localização das atividades: Nova York, Estados Unidos
Período de tempo de coleta: 1950 - 1980
Descrição: Grande parte da coleção está relacionada ao Comitê Americano de África (ACOA). A coleção inclui as atas das reuniões do Comitê Diretivo da ACOA e do Conselho Executivo da ACOA. A coleção inclui correspondência e documentos do / relacionados ao The Africa Fund. Inclui material relacionado a, incluindo correspondência, George M. Houser, Moçambique, Eduardo C. Mondlane, FRELIMO, Janet Mondlane, a Eleanor Roosevelt Memorial Scholarship, a Kenya Africa National Union (KANU), Mungai Njoroge, Edward C. Hawley, a Azania Igreja Luterana da Frente na Tanzânia e Dia da Liberdade na África organizado pela ACOA. A coleção inclui correspondência entre Peter Weiss, Cora Weiss e membros da FRELIMO, incluindo Janet Mondlane, Eduardo Mondlane, Marcelino dos Santos e outros. A coleção inclui material relacionado à Namíbia e à África do Sul. Doado por Peter Weiss, fundador e membro do Conselho Executivo do American Committee on Africa.

Inclui materiais de: Comitê Americano na África
Médio: 3 caixas
Catálogo / Ajuda de pesquisa: http://catalog.lib.msu.edu/record=b12873369

Nome da coleção de arquivos: Progressive Resource Action Cooperative e Divest Now Coalition Collection
Localização das atividades: Illinois, Estados Unidos
Período de tempo de coleta: Divest Now Coalition 1985-1987
Descrição: A Progressive Resource Action Cooperative (PRC) registra e desinvestir agora! A Coleção da Coalizão na Universidade de Illinois Urbana Champaign é composta de materiais que demonstram a história e o trabalho da RPC, bem como suas raízes nas atividades locais anti-apartheid. Os registros da RPC consistem em documentos, fotografias, correspondências, boletins informativos, comunicados à imprensa, pôsteres, panfletos, memorabilia e materiais audiovisuais relacionados às atividades da RPC e às causas de justiça social que a organização apoiou, incluindo o Movimento Anti-Chief. Materials related to the local activities supporting anti-apartheid in South Africa are found in the Divest Now Coalition portion of the collection that consists of documents, publications, flyers, and t-shirts. This collection was donated by Jeff Machota.

Archival Collection Name: Rest of the News records and tape recordings
Location of activities: New York, United States
Time Period of Collection: 1971 - 1977
Descrição: Rest of the News was a radical radio news group formed in Ithaca, New York in 1971. The group produced 10-15 minute broadcasts following the regular news on WVBR in Ithaca, focusing on significant current topics such as the Attica Prison rebellion of 1971, the liberation movement in Zimbabwe, the Native American movement, the War in Vietnam, and other issues. Broadcasts included interviews with leading participants in these events interwoven with a script and music. By 1973, ROTN was reaching radio stations across the country and launched a weekly national subscription service for its news tapes. Includes audio tapes, source material, correspondence, research files, account books, and lists of donors. The archive includes material on African liberation struggles including Guinea-Bissau, South Africa and Zimbabwe, U.S. investment in South Africa, trade with Zimbabwe in violation of United Nations sanctions, and drought in the Sahel.

Archive Of: Rest of the News
Medium: 56.1 cubic ft., 520 tapes.
Catalog Info: Click on long view
Catalog/Finding Aid: https://newcatalog.library.cornell.edu/catalog/2070092
Restrictions: Non-circulating. Contact in advance.

Archival Collection Name: Ronald V. Dellums Congressional Papers
Location of activities: Washington, DC, United States
Time Period of Collection: 1971 - 1999
Descrição: The Ronald V. Dellums Congressional Papers are evidence of Dellums' 27-year career (1971-1998) as a member of the U.S. House of Representatives. It includes committee files, constituent correspondence, legislative bills, and personal files relating to his work and legislative achievements in the U.S. Congress. Highlights include photographs and memorabilia from Dellums' distinguished career and life. The collection includes material related to important foreign policy activity initiated by Dellums focused on social justice including Dellums' firm stand against, and Congressional leadership in the ending of, U.S. support for the apartheid government in South Africa culminated in the passing of the Comprehensive Anti-Apartheid Act of 1986.

Medium: 47 linear ft., (47 boxes)
Catalog/Finding Aid: https://oac.cdlib.org/findaid/ark:/13030/c8w09c3w/
Restrictions: This collection is open for research by appointment only.

Archival Collection Name: Seattle Labor Committee Against Apartheid
Location of activities: Washington, United States
Time Period of Collection: Mostly second half of the 1980s
Descrição: The collection contains material of the Seattle Labor Committee Against Apartheid (SLCAA), other Seattle organizations including the Coalition Against South African Trade (CAST) and anti-apartheid organizations in other locations including the Committee to Free Moses Mayekiso. The collection includes publications and documents of other type including correspondence, meeting minutes, membership lists, and other ephemera. The collection includes one poster. The collection was donated by William (Bill) Clifford, William (Bill) Corr and Victor Miller, former members of the Seattle Labor Committee Against Apartheid.

Archival Collection Name: Social Protest Collection
Location of activities: California, United States
Time Period of Collection: 1977 - 1985
Descrição: Materials relating to the anti-apartheid movement on the University of California, Berkeley campus, 1977-1985. Primarily 1977 - 78 organizing meeting and Campuses United Against Apartheid meeting notes, handouts, articles and clippings. One folder is material from Students for Economic and Racial Justice (SERJ). Also includes some anti-apartheid literature from 1985.

S39a
Restrictions: Library use only

S39a
Restrictions: Library use only - contact MSU Library in advance

Archival Collection Name: Stanford Out of South Africa records
Location of activities: California, United States
Time Period of Collection: 1985
Descrição: Stanford out of South Africa was a student anti-apartheid organization dedicated to eliminating Stanford University's investments in any firms that did business in South Africa.

Archival Collection Name: TransAfrica Records
Location of activities: Washington, DC, United States
Time Period of Collection: 1960 - 2011, mostly 1977 - 1987
Descrição: The TransAfrica Records document the day-to-day business of the organization as well as its history. Records include press releases, board of directors meeting minutes, annual reports, correspondence, development plans, financial documents, and annual reports. The archives include correspondence (1979 - 1985), speeches, Congressional testimonies, articles and other writings, subject files, fundraising information, printed materials and various petitions Also included are files on the Arthur Ashe Library, projects in Haiti, Latin America, South Africa (including reports on the Truth and Reconciliation Committee), intern files, and files on publications such as Africa Now and African Renewal Journal

Archive Of: TransAfrica
Medium: 95.0 Cubic feet
Catalog/Finding Aid: http://library.gwu.edu/dcaap-fa/dcaap0051.xml

Archival Collection Name: Vera P. Michelson Papers
Location of activities: New York, United States
Time Period of Collection: 1945 - 2019
Descrição: This collection includes materials related to Vera Michelson's life and work as an activist and organizer in Albany, N.Y. and beyond. The collection documents her organization of the Capital District Coalition Against Apartheid and Racism (CD-CAAR) and work with the Social Justice Center her national and international work against apartheid her helping found ROOTS (Re-Entry Opportunities and Orientation Toward Success), a group established by ex-offenders and supporters to mentor the formerly incarcerated her support of SNUG anti-gun violence criminal justice reform and her work with LEAD (Law Enforcement Assisted Diversion) in Albany. Most of the collection includes newspaper articles, correspondence, and meeting minutes related to Michelson&rsquos various social activism organizations. The Michelson collection also includes court documents relating to the court cases related to the Springbok Rugby protests in 1982. The collection consists of meeting minutes, notes, reports, clippings, subject files, audio, video, resource materials, posters, banners, and correspondence.

Archival Collection Name: Vincent Klingler papers
Location of activities: Pennsylvania, United States
Time Period of Collection: 1973 - 1978
Descrição: The Vincent Klingler papers contain reports, fliers, correspondence, photographs and mailings relating to Klingler's activism as Chairperson of the Coalition to Stop Rhodesian and South African Imports, the United People's Campaign against Apartheid and Racism (UPCAAR), and the Philadelphia Coalition for Justice for Angola. Topics include U. S. longshoremen and dock worker strikes against unloading Rhodesian exports of chrome, asbestos, and nickel on the "African Neptune" and "African Sun," records relating to ILA Local Union 1291 - a majority African American longshoreman union which was boycotting unloading South African ships, South African coal exports, and American companies and university divestment from South Africa. The collection was donated by Vincent Klingler in 2017.

Archival Collection Name: Washington Office on Africa Records
Location of activities: Washington, DC, United States
Time Period of Collection: 1966 - 1994
Descrição: Archives of the Washington Office on Africa (WOA) which was established in 1972. Publications, correspondence, reports, statements, and collected material document the work of the Washington Office on Africa and the issues addressed by its work. The Washington Office on Africa was founded in 1972 to support the movement for freedom from white-minority rule in southern Africa. Its activities have included the monitoring of Congressional legislation and executive policies and actions, as well as the publication of action alerts and other documentation designed to advance progressive legislation and policy on southern Africa. Supported by church bodies and unions, the WOA has worked in partnership with colleagues in Africa, the Africa advocacy community in the United States, and grassroots organizations concerned with various aspects of African affairs. Gift of the Washington Office on Africa. Cite as: Washington Office on Africa Records (RG 105), Special Collections, Yale Divinity School Library. Material prior to when was organization was established in 1972 may relate to the Washington Office of the American Committee on Africa.

Archive Of: Washington Office on Africa
Medium: 63 boxes 30 linear feet
Catalog/Finding Aid: http://hdl.handle.net/10079/fa/divinity.105

Archival Collection Name: Janice McLaughlin Zimbabwe collection
Location of activities: Zimbábue
Time Period of Collection: 1958 - 1990s
Descrição: The collection consists largely of primary sources from 1958 to the 1990s, assembled between the 1970s and 1990s and used by Sister Janice McLaughlin, an American Catholic nun of the Maryknoll Sisters, for her book, On the Frontline: Catholic Missions in Zimbabwe's Liberation War (Harare: Baobab Books, 1996) and her dissertation, "The Catholic church and Zimbabwe's war of liberation: 1972-1980" (Thesis (D. Phil.)--University of Zimbabwe, 1991) on which the book was based. Includes original and copies of correspondence, internal reports, church diocesan newsletters, and other primary sources of the Catholic Church and other organizations, press clippings and BBC transcripts, Rhodesian government propaganda pamphlets, and materials by other organizations and individuals in Zimbabwe and numerous handwritten transcripts of oral interviews with African nuns and others in rural mission stations. Also includes DVD recording of interview with Sister Janice, color photographs taken ca. 1998-99 at a camp for displaced people in Gorongoso Park, Central Mozambique, and other materials. Subjects include political violence, church affairs, and assessments of the political situation. Church correspondents and authors include Bishops Donal Lamont, A. Haene and Tobias Chiginya, Fathers J. Wyss, John Berrell, E. Fughe, E. Rojek, N. Gille, Anthony Gwatiringa, and others. Sister Janice went to Rhodesia in 1977 as press secretary for the Catholic Commission for Justice and Peace after serving in Tanzania, and after investigating massacres and torture was imprisoned and deported later that year. After Zimbabwe gained independence in 1980, she returned in charge of the Zimbabwe Project for refugees, and worked as an education consultant. She also lived in Mozambique and in 1985 helped establish the Zimbabwe Mozambique Friendship Association, and returned to Zimbabwe in 1997 as training coordinator for Silveira House. She was elected President of the Maryknoll Sisters in 2008.

Medium: 1 box 27 x 40 x 13 cm
Catalog/Finding Aid: http://catalog.lib.msu.edu/record=b11872649

Archival Collection Name: Jean Sindab papers
Location of activities: United States, Switzerland
Time Period of Collection: 1970 - 1995
Descrição: Dr. Jean Sindab (1944-1996) was an African American scholar and activist for environmental, social, and racial justice. The Jean Sindab papers date from 1970 to 1995 and contain professional files that document subjects of interest to Sindab organizations for which she worked conferences that she organized or attended and local, grassroots, and governmental initiatives related to environmental and racial justice in the United States, Latin America, and Africa. The collection also holds travel diaries and appointment books. Among her scholarly affiliations were the African Studies Association (ASA) and the Association of Concerned African Scholars (ACAS). Throughout her studies and career, Sindab traveled extensively around Europe and to several countries in Africa, including Ghana, Nigeria, Namibia, Togo, and Zambia. In 1980, Sindab was appointed executive director of the Washington Office on Africa (WOA) and the Washington Office on Africa Education Fund (WOAEF). From 1986 to 1991, she was executive secretary of the Programme to Combat Racism of the World Council of Churches (WCC), in Geneva, Switzerland. In the United States, her roles at the National Council of Churches (NCC), where she worked from 1992 to 1996, included program director of the Economic and Environmental Prophetic Justice Unit, the Justice/Hunger Concerns Unit, and the Eco-Justice Working Group. She served on the boards of several organizations, including the Peace Development Fund, the New World Foundation, and the Third World Women's Project for the Institute for Policy Studies.

Includes Materials Of: Africa Policy Information Center, Washington Office on Africa
Medium: 13 linear feet (31 boxes)
Catalog/Finding Aid: http://archives.nypl.org/scm/21149

Archival Collection Name: Dennis Brutus
Location of activities: United States, United Kingdom
Time Period of Collection: 1961 - 1992
Descrição: Dennis Brutus was a South African-born poet and human rights activist who spearheaded a successful campaign to ban apartheid South Africa from international sport competitions. He founded the South African Sports Association in 1961 and the South African Non-Racial Olympic Committee (SAN-ROC) in 1963, and was subsequently arrested and jailed, placed under house arrest and lived in the United States from 1970, emerging over the years as a prominent lecturer and author, a professor of African literature and a major spokesperson in the international movement to end apartheid in South Africa. His collection comprises personal and professional correspondence, papers associated with specific organizations and events, a large collection of newspaper cuttings on sport and apartheid in South Africa and numerous drafts of poems, both handwritten and typed.

Archival Collection Name: Alexander Defense Committee
Location of activities: United States, Canada, Europe
Time Period of Collection: 1964 - 1968
Descrição: Records of the Alexander Defense Committee, an international organization (1964-1968) formed to protest apartheid and to support Dr. Neville Alexander and other South African political prisoners. In the collection are correspondence, newsletters, clippings, promotional material for national speaking tours, and files on ADC chapters in the United States, Canada, and Europe. Also present are speeches and writings of I. B. Tabata and Franz J. T. Lee, who toured the United States to raise funds for the group and for the families of the prisoners papers documenting ADC's role in the deportation case of W. M. Tsotsi and scattered records of other organizations supporting the ADC such as the American Committee on Africa and Unity Movement of South Africa. Most papers are written in English, but others are in German, French, Dutch, and an African language, possibly Xhosa.

S39a
Restrictions: Contact library in advance


Assista o vídeo: La Segunda Guerra Mundial en 17 minutos